Arquivo da categoria: Sobre o blog

Brasileiro muda hábitos de consumo e passa a pesquisar preços

Crise econômica e maior educação financeira são alguns dos motivos da mudança no consumo

As constantes crises econômicas vividas pelo Brasil, o alto índice de desemprego e os salários menores daqueles que conseguem manter seus trabalhos, fez com que os brasileiros aprendessem na marra a controlar seus gastos em vários setores.

Brasileiro passa a pesquisar até no supermercado

Se nos Estados Unidos as pessoas são viciadas em cupons de desconto, no Brasil os clubes de fidelidade crescem em praticamente todo o comércio, especialmente nos supermercados.

O orçamento mais apertado parece ter deixado o brasileiro menos leniente com gastos desnecessários. Além disso, despesas com lazer também foram afetadas.

Segundo um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Banco Central do Brasil (BCB), 56% das pessoas passaram a controlar (e diminuir) os gastos com lazer e 55% a controlar despesas pessoais.

Ofertas de qualidade

Quer comprar produtos de qualidade com preços justos? Vá até a loja do blog e veja os produtos que escolhemos para você. 

São utensílios, eletrônicos, bebidas e muito mais. Clique, conheça  e dê a sua opinião nos comentários.


A famosa compra por impulso parece estar ficando no passado. O estudo mostra que 79% brasileiros mudaram seus hábitos e que 59% passaram a fazer pesquisas de preço antes de adquirir um bem. O curioso é que essa mudança foi maior nas classes A e B (68%).


Para ajudar os colecionadores de discos DVDs e os leitores de livros importados, o Blog do feroli lançou um serviço de pesquisa de preços grátis. Basta enviar um e-mail para blogdoferoli@gmail.com dizendo qual o produto que está procurando, que a equipe do site faz a pesquisa e envia o link com a melhor oferta ara você.

Constrangimento

Esses dados também mostram que a autoestima do brasileiro foi afetada. Para 26% dos entrevistados há constrangimento por não conseguir dar à família o que ela deseja e outros 25% demonstraram frustração por deixar de comprar os produtos que gostariam.

A boa notícia é que mesmo que a economia melhore em 2019, a maioria dos consumidores pretende manter práticas financeiras adotadas durante a interminável crise. Destaque para a economia de luz, que deve ser mantida por 71% dos entrevistados.

A pesquisa

A pesquisa foi realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Banco Central do Brasil (BCB). A amostra de 804 casos contempla as 27 capitais, pessoas acima de 18 anos, todas as classes sociais e ambos os gêneros.

A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%.

Baixe a íntegra da pesquisa nesse link.

Anúncios

Boas Festas!

O ano foi importante para o blog. Retomamos o ritmo, ganhamos uma “sócia” e implementamos uma série de mudanças.Porém, nada perto do que vai acontecer em 2019.

Queremos agradecer aos bravos leitores e amigos e esperamos que continuem conosco no ano que vai chegar logo, logo.

Feliz Natal e um Ano Novo super feliz.

PS: Ainda vamos ter umas postagens até o dia 31. Não nos abandone e compartilhe, se gostar.

Já conhece a playlist do blog?

Depois de um tempinho reunindo novidades, a playlist do F(r)adses da Vida está de volta atualizadíssima.

Além de canções dos discos que são resenhados por aqui, há também novidades nacionais e internacionais que pipocam pelo mundo.

Ouça e deixe a sua opinião/comentário/crítica.

Música boa é a música que você gosta! A playlist do Blog do feroli

Atualizada em 12 de maio com lançamentos de Sunnery James, Selena Gomez, Roger Daltrey, Julia Michaelis, Beach Boys

Assim como o vinho, música boa é aquela da qual você gosta. Não importa a idade ou a grife, o importante é agradar ao paladar. Muitas vezes você até pode reconhecer alguma qualidade em algo que você não goste, mas isso não quer dizer que você precisa consumir determinada música.

Uma discussão recente sobre a qualidade da música produzida nos dias de hoje – onde os mais velhos reclamavam da pouca criatividade e os mais jovens diziam que isso é papo de velho, como sempre – me fez lembrar de uma pesquisa divulgada há alguns anos, que diz que as pessoas deixam de buscar por músicas novas por volta dos 33 anos. Acredito que isso seja uma daquelas meias verdades. É provável que, na média, as pessoas tenham seus gostos consolidados entre os 39 e os 40 anos, mas isso não significa que se perca o interesse pelo novo. O que acontece é que a amplitude do seu conhecimento permite que você seja mais seletivo, até porque você já ouviu a maioria das coisas que muitos jovens acham novidade. Isso acontece em vários aspectos da vida, pois como John Cleese disse uma vez: “rimos menos quando ficamos mais velhos porque já ouvimos a maioria das piadas”.

Claro que o famoso conflito de gerações sempre vai existir e que os mais velhos sempre vão dizer que o bom era no tempo deles. Sei que a geração de hoje sofre com comparações que são bastante desfavoráveis, já que a qualidade dos artistas das décadas de 50, 60, 70 e 80 é/era muito alta e hoje alguns expoentes já iniciam suas carreiras de sucesso baseados em plágios (vide o exemplo de Sam Smith) e vão precisar de tempo para provar que não foram simples meteoros. Outro ponto que deixa os artistas da atualidade em desvantagem é o panorama da indústria musical. Nunca mais vão haver vendas de milhões de discos para medir o sucesso e popularidade de um músico. Agora, são downloads e streamings que definem o sucesso. Infelizmente, essas modalidades de consumo musical têm menos qualidade sonora e, normalmente, são baseadas em canções e não em obras (álbuns) completas.

Sempre existirão talentos verdadeiros (Adele, por exemplo), mas também teremos muita coisa de gosto duvidoso por aí. O que realmente importa é que tenhamos – em algum nível – a mente aberta para o novo, mesmo que seja para chegar a conclusão de que ele é um lixo. Pensando nisso, criei a playlist do blog, na qual sempre haverá, pelo menos, cinco lançamentos, que serão atualizados semanalmente, de acordo com o que estiver chegando ao mercado brasileiro. Obviamente a playlist terá, na sua maioria, músicas que considero boas e lançamentos que podem ser (e muitas vezes serão) relançamentos. Você poderá encontrar quase todos os ritmos lá (rock, pop, MPB, samba, blues, choro, etc), mas aviso que algumas vertentes musicais estarão de fora por não se encaixarem no mínimo de padrão de qualidade exigidos por mim. Sendo assim, sertanejo universitário, funk, ruído baiano e outras manifestações que alguns insistem em chamar de música jamais farão parte de qualquer seleção musical feita para este blog.

Espero que vocês tenham a mente aberta e gostem do que vão ouvir. Ah, sugestões são sempre bem-vindas.