Deu no The Sun: Mulher se separa do marido porque ele tem pau pequeno

Divórcio por pau pequenoParece piada pronta. Sempre se fala da falta de qualidade das ferramentas dos homens orientais. Agora, uma mulher de Taiwan decidiu se divorciar porque o seu marido, com o qual era casada fazia quatro anos, tinha o pau pequeno e que ele também não cumpriu uma promessa de fazer sexo com ela três vezes por semana.

O caso, publicado nas páginas do tablóide sensacionalista inglês The Sun, conta a história de Zhnag, de 52 anos, que se decepcionou com o companheiro Zhou, de 55.

“O pênis dele é pequeno demais, como o de um menino. Só tem 5 cm e nós nunca fizemos sexo durante o nosso casamento”, reclama a mulher.

PS: Não valeria ter havido um test drive antes do casamento?

PS”: Será que ele não recebe nunca um spam sobre produtos para aumentar o pênis?

Leia mais sobre a história aqui.

Anúncios

Cachaça é reconhecida internacionalmente como produto brasileiro

A partir do dia 11 de abril a cachaça deixa de ser vendida como “Brazilian Run” no EUA

Cachaças IUma das coisas mais estranhas do mundo é quando um produto não existe para o mundo e precisa ser encaixado em alguma outra categoria. É algo como a história do filme O Terminal, no qual um homem fica sem pátria depois que seu país deixa de ser reconhecido pelo governo norte-americano. Era mais ou menos isso o que acontecia com a nossa cachaça.

Por ser uma bebida sem igual em todo o mundo, a cachaça sofreu até este ano com uma espécie de preconceito. Para todo o mundo (especialmente no mercado norte-americano), ela era conhecida como “Brazilian Run”, o que dificultava a comercialização, já que era praticamente impossível criar uma identidade e negociar taxas e preços específicos para a nossa bebida, geralmente classificada como tóxica por quem prova pela primeira vez, devido ao seu forte sabor e teor de álcool.

Finalmente a situação mudou e a cachaça foi reconhecida. Boa sorte para nossos produtores.

Leia a notícia completa abaixo

brasilian rumA negociação durou mais de uma década, mas finalmente que ao fim e com um resultado positivo. O Alcohol and Tobacco Tax and Trade Bureau (TTB) – órgão do governo americano especializado no comércio de álcool e tabaco – publicou um registro que reconhece a cachaça como produto genuinamente brasileiro.

A produção da cachaça faz parte da cultura Brasileira, e este reconhecimento evita que aconteça com o Brasil o que aconteceu com a Rússia, que perdeu o direito exclusivo internacional de usar o nome Vodca como uma marca do país, porque não tinha seu registro na Organização Mundial do Comércio (OMC). Mas como nada é de graça, o governo brasileiro agora terá 30 dias para formalizar o reconhecimento do “Bourbon Whisky” e o “Tennessee Whisky” como produtos genuinamente americanos.

Economicamente a novidade será muito boa para as cachaçarias brasileiras, segundo o Ibrac (Instituto Brasileiro de Estudos de Concorrência, Consumo e Comercio Internacional) o reconhecimento deve impulsionar as exportações para os EUA. Hoje, são vendidos para o mercado americano 700 mil litros por ano. E cidades como Salinas em Minas Gerais (Capital Mundial da Cachaça), que abrigam cachaçarias como a Seleta – a maior do Brasil – vão ganhar muito com o reconhecimento.

Fonte: Notícia Expressa

A Caravela dos 500 anos, o Engenhão e a Arena do Grêmio

Caravela 500 anosO Brasil é mesmo um país muito peculiar. Além dos políticos corruptos e sem respeito algum pelas leis ou por quem votou neles, temos os governantes festeiros, o futebol decadente e uma economia lentamente forte. Mas, talvez o mais impressionante, seja a total falta de vocação para o uso das tecnologias maia avançadas para tarefas que deveriam ser tiradas de letra.

caravela620Quando o Brasil se preparava completar 500 anos, tiveram a ótima ideia de construir uma caravela (com as de Pedro Alvares Cabral), para que ela navegasse pelo país para comemorar a data. Afinal, qual seria a dificuldade em construir uma embarcação que nossos descobridores usavam, certo? Bem…a caravela nunca conseguiu navegar. Uma série de problemas de projeto impediu o seu funcionamento. Foram vazamentos, dificuldade na dirigibilidade e outras coisas que simplesmente a tornaram um dos maiores micos da história do Brasil. Gente, os caras faziam isso em 1500!!! Com madeira e sem máquinas industriais!!!

EngenhãoDepois, em 2007, antes mesmo da sua inauguração oficial, o Engenhão teve um muro que caiu! Agora, seis anos depois, é interditado por conta de problemas estruturais na cobertura do estádio. Imagens mostram corrosão em várias peças de sustentação e, segundo um relatório técnico, já houve uma movimentação de mais de 50% do previsto para a estrutura.

Podemos pensar em superfaturamento, erros de projeto, materiais de má qualidade ou quaisquer outras razões para que uma Engenhão Rachaduraestrutura tão nova e com pouco uso na capacidade máxima – só lembro do estádio lotado nos shows de Paul McCartney e no de Roger Waters – possa sofrer com esse tipo de falha. Fica claro que o problema é muito sério ou o prefeito atual não iria optar pela interdição.

Essa obra, assim como a Cidade da Música (ou seja lá qual o nome ela terá agora), são alguns dos legados deixados pelo ex-prefeito Menino Maluquinho. Pobre Rio!

gremio_queda_afp.jpg_95Mas que não esqueçamos que não é só no Rio que esse tipo de problema assusta. Na Bahia já tivemos o caso da antiga Fonte Nova, que teve um pedaço da sua arquibancada caindo e causando mortes.

Pior, a novíssima Arena do Grêmio, em Porto Alegre, não resistiu ao primeiro jogo oficial e, ainda cheirando a tinta, mostrou toda a fragilidade da construção, com a queda de um alambrado após uma comemoração da torcida. Comemoração que acontecia sem problemas no velho Estádio Olímpico. As imagens mostram que os pinos de sustentação estavam fixados na estrutura de concreto com muito pouca profundidade, um claro sinal de má qualidade na construção do estádio.

Fica a pergunta: dá para confiar nos estádios que estão sendo levantados para a Copa?

Jimmy Hendrix por Gary Moore em CD e DVD

garymoorebluesforjimicoverApesar de ser mais lembrado pelo hit blues-romântico Still Got the Blues, que embalou muitos romances no ano de 1990, o irlandês Gary Moore (1952 – 2011) era, na verdade, um grande guitarrista de blues e de rock. Nesse Blues for Jimmy (ST2), lançado em CD e DVD, Moore e banda – Dave Bronze (baixo), Darrin Mooney (bateria) – arrebentam em um show gravado em Londres, em 2007, tocando somente canções de Jimmy Hendrix.

O concerto, que teve como pano de fundo o lançamento do disco póstumo Jimmy Hendrix Live at Monterrey, ainda contou com as ilustres canjas de Billy Cox (baixista da Band of Gypsys – última banda de Hendrix) e Mitch Mitchell (baterista do lendário trio The Jimmy Hendrix Experience).

Moore arrasa em versões de Purple Haze, Foxey Lady, The Wind Cries Mary, Angel e Voodoo Child, entre outros clássicos do maior guitarrista de todos os tempos. O acanhado palco do London Hippodrome mostrou-se perfeito para acolher o som de um power trio e a performance de Moore é irretocável.

Fica a tristeza por nenhum dos dois mestres estarem mais entre nós.


Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

“Recanto Ao Vivo” une som e imagem a favor da diva Gal Costa

112869245SZDa mesma forma que o lançamento do CD Recanto, no qual Gal Costa gravou 11 canções de autoria de Caetano Veloso e serviu para confirmar que o talento dos dois não se perdeu, apenas estava adormecido, o registro ao vivo do show de mesmo nome – lançado em CD e DVD pela Universal Music – não deixa dúvidas sobre a ótima forma de Gal e sobre o bom gosto de Caetano, um pouco em falta em seus trabalhos solo.

O show, gravado no Theatro Net, no Rio de Janeiro, em outubro de 2012, tem um clima sombrio, negro, que realça a beleza da cantora, que, se já não tem aquele jeito riponga dos anos 70, nem a sensualidade da década de 80, mostra elegância e energia dignas de uma verdadeira musa.

O CD duplo e o DVD Recanto ao Vivo possuem o mesmo conteúdo – 22 canções da turnê e Modinha para Gabriela, de Dorival Caymmi -, mas a experiência de ver Gal é mais completa. O registro do DVD é totalmente fiel ao espetáculo e faz o espectador se sentir sentado em uma das primeiras filas do teatro, cara a cara com a cantora. A iluminação econômica e a formação da banda – Pedro Baby (guitarra, violão e vocal), Bruno Di Lullo (baixo, violão e vocal) e Domenico Lancellotti (bateria, MPC 1000 e vocal) – ajudam a deixar sempre em destaque a estrela principal, a voz de Gal.

37186_Alguns dos momentos mais gratificantes ficam por conta das interpretações de Folhetim, Barato Total, O Amor, Vapor Barato e Modinha para Gabriela (que não fazia parte do roteiro original do show, mas foi incluído por conta da nova versão da novela que tem a canção como tema principal).

A escolha do Theatro Net (antigo Tereza Rachel) foi certeira e deu um tom mais íntimo e histórico ao show – foi lá que ela realizou um de seus melhores espetáculos – Fa-tal, em 1971 – algo que se perde quando apresentado em palcos maiores.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Agora não tem mais jeito – Paul McCartney “Out There” em BH, Goiânia e Fortaleza

paul-foto-big1BH é a primeira cidade a receber a nova turnê mundial de Paul McCartney

Beatle se apresentará também em Goiânia e Fortaleza

Março 2013 – O Brasil é o primeiro país a receber a nova turnê mundial de Paul McCartney, “Out There!”, e a cidade escolhida para a estreia é Belo Horizonte. Na noite de 4 de maio, sábado, o eterno Beatle sobe ao palco do Estádio Governador Magalhães Pinto – Mineirão, onde irá apresentar grandes sucessos de sua história.

Também estão confirmados shows nas cidades de Goiânia (6/5) e Fortaleza (9/5).

A direção geral dos shows no Brasil é da Planmusic Entretenimento dirigida pelo empresário Luiz Oscar Niemeyer, também responsável por todas as turnês anteriores de Paul McCartney no país, incluindo os lendários shows no estádio do Maracanã, em 1990.

“Os shows de Paul McCartney encantam um público muito diversificado. São fãs de todas as idades formando um verdadeiro coral durante as apresentações. O retorno do Beatle para essa turnê reforça a importância do Brasil no roteiro dos grandes artistas internacionais e também o reconhecimento ao profissionalismo do segmento de organização de grandes eventos no país”, indica Niemeyer.

O banco oficial da turnê é o Banco do Brasil, que fará a pré-venda exclusiva para os clientes Ourocard. Os patrocinadores oficiais são FIAT e SKY – HDTV é isso. A produção é uma parceria da Planmusic com a Nó de Rosa Produções.

SOBRE A VENDA DE INGRESSOS – BELO HORIZONTE

Para o show de Belo Horizonte, haverá pré-venda exclusiva de ingressos para compra com cartões Ourocard Pessoas Físicas do Banco do Brasil, com uso na função crédito, e para fãs cadastrados no site internacional de Paul McCartney.

A pré-venda acontece no dia 28 de março, quinta-feira, a partir das 10h e será realizada pelo site http://www.ingresso.com.

O estoque da pré-venda é limitado.

A venda geral dos ingressos tem início a 0h no dia 01 de abril (meia noite de domingo para segunda-feira) e será realizada pelo site http://www.ingresso.com

Haverá também venda nas bilheterias do Mineirão a partir das 10h de segunda-feira, dia 01 de abril.

Bilheteria do Mineirão – Av. Antônio Abrahão Caram, 1001

A bilheteria funcionará de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados e domingos das 10h às 16h, até o término dos ingressos.

Em caso de dúvida, o cliente pode acessar o “Autoatendimento” no site de vendas da Ingresso.com. As respostas serão dadas de forma automática e, caso ainda restarem dúvidas, há a possibilidade de enviar um e-mail para o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor).

Setores disponíveis e valores dos ingressos:

Dias 04/05/13 – BELO HORIZONTE – 21h30

PISTA PREMIUM

Inteira…………………..R$ 600
Meia/Estudante………….. R$ 300

PISTA

Inteira ………………..R$ 300
Meia/Estudante………….R$ 150

CADEIRA INFERIOR
(SETORES ROXO, AMARELO E VERMELHO)

Inteira ………………..R$ 340
Meia/Estudante………….R$ 170
CADEIRA SUPERIOR
(SETORES ROXO, AMARELO E VERMELHO)

Inteira ………………..R$ 160
Meia/Estudante………….R$ 80

Estádio do Mineirão
Av. Antônio Abrahão Caram 1001
Capacidade – 52 mil pessoas

Mais informações aqui

Relembre como foram as turnês de Paul pelo Brasil em 2010, 2011 e 2012

Android deve superar iPad

Tablet-AndroidPrevisões feitas por algumas das mais sérias consultorias mercadológicas apontam que as vendas do iPad serão superadas, pela primeira vez, pelas vendas dos tablets com o sistema operacional Android. A notícia não deve chegar a impactar a saúde da Apple, já que o número de marcas que fabricam tablets com o sistema do Google, em vários tamanhos, modelos e configurações, é muito grande.

Os estudos mostram que a Apple deve ficar com cerca de 46% do mercado, contra os 51% obtidos em 2012. Já os Android devem passar de 41,5% para 48,8% do mercado, enquanto os equipados com o Windows 8 devem aumentar um pouco a sua participação que, em 2012, era de apenas 1%.

O número de tablets vendidos em 2013 deve chegar aos 190 milhões de unidades, isso sem contar com as vendas dos e-readers, usados para a leitura de livros em versão eletrônica.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Dropbox agora com versão em português para Mac, PC e Android

dropbox-logotype-vertical-colorO Dropbox, um dos mais populares serviços de compartilhamento de arquivos disponíveis na internet, tem, desde o início do mês, sua interface também em português. O novo idioma está disponível para PC, Mac, Android e web, ficando a versão para iOS prometida para breve.

Mas essa não foi a única novidade anunciada pelo Dropbox. A empresa informou que fez uma parceria com a Samsung e que os proprietários de alguns produtos da marca sul-coreana – Galaxy Note 2, Galaxy S3, câmeras Samsung Smart e os tablets da linha Galaxy e Galaxy Grands – poderão ter acesso a 50 GB de espaço no serviço por até dois anos.

Com a entrada do português, já são dez os idiomas disponíveis para o serviço, entre eles o inglês, francês, espanhol, coreano, alemão e japonês.

Infelizmente, apesar da “abrasileirização” linguística, ainda não será possível fazer pagamentos em reais. Por enquanto, os usuários continuarão a ter que fazer seus gastos em dólares.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

I’m the Greatest

sobrancelha

Essa vai para os gênios bêbados que acham que vão entrar para a História, mas não têm ideia da sorte de terem as sobrancelhas que comem.

I’m The Greatest
John Lennon

When i was a little boy,
Way back home in liverpool,
My mama told me, i was great.

Then when i was a teenager,
I knew that i had got something going,
All my friends told me i was great.

And now i’m a man,
A woman took me by the hand,
And you know what she told me…i was great.

I was in the greatest show on earth,
For what it was worth.
Now i’m only thirty-two;
And all i wanna do, is boogaloo!

Hey!

I looked in the mirror,
I saw my wife and kids,
And you know what they told me…i was great.

Yes, my name is billy shears,
You know it has been for so many years.
Now i’m only thirty-two;
And all i wanna do, is boogaloo!

Nova família de processadores para notebooks é lançada nos EUA

maingear-amdA Advanced Micro Devices (AMD), uma das principais fabricantes de microprocessadores do mundo, anunciou uma nova família de processadores para notebooks, chamada de “Série A”. Ainda com o codinome de Richland, os novos chips – que terão seis versões lançadas hoje nos Estados Unidos – substituirão a linha que está no mercado (chamada de Trinity) e deverão ter desempenho entre 20% a 40% superior ao de seus antecessores.

Os novos microprocessadores foram desenvolvidos pensando principalmente nos notebooks e tablets e, segundo a AMD, permitirão que o usuário faça uso de recursos como o reconhecimento de gestos para controlar o aparelho, como já acontece com o Nintendo Wii.

Outra promessa é a de um gerenciamento de energia mais eficiente, o que permitirá uma menor emissão de calor e uma maior durabilidade da bateria, que poderá chegar a até 8 horas de uso contínuo na web ou a 6 horas de reprodução de vídeo.

Os novos processadores são a maior aposta da AMD para que a empresa volte a ser lucrativa, já que a venda de chips vem sofrendo com a queda cada vez maior no número de PCs vendidos em todo o mundo. Os processadores Richland terão modelos com dois e quatro núcleos e funcionarão em frequências entre 3.1 GHz e 3.5 GHz.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Please Please Me faz 50 anos

Please Please Me monoO dia em que a magia realmente teve início. Please Please Me é, provavelmente, o disco de estreia com a melhor faixa de abertura de todos os tempos. Concorda?

Bem, ave John, Paul, George, Ringo, Brian, George (Martin), Mal, Neil & Cia.

Aproveite e leia o texto do mestre Jamari França, hoje, no O Globo


 

Conclave não é Copa do Mundo e o papa é argentino

Papa Francisco bAinda no calor e da surpresa pela escolha de um papa argentino, li um artigo muito pertinente no O Globo sobre a maneira com a qual os brasileiros estavam torcendo pela escolha de um brasileiro, como se isso fosse uma “questão de honra” ou valesse comemoração com a da conquista de uma Copa do Mundo. Parecia que mesmo que os candidatos brasileiros fossem o Collor, o Sarney ou o Dunga, seria bom que o papa fosse nosso.

Em um momento tão conturbado como o que atravessa a Igreja Católica, com escândalos monetários, casos de pedofilia e a perda constante de fiéis para seitas oportunistas travestidas de religião, que se infiltram na política, no comércio, indústria e até mesmo nos meios de comunicação, não sei se o jeitinho brasileiro seria uma boa opção.

Papa Francisco aFrancisco (sem o I) já cai no gosto do mundo com sua simpatia (algumas milhares de vezes maior que a do antecessor, coisa que até eu conseguiria ter) e mesmo as suspeitas de que não teria combatido a ditadura argentina de maneira mais incisiva parecem não abalar a expectativa sobre o novo pontificado, que precisa recuperar a força, o prestígio e o número de fieis perdidos nos últimos anos.

Temo que a figura de Bento XVI (em algarismos romanos, já que é assim que se escreve) acabe esquecida rapidamente. Se na loja do Vaticano itens com a sua figura já eram imensamente menos numerosos do que os relacionados com João Paulo II, imagino como ficará ele agora, espremido entre dois papas bem mais carismáticos. A conferir.

Torço para que a Igreja Católica – que nunca foi santa – consiga se colocar novamente em papel de grande protagonista na vida dos brasileiros e dos humanos de outras nacionalidades (respeitando sempre as escolhas religiosas de todos os que não caíram na esparrela das seitas do momento).

Habemus Papam!

Freddie Mercury – The Great Pretender – Resenha de DVD

freddieO Queen foi, durante alguns momentos da década de 80, a maior banda de rock do mundo, mesmo que muitos torçam o nariz para o timbre da guitarra de Brian May, as composições operísticas da banda, os riffs black/dance de John Deacon ou os trejeitos extravagantes do vocalista Freddie Mercury. O documentário Freddie Mercury – The Great Pretender (ST2) revela, através de entrevistas com os outros membros do Queen, amigos e o próprio Freddie, as várias faces do homem que é ouvido em todas as finais de campeonatos esportivos, com sua We Are the Champions.

O Brasil tem destaque no filme. A primeira cena é logo a da apresentação do Queen no Rock in Rio, quando Mercury cantou I Want to Break Free vestido como no clipe da canção. Há também um recado para o público brasileiro: “Façam um Carnaval sempre que ouvirem uma das minhas canções” e uma constrangedora pergunta feita pela repórter Glória Maria, que serve para mostrar como é árdua a vida de uma estrela.

O filme gira em torno da vida e da carreira solo de Freddie – o Queen é mais bem representado no ótimo Days of Our Lives, também disponível no Brasil – e mostra que o homem era, na maioria das vezes, bem mais pacato e tímido do que a persona pop que criou. Estão lá os gestos exagerados, os palavrões (uma de suas marcas registradas), mas também a lealdade com os amigos e uma musicalidade que foi exercida até os momentos finais da vida, quando foi vencido pela Aids.

Há de tudo um pouco em Freddie Mercury – The Great Pretender, sua admiração e o processo criativo com a soprano Montserrat Caballé, a quase parceria com Michael Jackson (há trechos de canções gravadas pela dupla e que deveriam ter sido finalizadas para a inclusão no álbum Thriller) e momentos descontraídos durante as gravações de alguns clipes.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Wilson das Neves chega a seu quarto álbum como cantor e aposta nas parcerias

capa Wilson das Neves (800x800)Wilson das Neves pode não ser um rosto conhecido do grande público, mas é ampla sua atuação como baterista de artistas renomados como Chico Buarque e praticamente toda a nata da MPB, tendo no currículo gravações até mesmo com Sean Lennon, filho do ex-beatle John Lennon. Wilson chega a este quarto CD – Se me chamar, ô sorte (MPB/ Universal) – onde se aventura nos vocais com um resultado dos mais agradáveis.

Os arranjos, a levada da bateria (segura e suingada) e a segurança de Neves na interpretação de suas composições ficam logo evidentes na música-título que abre o CD, onde divide os vocais com o parceiro Claudio Jorge.

O que se segue é uma coleção de sambas que falam de amor, sofrimento, alegrias e tristezas, sempre com a mesma elegância com que Wilson das Neves se veste ou comanda suas baquetas.

Parcerias

Wilson escolheu bem seus parceiros, com destaque para Paulo César Pinheiro e Chico Buarque, com quem compôs a bela Samba Para João, canção que fecha o álbum e na qual, hipoteticamente, passa o bastão do seu legado musical para o bisneto. “Se me chamar, ô sorte” desponta como um dos grandes discos de 2013. Difícil imaginar algo mais classudo que o samba de Wilson das Neves.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Google lança site que pretende ajudar os webmasters contra invasores

Help-for-hacked-sitesTer seu site invadido é sempre uma grande dor de cabeça para qualquer administrador de site. Pensando neles, o Google lançou um site que pretende ajudar os webmasters a identificar os invasores, diagnosticar as falhas e recuperar dados. Com uma série de documentos e vídeos demonstrativos, o “Help for Hacked Sites” – algo como “Ajuda para Sites Hackeados” – mostra quais os ataques mais comuns, como evitá-los e como lutar contra eles.

Como dona da mais usada ferramenta de busca da WEB, a Google pretende que o novo site diminua consideravelmente a quantidade de links infectados por malwares e outras pragas digitais, que levaram ao completo abandono de mais de 2% das páginas invadidas, ou a contratação de profissionais com conhecimentos avançados em TI. O endereço do Help for Hacked Sites é http://www.google.com/webmasters/hacked/.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Governo edita regras para compras mais seguras pela internet

e-commerce ICom o crescimento cada vez maior do número de brasileiros fazendo compras pela internet, o governo federal resolveu editar uma série de medidas para melhorar a qualidade e segurança do comércio eletrônico no País, o Plano Nacional de Consumo e Cidadania. Com as novas regras, as empresas são obrigadas a dar mais detalhes sobre o produto ofertado e sobre elas mesmas. O decreto, assinado na última sexta-feira, ainda exige a criação de centrais de atendimento e de regras claras para atender aos clientes que não ficarem satisfeitos com a compra.

As vendas casadas também foram alvo da nova regulamentação. Por exemplo, no caso dos combos de internet e TV a cabo, o preço dos produtos vendidos separadamente não poderá ser maior do que o do pacote. Outro ponto que deve favorecer os consumidores é a criação da Câmara Nacional de Relações de Consumo, que vai fazer uma relação de produtos essenciais que deverão ser trocados imediatamente.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Acer lança “mega tablet” Android com tela de 21 polegadas

tablet acerÀ primeira vista o monitor DA220HQL, da Acer, se parece com um tablet gigante com uma tela de 21.5 polegadas sensível ao toque, com resolução de 1920 x 1080 pixels. Mas você não vai querer carregá-lo por aí, porque ele pesa 4.8 quilos e não tem bateria, ou seja, precisa estar ligado à tomada para funcionar.

Segundo Manuel Linnig, porta-voz da Acer, o aparelho tem três modos de operação: o primeiro é como um quiosque de informação, com a tela apoiada em um ângulo de 75 graus em sua base. Nesse modo ela pode ser usada para navegar na web ou assistir a vídeos. O segundo modo é com a tela deitada em um ângulo de 20 graus, onde pode ser usada como um “tablet gigante” de forma mais confortável, sem a fadiga associada com esticar e recolher o braço para interagir com uma tela colocada verticalmente à sua frente. Por fim, ele também pode ser usado como monitor sensível ao toque, conectando um notebook ou desktop à sua porta micro-HDMI.

O monitor também tem uma porta Ethernet, três portas USB, Wi-Fi 802.11 b/g/n, Bluetooth 2.1, uma webcam de 1.2 MP, alto-falantes estéreo e um slot para cartões microSD de até 32 GB. Por dentro há um processador ARM dual-core de 1 GHz com 1 GB de RAM e 8 GB de memória interna, rodando uma versão quase “limpa” do Android 4.0 (Ice Cream Sandwich).

A principal mudança feita pela Acer à interface padrão do sistema é o Acer Ring. Toque em um círculo verde na barra de ferramentas no rodapé da tela e um menu circular surge oferecendo acesso rápido ao navegador, galeria, ferramenta para captura de screenshots e ajustes do sistema, com atalhos para aplicativos se espalhando em um “leque” a partir do círculo. Aplicativos como o Skype e YouTube podem ser instalados a partir da Android App Store.

Segundo Linnig a Acer pretende manter a interface o mais similar possível entre todos os seus produtos Android, para que os usuários possam se “sentir em casa” com eles. O Acer DA220HQL estará à venda neste mês na Alemanha, França, Escandinávia e Reino Unido, com um preço sugerido de cerca de US$ 520.

Fonte: IDG Now!

Discos deixados de lado

Record-Label-Logos2Quem acompanha o meu blog sabe que, sendo responsável pela Coluna de Música que é publicada todas as terças em O Fluminense (e até mesmo muito antes disso) sempre fui muito ligado em música, até mesmo na condição de colecionador. Fico triste em ver que as grandes gravadoras estão encolhendo e sofrendo até mesmo para executar as vezes de distribuidora e divulgadora do trabalho dos artistas, que hoje são parceiros e não mais contratados (na maioria das vezes). Mas, perguntaria você, querido leitor: por que diabos ele escreveu esse primeiro parágrafo? Bem, a razão é simples: ética.

Sou daqueles que se recusam a escrever baseado em releases ou publicar algo que tenha sido obtido em torrents e outros canais que não os oficiais: as gravadoras. Todo esse papo porque eu recebi um e-mail perguntando se não falaria sobre o novo disco de David Bowie – um artista que nem está entre os meus favoritos, mas que merece sempre ter seu trabalho conferido. Infelizmente, como já disse, só escrevo sobre aquilo que me é oferecido pelos canais oficiais. Seria muito fácil baixar o disco e fazer uma crítica, mas não acho justo com os profissionais das empresas que fazem o seu dever de casa e divulgam seus produtos de maneira eficiente.

Portanto, se não verem post sobre algum lançamento pertinente, acreditem, não é por falta de vontade de escrever, mas pela dificuldade em ser lembrado. Já recebi negativas que alegaram que tinham que direcionar sua cota de imprensa para quem era especializado – e que, muitas vezes, não escrevem uma linha sequer ou cometem erros factuais de deixar qualquer um corado.

A crise (que nem sei se realmente existiu ou se foi apenas um ajuste) está passando, mas a mentalidade pequena, nem sempre passa.

Francis Hime e Guinga juntos em álbum cheio de elegância

franciseguingacapacdDois dos grandes compositores da MPB, Francis Hime e Guinga, lançam, pelo selo Biscoito Fino, o CD Francis e Guinga. O título, tão simples e elegante quanto a capa e o conteúdo do disco, serve para consolidar as obras desses dois mestres. Longe de serem grandes intérpretes, Guinga e Francis conseguem transmitir emoção calcados em canções como A Noiva da Cidade (Francis Hime e Chico Buarque), Anoiteceu (Francis Hime e Vinicius de Moraes), Noturna (Guinga e Paulo Cesar Pinheiro), além da bela A Ver Navios (Guinga, Olivia e Francis Hime), que abre o disco.

A química entre o piano de Hime e o violão de Guinga funciona esplendidamente em medleys de canções como Nem Mais Um Pio / Passaredo ou Saci / Parintintin. A troca de vocais entre a dupla – cada um cantando as composições do outro – pontuam ainda mais a sintonia fina que existe entre a obra dos dois.

Francis e Guinga se coloca como um disco onde os compositores brilham e ainda dão espaço para o lado intérprete. Uma viagem harmônica da mais alta qualidade.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Anistia Internacional reúne time de titãs da comédia e da música

Secret Policeman BallUm dos mais tradicionais eventos britânicos, o The Secret Policeman’s Ball, criado pelo humorista John Cleese (um dos cabeças do grupo Monty Phyton) para angariar fundos para a Anistia Internacional, sempre reuniu a nata do humor e da música britânica em vários espetáculos memoráveis, que reuniram nomes como Sting, Phil Collins, Eric Clapton e Jeff Beck, Bob Geldof e Pete Townshend, só para citar alguns. Agora, chega ao Brasil, via ST2, o DVD com a apresentação realizada em março de 2012 no Radio City Music Hall e que contou com astros britânicos e norte-americanos, comemorando os 50 anos da AI.

A lista de nomes é grande e passa de humoristas reconhecidos mundialmente como Ben Stiller, Statler e Waldorf (dos Muppets) e Jon Stewart, além de intervenções gravadas de três dos Phyton (Eric Idle, Terry Jones e Michael Palin), astros como Robert De Niro e Liam Neeson, além de atrações musicais de peso como Coldplay e Munford & Sons. Atrações para todos os gostos.

O DVD é diversão mesmo para os que acham o humor da terra do Tio Sam sem graça. Desde a mensagem de abertura, do sempre bem-humorado bispo Desmond Tutu, até a piada final estrelada por De Niro, há momentos engraçados, mesmo com o teor politicamente correto da organização homenageada.

Pena que nenhuma legenda esteja disponível, dificultando o entendimento dos que não dominam tão bem o inglês.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

SimCity em nova versão ‘turbinada’

Seria um sinal (sei lá de que) que o primeiro game desa volta seja um dos primeiros que joguei na minha vida?

simcity4_ss4Um dos maiores sucessos de todos os tempos volta em uma versão remodelada e revista. SimCity, o simulador onde você se torna o prefeito de uma cidade e precisa fazê-la crescer, prosperar e até mesmo superar ondas de crimes e desastres naturais, muitas vezes controlados pelo próprio jogador.

As novas versões – Edição Digital de Luxo (R$ 139,90) e a Edição Limitada (R$ 99,90) – lançadas pela Maxis e Eletronic Arts, prometem mais interatividade, jogos multiplay e a possibilidade de salvar suas cidades na nuvem, permitindo que sejam carregadas e jogadas em qualquer lugar.

O único porém é que para rodar o novo SimCity é preciso – como quase todos os games – uma máquina “parruda”, com, no mínimo, um processador AMD Athlon 64 X2 Dual-Core 4000+ ou Intel Core 2 Duo 2.0 GHz, Windows XP / Vista / 7, 2GB de RAM , 10 GB de espaço livre em disco e uma placa de vídeo ATI Radeon HD 2×00 ou superior.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Old Sock – Eric Clapton – Crítica

Eric Clapton lança o 21º disco da carreira solo com muitos convidados

Eric-Clapton-Old-SockOld Sock (Universal), 21º disco solo da carreira de Eric Clapton e o primeiro lançado pelo seu próprio selo (Bushbranch), que chega hoje às lojas nos Estados Unidos e até o fim do mês no Brasil, é um trabalho que segue a mesma linha de seu último trabalho de estúdio – Eric Clapton (2010) -, onde mistura canções que fizeram parte da sua educação musical, com algumas composições próprias. Dessa vez, Clapton ainda aproveitou para reunir alguns amigos (Steve Winwood, J J Cale, Chaka Khan e Paul McCartney) e soltar alguns generosos solos, com um resultado bastante superior ao conseguido no CD anterior.

Alguns podem dizer que o forte de Clapton é o palco e não o estúdio – apesar de alguns dos clássicos do rock terem a assinatura da sua guitarra (Disraeli GearsCream; Layla and Other Assorted Love SongsDerek and the Dominos; All Things Must PassGeorge Harrison) -, mas, apesar de não poder ser considerado uma obra prima, Old Sock é um retrato da fase atual do Deus da Guitarra, que completa 50 anos de carreira em 2013: um músico que não está preocupado com o sucesso em FMs ou com grandes mudanças em sua trajetória artística. Impulsionado pelo apelo pop do single Gotta to Get Over, Clapton navega pelos mares conhecidos do reggae, em vários níveis (Further On Down The Road, Till Your Well Runs Dry, Your One and Only Man e Every Little Thing), de canções tradicionais (Goodnight Irene) e clássicos da música norte-americana (All of Me), além de uma homenagem a outro guitarrista de blues, Gary Moore, com uma bela versão de Still Got the Blues.

Old Sock é um ótimo trabalho para quem vai sair para a estrada em uma longa turnê mundial (ainda sem datas na América do Sul), cheio de climas, wah-wahs, bons vocais e belas participações. Para os fãs mais completistas, o aviso: lá fora ainda foi editada uma versão Deluxe, com uma canção extra, libretos e um pen drive com todas as faixas, para levar e ouvir onde quiser.

Samsung lança câmera com funções de smartphone

A Galaxy Camera permite que os usuários fotografem, filmem, editem e compartilhem imagens e vídeos de alta qualidade de qualquer lugar, com o uso de redes 3G e Wi-fi

samsung-galaxy-camera1 A Samsung, que já vem se destacando na briga pela liderança na área de smartphones, parece também querer ocupar um lugar importante no mercado de câmeras digitais. A empresa promete, com o lançamento da Galaxy Camera, unir o melhor dos smartphones com o da fotografia.

Segundo a Samsung, os usuários poderão fotografar, filmar, editar e compartilhar imagens e vídeos de alta qualidade de qualquer lugar, a qualquer momento e ainda compartilhar instantaneamente suas imagens, com o uso de redes 3G e Wi-fi.

z-samsung-galaxy-camera-beauty“A Galaxy Camera incentiva ainda mais o compartilhamento em uma época em que as experiências cotidianas são traduzidas em fotos e vídeos e as pessoas tendem a se comunicar com muita rapidez. Nunca foi tão fácil postar fotos de alta qualidade em seus sites favoritos e Redes Sociais, como Facebook, Twitter, Instagram, entre outros”, explica Michel Piestun, vice-presidente de Telecom da Samsung Brasil.

A câmera traz várias funções de um smartphone com acesso ao Google Play e Samsung Apps, e é equipada com uma lente grande angular de 23 mm e zoom de 21x e sensor de imagem de 16.3 megapixels, além de uma série de 15 modos e configurações padrão. O equipamento vem com um editor de vídeo e fotos com 35 recursos que podem ser ativados através da tela sensível ao toque.

O preço ainda não é para qualquer um (R$ 2.199,00), mas a tendência é que a popularização desse tipo de equipamento faça com que os preços caiam rapidamente.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

De volta ao mundo da informática – Brasileiros passam cada vez mais tempo ligados na internet

Depois de muito tempo fui obrigado a escrever sobre tecnologia, uma área que é (e sempre será) uma paixão e na qual fiz alguns bons e queridos amigos. Um mundo onde os jornalistas não ficam querendo matar uns aos outros atrás de um furo.

A escrita – simples e explicativa – fluiu com facilidade, mesmo apressado por um deadline normalmente inexistente no mundo online. Abaixo a primeira das matérias publicadas nesta terça-feira no jornal O Fluminense.

Brasileiros passam cada vez mais tempo ligados na internet

Brasileiros conectadosAlém da liderança em número de usuários em várias Redes Sociais – desde os tempos do praticamente finado Orkut – os internautas brasileiros também se destacam no número de horas conectadas por mês. Segundo levantamento realizado pela comScore, são 27 horas mensais gastas pelos brasileiros na grande rede. Esse número é, em média, maior que o de vários países do continente, como Argentina, Uruguai e Paraguai, só para citar alguns.

Desse total de 27 horas, a maior parte (36%) é mesmo gasta em Redes Sociais, com clara liderança do Facebook, onde, em dezembro do ano passado, quase 44 milhões de brasileiros estiveram pelo menos uma vez. Outro ponto que merece destaque é o volume de publicidade online e de comércio eletrônico, que crescem em índices muito mais altos que os do PIB. Em 2012, o volume publicitário chegou a registrar 789 bilhões de impressões de anúncios, na sua maior parte veiculadas em portais e, claro, Redes Sociais. Já o comércio eletrônico subiu 9% durante o ano, mostrando que o brasileiro está cada vez mais adepto do hábito de comprar sem sair de casa.

“Essa é uma tendência que não pode ser mais ignorada ou tratada como “coisa do futuro”. O brasileiro é um dos povos mais conectados do mundo e, tanto o comércio eletrônico quanto o uso das Redes Sociais, precisam ser encarados como ferramentas fundamentais para o crescimento de qualquer empresa, seja ela de serviços ou do ramo comercial”, afirma José Ignácio Dante, consultor estratégico de propaganda e marketing.

Outros dados importantes do estudo mostram que o acesso através de equipamentos móveis (tablets, smartphones, etc) alcançou quase 6% dos page views, um recorde, e que o consumo de vídeos – principalmente através do YouTube – aumentou 18% no último ano.

A mobilidade é outro aspecto que deve ser tratado com muita seriedade. Hoje, a queda no número de venda de computadores de mesa nos leva a crer que os gadjets vão mesmo se tornar a principal fonte de conectividade em todo o mundo.