Arquivo da tag: Esporte

Redação SP Sportv

Redação Sportv IQue o jornalismo é, muitas vezes, bairrista, é fato. Que os coleguinhas paulistas são os campeões no bairrismo também é fato – talvez pelo estado ser o mais rico do País -, mas é uma pena que o Redação Sportv, programa matinal do canal de esportes da Globosat, tenha se perdido desde que o Marcelo Barreto deixou o seu comando. É triste ver em um dia que temos Vasco x Flamengo, um programa que desde a escalada até a escolha dos convidados dá total prioridade ao jogo entre Santos e Corinthians, que, sejamos francos, é bem menos importante que o embate carioca.

CAPA TIMES VASCO X FLAA culpa não é só do apresentador/comandante do programa. É de toda a equipe que deixa que as origens do seu comandante se sobreponha ao óbvio peso de cada pauta. O tempo reservado para cada parte do programa, além dos comentários sobre, por exemplo, os melhores narradores do rádio brasileiro chega a ser impressionantemente triste.

Seria ótimo, pelo menos uma vez, assistir ao sempre excelente Carlos Cereto fechando o programa, o que significaria que o futebol de São Paulo só teve um bloco na grade do Redação.

#revolta

Anúncios

Olimpíada do Rio terá centro para evitar ataques

A violência dispara, a polícia parece impotente e a população se divide sobre a diminuição da maioridade penal. A Fifa, CBF e o futebol em geral afundados em escândalos e as Olimpíadas chegando….

Olimpíadas e violência no RioPalco dos Jogos Olímpicos de 2016, o Brasil se prepara para o evento em diversas frentes. Entre a construção dos equipamentos olímpicos e da infraestrutura do Rio de Janeiro (RJ) para receber atletas e turistas de todos os cantos do globo, a segurança é uma das agendas principais da organização.

Uma frente importante desse esforço é a defesa cibernética. O responsável pela montagem do aparato da área será o Exército. Para executar a tarefa, o Centro de Defesa Cibernética do Exército Brasileiro (CDCiber) contará com 200 especialistas, militares e técnicos, para atuar durante a Olimpíada.

A atenção, segundo o órgão, é para o risco de sites públicos e privados serem invadidos e terem informações roubadas por hackers devido ao baixo grau de maturidade em segurança da informação de alguns sítios. Os portais privados não são de responsabilidade governamental, mas receberão apoio técnico, caso sejam alvos de ataques cibernéticos.

O esquema de proteção é uma ampliação do que foi utilizado durante a Copa do Mundo de 2014. Na época, cem militares estiveram espalhados pelas 12 cidades-sede do evento. Além da proteção, os centros monitoravam redes sociais para evitar protestos violentos ou ação de terroristas.

Fonte: Agência Gestão CT&I

Neymar é superado em ranking de marketing

Graças a Deus!

eugenie-bouchard-img12138_668Neymar perdeu o trono de atleta com maior poder de marketing do mundo segundo o ranking da SportsPro. A atleta melhor cotada na edição desse ano é a tenista Eugenie Bouchard, que estava em 13º na lista de 2014. A canadense de 21 anos, que já é a sexta colocada no ranking da WTA, é patrocinada pela Nike, Coca-Cola, Babolat, Rogers e pela Usana Health Sciences.

O jogador brasileiro, que foi o líder nos anos de 2012 e 2013, aparece em segundo. O site ressalta a força que Neymar vem ganhando na Europa e que a derrota para a Alemanha na Copa do Mundo não afetou sua imagem, já que não estava em campo. Os principais patrocinadores de Neymar são Nike, Panasonic, Claro, Volkswagen e Rexona. Gabriel Medina, único brasileiro na lista além do jogador de futebol, aparece na 29ª colocação.

Eugenie_Bouchard_(13048376413)O top 10 ainda inclui o golfista norte-americano Jordan Spieth, a nadadora Missy Franklin, o piloto Lewis Hamilton, o jogador indiano de críquete Virat Kohli, o jogador de bsquete Stephen Curry, o tenista Kei Nishikori e os corredores Katarina Johnson-Thompson e Usain Bolt.

A SportsPro publica o ranking há cinco anos e durante esse tempo apenas seis atletas apareceram em todas as edições: Usain Bolt, que nunca saiu do top 10, Lewis Hamilton, Lionel Messi, Cristiano Ronaldo, Rory Mcllroy e Sebastian Vettel. Dentre dos 50 nomes, apenas 12 são mulheres.

O futebol e o tênis são os esportes que mais possuem representantes na lista, com seis atletas cada um, seguido por golfe, motociclismo, basquete, futebol americano e atletismo. No total, 12 esportes aparecem na lista. Os critérios avaliados são retorno de investimento, idade, mercado local, carisma, vontade de ser veiculado a uma marca e crossover appeal.

Fonte: Meio & Mensagem

Patrocinadores fazem marcação em David Luiz

Um dos homens de confiança do técnico Luiz Felipe Scolari, o zagueiro David Luiz também tem se destacado fora das quatro linhas. Reconhecido pela molecada pela vasta cabeleira, o carismático jogador tem chamado a atenção dos patrocinadores e é um dos atletas mais requisitados pelas marcas para participar de comerciais.

De acordo com um levantamento do Controle da Concorrência, dentre os craques que vão disputar a Copa do Mundo de 2014, Luiz só perde para o parceiro de time Neymar em termos de número de inserções nos breaks comerciais no primeiro semestre deste ano. Garoto-propaganda de marcas como Nike, PepsiCo, Seguros Unimed, Tam, Vivo e Itaú (veja comerciais abaixo), David Luiz teve uma ascensão meteórica no ranking.

No primeiro semestre do ano passado, o jogador nem fazia parte do top 10, e neste ano aparece em sexto, com 746 inserções, atrás de Neymar, Ronaldo, Felipão, Raí e Pelé, e à frente de craques em atividade como Cristiano Ronaldo e Kaká, e de personagens folclóricos como Joel Santana e Túlio Maravilha (veja quadro abaixo).

O levantamento do Controle da Concorrência analisou os intervalos comerciais de Bandeirantes, Globo, Record, Rede TV e SBT entre 1º de janeiro e 10 de junho. Os formatos incluem propaganda e patrocínio.

Nos comerciais, David Luiz faz tabelinha com Hulk e Bernard, para Vivo, com Thiago Silva e Marcelo, para a Tam, e até dá entrevista coletiva, no filme da Seguros Unimed. O zagueiro também virou personagem de animação ao lado de Ibrahimovic, Neymar, Cristiano Ronaldo e Iniesta, dentre outros, em um curta-metragem da Nike. Confira a seguir.

top+10+jogadores+final

Fonte: Meio & Mensagem

Michael Jordan, feliz aniversário

Michael Jordan, o maior jogador de basquete de todos os tempos, completa hoje (17 de fevereiro de 2012) 49 anos. Somente quem pôde vê-lo jogar tem alguma noção do que esse cara era capaz de fazer. O vídeo abaixo é uma pequena mostra do talento do MJ totalmente negro.

IMX – A agência de marketing esportivo do Eike Batista

Eike Batista – ele, sempre ele, o nosso Tio Patinhas – entra em mais uma empreitada milionária.

Fica a pergunta: quando será que vou trabalhar para ele?

Joint venture dos grupos EBX, de Eike Batista, e a multinacional IMG pretende promover 58 eventos já em 2012 e prevê R$ 500 mi em quatro anos

Com 58 eventos incluídos em sua programação para o ano que vem e a expectativa de um volume de negócios de R$ 500 milhões em até quatro anos, foi apresentada oficialmente no Rio de Janeiro a agência de marketing esportivo IMX. A empresa é uma joint venture entre a EBX, holding de Eike Batista, e a multinacional IMG, cada uma com 50% do negócio. Ainda neste encontro realizado na sede da EBX, os controladores da IMX oficializaram a compra da agência carioca Brasil1 (negócio noticiado pelo Meio & Mensagem em setembro – veja aqui). Até o início do ano, a Brasil1 integrou o Grupo ABC. O CEO da IMX será Alan Adler, um dos sócios da Brasil1.

A IMX chega ao mercado para atuar nas áreas de esportes, entretenimentos e arenas, com planos ambiciosos para estes segmentos. “Queremos nos consolidar como a maior e principal empresa de esportes do Brasil”, ressaltou o CEO da IMX. Eike Batista destacou o potencial do Rio de Janeiro, cidade que no ano que vem sediará 80% dos eventos da IMX. “Esta é a empresa em que mais vou me divertir, já que gosto de esportes. E o Rio é um site de eventos único no mundo, a cidade está bombando em todos os sentidos. Queremos investir, o Brasil tem conteúdo, o IMG tem experiência nesta área e agora com a Brasil1, temos quem vai comandar esta operação. E o Alan se encaixa perfeitamente na família EBX porque opera na mesma cartilha, de transparência e seriedade”, elogiou o empresário brasileiro, o 8º homem mais rico do mundo segundo a Forbes, com fortuna estimada em US$ 27 bilhões.

Já Michael Dolan, presidente e CEO da IMG Worldwide, revelou que tem grandes expectativas para o futuro da operação brasileira. “Não poderíamos estar mais satisfeitos, o ambiente é maravilhoso para pessoas que como nós gostam do esporte. O Brasil é um país poderoso neste setor de esportes e entretenimento, e apresenta um futuro ainda mais brilhante”, acredita. Ele citou ainda o momento econômico pelo qual passa país como decisivo para a chegada da IMG. “O Brasil explodiu com uma economia com taxas de crescimento fenomenais, nos últimos dez anos cresceu o dobro dos Estados Unidos e da Europa. Portanto, o foco do futuro do Brasil é algo em que todos do mundo estão de olho, seguindo muito de perto. Trata-se de uma das grandes coisas que o meio empresarial quer participar”, frisou. Dolan acrescentou que tanto nos Estados Unidos quanto na Ásia, quando as pessoas tiveram uma melhora no poder aquisitivo, passaram a gastar mais com esporte, moda e entretenimento. “E estes são os eixos com os quais a IMG trabalha”, disse.

Eike citou ainda o poder da classe média e o aumento deste segmento na população brasileira. “Temos hoje mais de 100 milhões de brasileiros na classe média com renda disponível para gastar em eventos esportivos, que fazem parte do DNA do brasileiro. Nos Estados Unidos, devem ser 200 milhões de pessoas na classe média, já estamos com metade disso e nos próximos dez anos devemos ter mais 50 milhões de pessoas com potencial para gastar. É uma combinação extraordinária”, comentou.

A ideia de criar a IMX surgiu há dois anos quando Eike encontrou Theodore Forstmann, chairman do IMG que faleceu em novembro deste ano. “Ambos compartilhavam uma visão do que poderia ser a junção destas empresas, a nossa experiência na IMG com a imensa capacidade da EBX e do Eike no Brasil. Eles viram que poderíamos construir algo poderoso em esportes e entretenimento aqui”, concluiu Dolan.

Entre os eventos que já fazem parte do portfólio da IMX estão Volvo Ocean Race, UFC, LPGA Brasil Cup, Travessia dos Fortes e Megarampa. Para o ano que vem estão programadas iniciativas não só no Rio de Janeiro, mas também em São Paulo, Brasília e Santa Catarina.

Fonte: Meio & Mensagem

FIFA garante US$ 3,6 bi com TVs até 2022

Entidade está negociando Copas da Rússia (2018) e Qatar (2022) e já fechou com TVs da Ásia e Estados Unidos

A Fifa anunciou na quinta-feira, 27, na Suíça, que garantiu mais US$ 1,85 bilhão com os direitos das Copas de futebol que acontecerão após o torneio do Brasil em 2014. Trata-se do período compreendido entre 2015 e 2022, e que inclui as Copas da Rússia (2018) e no Qatar (2022). A negociação para a TV brasileira ainda não foi feita.

Na semana passada, a entidade já tinha fechado com TVs dos Estados Unidos – em valor de US$ 1,2 bilhão – os direitos para os dois eventos, com as redes Fox Sports (língua inglesa) e Telemundo Media (pertencente à NBC/Universal) para língua espanhola.

Assim, os novos acordos complementam os contratos da entidade anunciados em março deste ano. Na ocasião, a Fifa comunicou que havia negociado contratos de direitos de transmissão de TV no valor de US$ 1,7 bilhão para países do Oriente Médio, Ásia e América Latina.

Os contratos recém-fechados já representam um aumento de 90% em comparação com as negociações feitas nas mesmas regiões para as Copas do Mundo de 2010 e 2014.

Fonte: Meio & Mensagem

Revelados os nomes dos reforços do Vasco da Gama

 

Em um grande furo jornalístico, esse repórter que vos fala encontrou pelas ruas de Buenos Aires o próximo reforço do Vasco para a Libertadores 2012 e o substituto do técnico Ricardo Gomes. Os dois futuros contratados fizeram questão de posar com a camisa cruzmaltina e declarar amor pelo time de São Januário.

Confira o flagrante!

 

 

 

 

 

 

Estudo comprova a importância do futebol no universo masculino

A Copa já é passado, mas o futebol não morrerá jamais!

Uma pesquisa elaborada recentemente pela Heineken mostra que o brasileiro assiste, em média, 2 horas e 10 minutos de futebol a cada semana. E mais: eles passam aproximadamente 3 horas e 20 minutos conversando sobre o resultado do jogo, as faltas, gols e afins. O estudo revelou que este esporte é o assunto predileto nas conversas com os amigos, sendo que as mulheres ocupam a segunda colocação com 45% da preferência. Os temas relacionados ao trabalho aparecem a seguir, com 34% das atenções.

As informações são da S2

Saudades da velha Fórmula-1

Mesmo com a Copa do Mundo a Fórmula-1 não para. O Circo continua, mesmo com uma corrida chata como essa da Espanha. Dá mesmo saudade do tempo nos quais os pilotos eram melhores (até os ruins eram bons), os carros diferentes entre si e os circuitos permitiam pegas, ultrapassagens e momentos inesquecíveis.

Para os que não tiveram chance de viver e nunca tiveram curiosidade de procurar e ver, dois dos momentos mais marcantes da F1 em todos os tempos: a briga insana entre Gilles Villeneuve e René Arnoux, no GP da França, em 1979, e a maior ultrapassagem de todos os tempos, feita por Nelson Piquet sobre Ayrton Senna, em Hungaroring, em 1986 – essa, com e sem a narração do Galvão Bueno.

Notem que há bastante gente dentro da pista! Inimaginável para os padrões de segurança de hoje.

Enjoy!

F1 1979 – Gilles Villeneuve x René Arnoux

Duelo Piquet X Senna (Com Galvão)


Duelo Piquet X Senna (Sem Galvão)

Dunga x imprensa na véspera da estréia

A Seleção Brasileira começa sua caminhada na Copa da África do Sul amanhã (terça, 15/6/10) com a vantagem de ver que das 22 seleções que já jogaram até agora, apenas Alemanha e, pelo talento individual, Argentina mostraram algo.

Na última entrevista coletiva antes da estréia Dunga voltou a mostrar um rancor que beira a insanidade em relação a imprensa. Embora nas poucas vezes que tive oportunidade de estar com ele e fazer alguma pergunta ele tenha se mostrado educado e até bem humorado, fica na lembrança o discurso raivoso do Futecom e de aproximadamente 99,47% das entrevistas que dá, mesmo quando não é provocado ou quando a pergunta não tem nenhuma correlação com esse embate com os profissionais de comunicação.

Um amigo que está na África do Sul cobrindo o torneio me confirmou o que já sabia: que a insistência em ser mal educado e em fechar a Seleção em demasia, impedindo até a gravação de imagens de momentos inofensivos dos treinos, fez com que nosso técnico seja a figura mais odiada entre os jornalistas.

Mesmo assim, a grande maioria dos josnalistas vão torcer pelo Brasil, claro. Porém, caso a zebra apareça e o Brasil não vença, já está pronto um fuzilamento com perguntas nada amistosas para o nosso anão zangado. Com certeza isso só vai servir para acirrar os ânimos, piorar ainda mais o convívio e deixar o instinto assassino dos repórteres saciado. A vingança é sempre boa!

Dunga, ganhe ou perca a Copa, vai conviver com vários fantasmas. Jamais será uma figura simpática ou procurada para algo. Nem mesmo sei se será respeitado e ainda vai ter que morrer tendo a certeza de que todos vão sempre preferir a Seleção de 1982. Muito, mas MUITO mais talentosa do que a campeã em 94.

Quero mesmo é ver a coletiva após o jogo. Vai ser divertida.

Seleção Brasileira: O grupo da Copa é difícil?

Ou eu estou louco ou os críticos, cronistas e comentaristas estão muito preocupados com Dunga e a Seleção, na Copa da África do Sul, em 2010. O tema é velho, mas o blog ficou meio de lado por conta das várias pautas externas, então vale.

Vi o sorteio e não consigo concordar que Costa do Marfim, Coreia do Norte e Portugal sejam de meter medo. Coreia é fraca, Costa do Marfim é a melhor seleção da África (dizem) e Portugal é Portugal, embora tenha se classificado com extrema dificuldade.

Estou pasmo como andam chamando o grupo de difícil e até de grupo da morte! Se o Brasil tiver dificuldade contra esses times, estaremos no mesmo caminho de 2006, o da derrota.

Não sei se é pelo comando de Dunga, que ao invés de aproveitar os bons resultados e curtir, faz questão de dizer que tudo de ruim é culpa da imprensa – como na lamentável palestra dada no Footecon deste ano – ou tenta convencer que sua geração tinha talento.

Caro Dunga, talento tinha a geração do Zico, que não ganhou mas sempre vai ser mais reverenciada que a sua.

Tomara que tenhamos condições de aprender a sair de retrancas e torcer para que o Cristiano Ronaldo amarele, assim como seus antecessores faziam.