Arquivo da tag: Copa do Mundo

João Roberto Kelly comemora seus 80 anos e lança marchinha para a Copa

Aniversário será comemorado com dois shows no Rio de Janeiro

João Roberto Kelly, o Rei das Marchinhas comemorará seus 80 anos, em dois shows que lançarão sua mais recente marchinha para essa Copa do Mundo, em homenagem ao jogador Neymar e o técnico Tite.

No dia 24, dia de São João e seu aniversário, o show será na Sala Municipal Baden Powell, em Copacabana, e terá as participações dos cantores e compositores Neguinho da Beija Flor que ganhou apelido em seu programa na antiga TV Tupi, “Rio Que Dá Samba”, onde Kelly foi o apresentador, e Eduardo Dussek, que gravou algumas marchinhas dele, durante sua carreira. Já no dia 29, dia de São Pedro, a festa será na segunda casa do ‘Rei das Marchinhas’, a Sede do Cordão da Bola Preta, na Lapa e contará com as participações do cantor Makley Matos e da Banda do Cordão da Bola Preta.

Marchinha da Copa

Já encomendei meu sorriso
Dessa vez não vale chorar
Quero ver o mundo gritando
Neymar, Neymar, Neymar

A galera tá ligada
Um novo tempo surgiu
Sonhei com o Tite vibrando
Em cada gol do Brasil

Lançada no final de março, a composição traz palavras de incentivo à Seleção e foi planejada para conquistar a torcida em todo o Brasil. “Marchinha da Copa” já está disponível no Youtube e conta com a participação do próprio compositor:

Segundo Kelly, as marchinhas carnavalescas resistiram ao tempo por não serem datadas. “Alô, Alô, Gilmar”, seu trabalho mais recente envolvendo essa data, não trazia nenhuma referência à festa e, apesar da crítica, não foge da ironia considerada por ele necessária neste gênero. “Tem que ter uma pimentinha”, sugere. Por este motivo, critica o politicamente correto, o que, em sua visão, caminha para o exagero. Ainda assim, destaca que nem os blocos temáticos ignoram esses trabalhos: “Acho que carnaval é para todo mundo. No meio das músicas, sempre tocam marchinhas. Dou a maior força!”, elogia, dizendo ser fã desse tipo de desfile.

Nos shows, além das participações especiais já anunciadas acima, estarão ao lado do João Roberto Kelly que tocará seu piano eletrico, os cantores Gilson Bongil e Manu Santos e os músicos Adilson Werneck (bateria) e Claudio Mateus (contrabaixo).

Certamente sucessos como “A Cabeleira do Zezé” (a primeira do compositor, que estourou em 1964 e segue até hoje como uma das mais executadas nos blocos e bailes de clubes de todo o país); “Mulata Iê-Iê-Iê” , mais conhecida como “Mulata Bossa Nova” (composta em homenagem a 1a mulata a vencer o “Concurso Miss Guanabara de 1965, a Vera Lucia Couto), “Colombina”, “Joga a Chave, Meu Amor”; “Mormaço”, “Rancho da Praça Onze”, ”Paz e Amor”, “Israel”, “Boato”, “Dança do Bole Bole”, “Samba do Teleco – Teco”, na década de 1980, os sucessos “Maria Sapatão”, “Esse Menino é Gay” e “Bota a Camisinha”, lançadas pelo Chacrinha, além das mais atuais “Marcha do Barak OBama”, “Marchinha do Xixi”, “Marchinha do Porcalhão” e a mais atual, “Onde está o Meu Dinheiro” entre tantas outras serão lembradas pelo compositor João Roberto Kelly.

Campeão do Carnaval

Kelly é líder absoluto há mais de 10 anos do ranking do Ecad dos autores com maior rendimento no carnaval.

Serviço

João Roberto Kelly: 80 ANOS

Dia 24 de Junho 2018 – Domingo 19h.
Participações especiais de Eduardo Dussek e Neguinho da Beija Flor
Local: Sala Municipal Baden Powell (Av. Nossa Senhora de Copacabana 360 – Copacabana)
Ingresso: R$ 70,00 / R$ 35,00 (moradores de Copacabana, estudantes, jovens até 21 anos e acima de 60 anos, passageiros do MetroRio e Assinantes de O Globo)

Dia 29 Junho 2018 – Sexta Feira a partir das 19h.
Participação especial do cantor Makley Matos e a Banda do Cordão da Bola Preta.
Local: Sede do Cordão da Bola Preta (Rua da Relação 03 – esquina com a Rua do Lavradio – Centro – Reservas pelo tel. 21- 2240-8049)
Ingresso: R$ 35,00 (preço único com direito a mesa)

Anúncios

Orquestra Petrobras Sinfônica lança EP com versões de sucessos nacionais que homenageiam o futebol

Disco, que tem canções de Skank e MC Guimê, está disponível nas plataformas digitais

A Copa do Mundo mexe com os brasileiros em todos os níveis, da economia até cultura. Um bom exemplo dessa mobilização é o EP lançado pela Orquestra Petrobras Sinfônica, com três músicas que celebram essa paixão nacional.

Com arranjos inéditos de Ricardo Candido, um grupo de oito músicos dá nova roupagem às composições – “É uma partida de futebol” (Skank), “País do futebol” (MC Guimê) e “Pra frente Brasil” – por meio de violinos, violas, contrabaixo, flauta, trompa e percussão. O resultado pode ser conferido no novo EP da série “O Clássico É”, que foi lançado em um show no Teatro Rival Petrobras e se encontra disponível nas plataformas digitais.

Ouça aqui

A série

A série “O Clássico é” começou em 2016 e já homenageou os gêneros pop, rock, samba e reggae, integrando um grande conjunto de ações para popularizar a música clássica e renovar o público do gênero. A iniciativa faz parte do Mundo Pop, um dos três universos que compõe a Temporada 2018 da Petrobras Sinfônica, ao lado do Clássico e Urbano. As séries Djanira, Portinari, Armando Prazeres e Na Sala, além do Festival de Câmara, formam a programação clássica, enquanto projetos como Em Família, que apresenta versões de clássicos infantis (Prêmio da Música Brasileira 2017 – Saltimbancos Sinfônico), e #ConcertoSecreto (Prêmio Profissionais da Música 2016) fazem parte das ações que buscam reforçar o perfil agregador, democrático e desbravador do grupo de 80 músicos.

Dicas da Copa: Rússia 2018 é o mundial dos apps

Mais que em qualquer outro Mundial, a Copa do Mundo da Rússia vai ser o evento dos apps. Estudos indicam que 4 bilhões de pessoas estarão ligadas na Copa. Anunciantes e marcas (grandes e pequenas) se preparam para batalhas tão intensas quanto as que serão travadas nos gramados. Hoje, há mais de um milhão de smartphones em todo o mundo em comparação com a Copa do Mundo de 2014.

Mais smartphones que PCs

Outra diferença em relação à Copa de 2014 é que 72% do conteúdo relacionado à Copa do Brasil em 2014 foi acessado a partir de computadores. Na Rússia, mais de metade do conteúdo será visto a partir de telefones móveis.

Além dos aplicativos oficiais da Fifa, os apps de notícias esportivas, informações dos jogos em tempo real, mídia social, entrega de comida, transporte, apostas, streaming ao vivo e pagamentos vão ser utilizados pela maioria dos fãs, na Rússia ou não. A lista é gigantesca e fazer qualquer lista de aplicativos é uma ideia que não parece fazer sentido.

Coca-Cola e Itaú são as marcas mais lembradas

Enquanto os apps servem para facilitar a vida dos torcedores e solidificar a presença de algumas marcas, a propaganda tradicional continua sendo uma força imbatível. Em relação à Copa, 78% dos brasileiros lembram de alguma marca, com Coca-Cola e Itaú na liderança, seguidos por Vivo, McDonald´s e Guaraná Antarctica.

O que isso significa? Que o mundo está conectado, que a tecnologia é importante, mas que o tradicional ainda é o foco principal das grandes marcas.

Copa do Mundo aumenta em seis vezes a venda de passagens aéreas para a Rússia

Copa começou e ainda tem muita gente viajando

Parece óbvio que a venda de passagens aéreas para o país sede cresça. Porém, saber que as vendas de passagens aéreas para a Rússia subiram seis vezes, impressiona. Mais ainda se levarmos em conta que sempre há gente que decide em cima da hora, de acordo com o desempenho da seleção.

Segundo levantamento do site ViajaNet, quase metade dos bilhetes para Moscou foi comprada em março deste ano. A quantidade de bilhetes vendidos para os dias de torneio é 520% maior em comparação com o mesmo período do ano anterior

Pelo jeito, o brasileiro aprendeu a planejar.

Dica para a Copa: Transiberiana: uma viagem de trem pelo mundo soviético

O título é longo – Transiberiana: uma viagem de trem pelo mundo soviético (e por outros países que não me deixaram entrar) -, mas a leitura é boa para quem já está na Rússia, ainda vai viajar ou vai ficar acompanhando a Copa por aqui mesmo.

O livro narra as aventuras de Zizo Asnis – escritor gaúcho de guias de viagem – que visitou vários países da ex-União Soviética, como a Bielorrússia e seguindo por Moldávia, Ucrânia e, Rússia, além de Mongólia e China.

O texto é leve, bem-humorado e vai ser uma boa companhia para os intervalos entre os jogos.

Alguns trechos do livro


Chernobyl

“Entrar nesses locais é a parte mais chocante da visita. Não tem como não se comover. Diferentemente de um museu, onde se tem acesso a informações, fotos, documentos, aqui não há nada escrito, fotografado, documentado, mas há evidência de vidas – vidas vividas e bruscamente interrompidas, como raramente se pode testemunhar.”

Cazaquistão

“E o que eu sabia do Cazaquistão? Fazia parte da União Soviética. Tinha montanhas. Tinha uns prédios modernos meio bizarros. E tinha Borat, o segundo melhor jornalista do glorioso país Cazaquistão! Enfim, um destino perfeito, ainda mais estando a poucas horas da fronteira. Só havia um possível problema: eu não tinha o visto. Não há consulado do país no Brasil, e não havia tempo hábil para solicitar em nenhum local durante esta viagem. Entretanto, eu vislumbrava duas chances: conseguir o visto na fronteira, eventualmente pagando uma taxa de ágio (e espero que ágio não seja eufemismo para propina) ou eu ser dispensado do visto. No site do Governo do Cazaquistão, informava sobre a necessidade de brasileiros portarem o visto, mas havia uma informação secundária, numa página mais escondida, que dispensava o visto de brasileiros (acho que a isenção era para diplomatas, mas não estava claro). Mesmo que aquilo tenha me parecido um erro, resolvi arriscar. E mais: constatei que argentinos não precisavam de visto para o Cazaquistão. Como assim? Por que cidadãos da Argentina não precisam e os do Brasil, sim? Considerei aquilo um ultraje diplomático que eu não iria aceitar, e assim, munido de todos os motivos do mundo, eu estava a caminho do território cazaque – sem visto”.

Transiberiana: uma viagem de trem pelo mundo soviético (e por outros países que não me deixaram entrar)

Preço – R$ 39,90
Páginas – 192
Compra através do link