Arquivo da tag: Compras

Brasileiro muda hábitos de consumo e passa a pesquisar preços

Crise econômica e maior educação financeira são alguns dos motivos da mudança no consumo

As constantes crises econômicas vividas pelo Brasil, o alto índice de desemprego e os salários menores daqueles que conseguem manter seus trabalhos, fez com que os brasileiros aprendessem na marra a controlar seus gastos em vários setores.

Brasileiro passa a pesquisar até no supermercado

Se nos Estados Unidos as pessoas são viciadas em cupons de desconto, no Brasil os clubes de fidelidade crescem em praticamente todo o comércio, especialmente nos supermercados.

O orçamento mais apertado parece ter deixado o brasileiro menos leniente com gastos desnecessários. Além disso, despesas com lazer também foram afetadas.

Segundo um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Banco Central do Brasil (BCB), 56% das pessoas passaram a controlar (e diminuir) os gastos com lazer e 55% a controlar despesas pessoais.

Ofertas de qualidade

Quer comprar produtos de qualidade com preços justos? Vá até a loja do blog e veja os produtos que escolhemos para você. 

São utensílios, eletrônicos, bebidas e muito mais. Clique, conheça  e dê a sua opinião nos comentários.


A famosa compra por impulso parece estar ficando no passado. O estudo mostra que 79% brasileiros mudaram seus hábitos e que 59% passaram a fazer pesquisas de preço antes de adquirir um bem. O curioso é que essa mudança foi maior nas classes A e B (68%).


Para ajudar os colecionadores de discos DVDs e os leitores de livros importados, o Blog do feroli lançou um serviço de pesquisa de preços grátis. Basta enviar um e-mail para blogdoferoli@gmail.com dizendo qual o produto que está procurando, que a equipe do site faz a pesquisa e envia o link com a melhor oferta ara você.

Constrangimento

Esses dados também mostram que a autoestima do brasileiro foi afetada. Para 26% dos entrevistados há constrangimento por não conseguir dar à família o que ela deseja e outros 25% demonstraram frustração por deixar de comprar os produtos que gostariam.

A boa notícia é que mesmo que a economia melhore em 2019, a maioria dos consumidores pretende manter práticas financeiras adotadas durante a interminável crise. Destaque para a economia de luz, que deve ser mantida por 71% dos entrevistados.

A pesquisa

A pesquisa foi realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Banco Central do Brasil (BCB). A amostra de 804 casos contempla as 27 capitais, pessoas acima de 18 anos, todas as classes sociais e ambos os gêneros.

A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%.

Baixe a íntegra da pesquisa nesse link.

Anúncios

Qual a melhor Amazon para o colecionador de discos?

A resposta pode ser bem diferente, dependendo do caso

Os colecionadores de disco, essa espécie em extinção, principalmente no Brasil, sofrem com os lançamentos cada vez maiores e mais caros e com a dificuldade de encontrá-los por aqui. A solução é apelar para os sites de lojas no exterior ou para o Ebay/Mercado Livre.

Mas engana-se quem acha que todas as Amazon são iguais. As lojas de diferentes partes do mundo têm políticas de preços, frete e cobrança de impostos diferentes. Esse detalhes – principalmente os impostos – podem fazer toda a diferença na hora de efetuar a sua compra.

Pensando nisso, resolvemos escrever esse post, que vai dar dicas de como escolher a melhor loja para comprar o seu CD/DVD/blu-ray/livro. E, para facilitar ainda mais a sua vida, basta enviar um e-mail para blogdoferoli@gmail.com ou deixar um comentário com o título do item que você quer comprar que nós fazemos a pesquisa e enviamos o link para você, sem custos!

Brasil x exterior

Conforme falamos, nem sempre é fácil encontrar lançamentos convencionais no Brasil, muito menos as edições especiais ou limitadas. Normalmente, quando encontramos, os preços são absurdos e apostar na compra lá fora é uma opção mais que desejável.

Como não temos mais lojas como Music Boulevard ou CD Now (ambas engolidas pela Amazon) o jeito é apelar para a gigante, que tem lojas em praticamente todos os grandes mercados (EUA, Canadá e vários países da Europa, além do Brasil).

Diferença de preços

O que é de se estranhar é que uma cadeia internacional (e online) pratique preços diferentes para suas várias filiais, inclusive com promoções fixas que são exclusivas de apenas um dos países.

Portanto, não é difícil encontrar uma promoção na Amazon da Alemanha que jamais tenha existido na irmão inglesa ou francesa, por exemplo. Não há outra solução senão pesquisar!

O trabalho pode ser chato e demorado, mas vale a pena ― lembrando que nós podemos fazer esse serviço para você de graça! Normalmente a variação de preços chega acima dos 10%.

Além disso, as diferenças na política de cobrança de impostos e variedade das opções de frete podem ser decisivos entre gastar muito ou pouco.

Imposto antecipado x aposta na Receita

Talvez nem todos saibam, mas a maioria dos produtos ― incluindo CDs, DVDs e blu-ray ― estão sujeitos a uma tributação de até 60% do seu valor, caso a encomenda ultrapasse US$ 50. Isso não inclui livros, que são isentos, é bom citar. Mas, nem sempre você é taxado.A Receita Federal faz suas aferições por amostragem e, além disso, você sua encomenda pode passar pelas mãos de um fiscal bondoso.

O problema é que algumas Amazon ― principalmente a dos Estados Unidos ― adotaram uma estratégia um tanto polêmica para as encomendas feitas para serem entregues no Brasil: a cobrança antecipada dos impostos alfandegários.

Essa atitude tem duas consequências imediatas: você recebe sua encomenda mais rapidamente, já que o trâmite na Receita Federal é praticamente inexistente, e paga (bem) mais caro pelos produtos, sem a chance de contar com a sorte de não ser taxado.

Como os preços da Amazon US não são tão mais baratos assim, ela fica como opção apenas para livros ou para os itens que você queira/precise receber rapidamente. Senão, procure na inglesa primeiro.

DHL x iParcel

Um outro item muito importante na hora de fechar sua compra é o método de envio. São várias as opções, desde a entrega standard (sem número de rastreio), até o expresso (normalmente via DHL).

Porém, o melhor é ― na opinião deste colecionador ― utilizar a opção intermediária, onde você tem um número de rastreio e não passa pela DHL.

A razão? A DHL é bem mais rápida, mas costuma fazer a cobrança dos impostos de maneira compulsória (assim como a Amazon US). O envio intermediário é, na maioria das vezes, feito pelo método i-Parcel, da UPS, uma empresa mais que confiável.

Mais uma vez, a escolha é sua.

Amazon BR

A Amazon brasileira pode ser uma boa opção para quem não quer ficar procurando por vários sites, em vários idiomas. Os preços podem até ser um pouco mais altos e a variedade de produtos menor, mas ela não deve ser descartada.

Não deixe de pesquisar

A conclusão deste texto é: não deixe de pesquisar. Nem sempre o melhor preço do produto significa o menor preço final da compra.

Caso tenha interesse em comprar algo e não tenha tempo ou paciência para pesquisar, envie um e-mail para blogdoferoli@gmail.com ou deixe um comentário com o título do item que você quer comprar, que nós fazemos a pesquisa e enviamos o link para você, sem custos!

Grande parte dos internautas compra por impulso

Segundo pesquisa da CNDL/SPC Brasil, 41% dos gastos são feitos sem pesquisa prévia

Que o consumidor brasileiro está cada vez mais maduro e utiliza a internet para checar preços e a reputação dos vendedores, ninguém duvida, mas surpreende saber que 41% dos internautas ainda gastam por impulso, sem nenhuma pesquisa prévia.

A boa notícia é que 47% das compras em lojas físicas só acontecem depois que o internauta pesquisa na internet para conferir se vale a pena. A maioria pesquisa sobre as características do produto e preço, claro.

Ainda há muita resistência para compra de produtos como calçados, por exemplo, mas essas resistências tendem a desaparecer, principalmente por causa do bom atendimento das lojas online e das facilidades para devoluções e trocas.

Mesmo assim, 25% dos internautas visitam loja física antes de comprar na internet e 83%, acreditam que as lojas online praticam preços mais baratos. compras on-line. No geral, 91% dos internautas dizem se preocupar com fraudes na internet.

A pesquisa completa pode ser encontrada no link https://www.spcbrasil.org.br/pesquisas

Boa notícia para quem gosta de vinhos

A importadora Mistral (dona de um extenso catálogo, com alguns dos melhores vinhos do mundo, anuncia uma ‘Ponta de Estoque‘. Os preços de seu catalogo (sempre em dólar) ganham um ‘desconto‘, por conta da cotação usada para a moeda norte-americana: R$1,49 para os Tintos, R$1,29 para os Brancos e R$1,79 para Oportunidades (vinhos mais raros e disputados)!

Faça uma visitinha ao site da Mistral e prepare o seu bolso/cartão.

Homens gastam mais com mulheres de vermelho

Mais um sensacional estudo que tive o prazer de destacar no site do jornal. Leiam….porque ainda teve mais…fizeram uma suite da matéria falando até com o Wando (ai, meu Deus!).

Uma pesquisa divulgada nesta terça-feira nos EUA e publicada na revista Journal of Personality and Social Psychology, sugere que os homens gastam mais dinheiro com mulheres vestidas de vermelho. Os entrevistados disseram considerar mais atraente uma mulher que estivesse com roupas da “cor do pecado”.

De acordo com a agência Reuters, a pesquisa, conduzida pelo professor de psicologia Andrew Elliot, da Universidade de Rochester em Nova York, envolveu mais de cem homens, a maioria universitários, que viam fotos de uma mulher e tinham de dar “notas” sobre a beleza dela, a vontade de beijá-la e a vontade de fazer sexo com ela.

Os homens tendiam a avaliar melhor uma foto com moldura vermelha do que uma foto da mesma mulher com molduras branca, cinza ou verde. O mesmo resultado ocorreu quando uma foto idêntica era tratada digitalmente para que a cor da blusa da mulher passasse de azul para vermelha, informou a Reuters.

Os cientistas também fizeram a seguinte pergunta: “Imagine que você vai sair com esta pessoa e tem cem dólares na carteira. Quanto dinheiro você estaria disposto a gastar no encontro?”. De novo, os homens ficavam tentados a gastar mais com a dama de vermelho.

Os pesquisadores notaram ainda que a cor vermelha não alterava a nota dada pelos homens nos quesitos simpatia, inteligência e candura – apenas beleza física. E, quando eram mulheres avaliando a foto da moça, o vermelho não influenciou as notas dadas à beleza. Homens homossexuais e daltônicos foram excluídos do estudo. Os resultados parecem confirmar aquilo que tantos comerciantes já haviam percebido ao preparar suas vitrines para o Dia dos Namorados – que o vermelho é a cor do romance.

Embora esse “alerta vermelho” possa ser um traço culturalmente adquirido, ele também pode guardar raízes biológicas mais primitivas, segundo o professor e pesquisador Andrew Elliot, em entrevista à Reuters. Lembrando a semelhança genética dos humanos com outros primatas, ele disse que as fêmeas dos babuínos e dos chimpanzés ficam avermelhadas na época da ovulação, passando aos machos um sinal sexual irresistível.