Biografia de Peter Tork, dos Monkees, será lançada em São Paulo e Rio

Love is Understanding – A Vida e a Época de Peter Tork e os Monkees conta a história de uma das bandas mais subestimadas do rock

O rock é cheio de histórias não contadas (ou mal contadas). O biógrafo Sérgio Farias, que já escreveu um livro sobre John Lennon, conta agora a história dos Monkees, usando como fio condutor a vida do seu baixista/tecladista, Peter Tork.

Love is Understanding – A Vida e a Época de Peter Tork e os Monkees (Chiado Editora) tem lançamento em São Paulo — dia 14 (sexta-feira), na Livraria Cultura do Conjunto Nacional — e no Rio de Janeiro — dia 18 (terça-feira), na Livraria Books, em Botafogo).

Em breve uma resenha completa do livro!

Anúncios

Monkees também lançam disco com canções natalinas

Grupo utiliza a mesma fórmula do excelente Good Times (2016), mas sem o mesmo resultado

Assim como Eric Clapton, que brindou seus fãs com o fantástico Happy Xmas, seu primeiro disco natalino, os Monkees também atiraram na mesma direção com o seu Christmas Party – lançado pela gravadora Rhino e disponível no Brasil (como sempre) apenas nas plataformas de streaming – para conseguir a sua edição em CD clique no link.

Infelizmente, apesar de não ser um disco ruim, fica muito longe da qualidade do lançado por Clapton e do próprio lançamento anterior da banda.

Seguindo a mesma fórmula utilizada em Good Times (e até o mesmo produtor, Adam Schlesinger), o novo trabalho traz canções compostas por grandes nomes do pop especialmente para a banda — Peter Buck (REM), por exemplo — clássicos natalinos, composições próprias e sobras de estúdio, que permitem reviver a voz de Davy Jones.

Mágica em fagulhas

Apesar do ótimo trabalho gráfico e dos clipes bastante interessantes (com visual de histórias em quadrinhos), falta o básico: a magia da música em todas as faixas.

Algumas canções até funcionam bem individualmente, mas fica a sensação de que algo se perdeu na tradução.

A festa natalina dos Monkees até começa bem. As duas primeiras canções — Unwrap You at Christmas e What Would Santa Do — dão a impressão de que ouviremos algo como um Good Times 2, mas o disco não mantém o nível.

Mele Kalikimaka, uma das duas canções de Davy Jones — gravadas originalmente para o seu disco de Natal, lançado nos anos 70, e que ganharam novos arranjos — tem algum charme havaiano, mas não se encaixa muito bem no espírito dos Monkees.

Aliás, somente Micky Dolenz parece ter se comprometido com o projeto. Peter Tork aparece apenas em uma faixa — Angels We Have Heard On High — e Michael Nesmith contribui com vocais em dois clássicos natalinos, sem muito entusiasmo, parece.

O repertório é irregular, mas o resgate de canções como Wonderful Xmastime (de Paul McCartney) mostrou-se uma jogada esperta e de qualidade.

Mais curioso ainda é a escolha da canção Merry Christmas, Baby para fechar o álbum. O blues ganhou um tempero pop, mas que perde para a versão lançada recentemente por Eric Clapton em seu álbum natalino.

Não dá para competir com Clapton quando se fala de blues!

Um grupo singular

Os Monkees foram (e são) mesmo um grupo singular. Os atores/músicos que, em 1967, venderam mais discos que os Beatles e os Rolling Stones juntos no mercado americano, passaram por problemas internos, um bom período de ostracismo e alguns retornos triunfantes.

O sucesso inesperado de Good Times — chegou ao Top 20 da Billboard — e as ótimas críticas recebidas pelos shows que Micky, Mike e Peter realizaram pelos Estados Unidos criaram uma pequena Monkeemania de volta.

Não era difícil prever que a banda (e a Rhino) aproveitaria essa onda para lançar novos produtos.

Christmas Party é uma saída rápida e fácil para manter a chama acessa. Pena que ele esteja disputando mercado com uma série de lançamentos de grandeza maior.

Neste Natal os fãs do rock têm uma série de grandes lançamentos para escolher — Beatles, Elvis, Stones, Eric Clapton, Paul McCartney e Bruce Springsteen, para citar só alguns — e os Monkees podem acabar não sendo uma prioridade.

Um bom Natal

Christmas Party é um disco sem muita unidade. Serve para animar uma festinha de Natal com os amigos e até pode contribuir com uma ou duas faixas em futuras coletâneas da banda, mas está longe de ser memorável.

É como se fosse um Natal daqueles sem presentes caríssimos, mas no qual você sabe que não vai ganhar uma lembrancinha.

Cotação: *** ½

‘Vingadores: Ultimato’ – Saiu o trailer e OMFG!!!!

Não estamos sabendo lidar com as imagens fortíssimas!!!!

A Marvel liberou o trailer  de Vingadores 4 nesta sexta-feira. Com isso, foi revelado o título do próximo (e esperadíssimo!) filme da franquia — ‘Avengers: Endgame’ (‘Vingadores: Ultimato’).  A estreia será em 25 de abril de 2019 — mais cedo do que o imaginado; informação quentíssima que veio junto com o trailer.

Fãs em todo o mundo estão, digamos assim, descontrolados. Tanto quanto ou, até, um pouco mais do que quando terminaram de assistir a ‘Guerra Infinita‘.

Clique e encomende o livro que conta a história da Marvel

Anthony Russo e Joseph Russo, os diretores do filme, compartilharam uma mensagem hoje pela manhã para os fãs em suas redes sociais:

Para aqueles que estão aqui desde o começo.
Para aqueles que se juntaram ao longo do caminho.
Para os melhores fãs do universo.
Este trailer é para você ...
Com muito amor e gratidão pela sua paciência,

The RB's

Aperte o play e sofra confira!

As cenas são fortíssimas!

O trailer mostra a desolação daqueles deixados para trás após a devastadora batalha com Thanos (Josh Brolin) em ‘Avengers: Infinity War’, enquanto lutam para chegar a um acordo com a perda de seus amigos.

O Homem de Ferro/Tony Stark (Robert Downey Jr.) aparece flutuando no espaço. Sem comida, com pouco oxigênio e parecendo muito, muto ferrado.

“Thanos fez exatamente o que ele disse que faria”, diz a Viúva Negra (Scarlett Johansson). “Ele eliminou 50% de todas as criaturas vivas.”

“Nós perdemos — todos nós”, diz o Capitão América (Chris Evans). “Nós perdemos amigos, perdemos a família, perdemos uma parte de nós mesmos.”

Enquanto isso, o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) retorna à trama, visivelmente transtornado. E, tudo indica, atenderá por Ronin.

“Esta é a luta de nossas vidas”, diz o Capitão.

Leia uma boa história dos Vingadores

Mas, no final, aparece Scott Lang, também conhecido como Homem-Formiga (Paul Rudd). Ele não estava em ‘Infinity War’ mas, especula-se, após ‘Homem-Formiga e a Vespa’, pode ser a chave para derrotar Thanos devido a sua habilidade de acessar o Quantam Realm.

. ‘Homem-Formiga e a Vespa’ protagonizam o filme mais engraçado da Marvel

Avengers: Infinity War‘ foi um gigante de bilheteria. Arrecadou mais de US$ 630 milhões em todo o mundo. Podemos (e queremos!) esperar que ‘Endgame’ faça o mesmo.

Um livro com muitas boas novidades do mundo Marvel

Confira a lista dos indicados ao Globo de Ouro 2019

Indicações ao Globo de Ouro aquece temporada de premiações de 2019

Uma das mais importantes premiações do cinema e da televisão dos estados unidos, o Golden Globe Awards divulgou a lista de indicados para 2019 nesta quarta-feira (6).

Um dos filmes mais badalados do ano, ‘Pantera Negra‘ quebra mais um tabu e é o primeiro filme de heróia a figurar entre os indicados à premiação. O longa de Ryan Coogler concorre em três categorias:

  • Melhor Filme de Drama
  • Melhor Trilha Original Filmes
  • Melhor Música Filmes

Outro campeão de bilheteria, ‘Bohemian Rhapsody‘ recebeu indicações nas categorias Melhor Filme Drama e Melhor ator Filme Drama.

globodeouro2019-blogdoferoli
Veja uma seleção de bons filmes. Clique, escolha e encomende o seu


Bohemian Rhapsody – A apoteose da rainha

Vice‘, com Christian Bale no papel do ex- vice-presidente americano Dick Cheney, é o campeão de indicações da edição. Concorrerá em seis categorias.

Nasce Uma Estrela‘, remake com Bradley Cooper e Lady Gaga, vem com cinco nomeações. Entre elas, Melhor Diretor e Melhor Canção Original.  ‘A favorita‘ e ‘Green Book: O Guia‘ também obtiveram cinco indicações.

The assassination of Gianni Versace‘ obteve quatro indicações e lidera na categoria TV.  Logo em seguida, ‘The marvelous Mrs. Maisel‘, ‘Killing Eve‘ e ‘Barry‘ aparecem entre as séries favoritas, com três indicações cada.

Realizada pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), a premiação geralmente aponta os favoritos para o Oscar. A cerimônia de entrega será realizada em 6 de janeiro, em Bervely Hills.

Os atores Andy Samberg (Brooklyn Nine-Nine) e Sandra Oh (Grey’s Anatomy) serão os apresentadores da festa de entrega dos troféus.

Confira a lista de indicados para 2019

CINEMA

Melhor Filme Drama
"Infliltrado na Klan"
"Pantera Negra"
"Bohemian Rhapsody"
"If Beale Street Could Talk"
"Nasce Uma Estrela"

Melhor Filme Musical ou Comédia
"Crazy Rich Asians"
"The Favourite"
"Green Book"
"Mary Poppins Returns"
"Vice"

Melhor Atriz Filme Drama
Glenn Close, "The Wife"
Lady Gaga, "Nasce uma estrela"
Nicole Kidman, "Destroyer"
Melissa McCarthy, "Can You Ever Forgive Me?"
Rosamund Pike, "A Private War"

Melhor Ator Filme Drama
Bradley Cooper, "Nasce uma estrela"
Willem Dafoe, "At Eternity's Gate"
Lucas Hedges, "Boy Erased"
Rami Malek, "Bohemian Rhapsody"
John David Washington, "Infiltrado na Klan"

Melhor Atriz Filme Musical ou Comédia
Emily Blunt, "O Retorno de Mary Poppins"
Olivia Colman, "A favorita"
Elsie Fisher, "Eighth Grade"
Charlize Theron, "Tully"
Constance Wu, "Podres de Ricos"

Melhor Ator Filme Musical ou Comédia
Christian Bale, "Vice"
Lin-Manuel Miranda, "O Retorno de Mary 
Poppins"
Viggo Mortensen, "Green Book: O Guia"
Robert Redford, "The Old Man and the Gun"
John C. Reilly, "Stan & Ollie"]

Melhor Diretor Filmes
Bradley Cooper, "Nasce uma estrela"
Alfonso Cuaron, "Roma"
Peter Farrelly, "Green Book: O Guia"
Spike Lee, "Infiltrado na Klan"
Adam McKay, "Vice"

Melhor Atriz Coadjuvante Filmes
Amy Adams, "Vice"
Claire Foy, "First Man"
Regina King, "If Beale Street Could Talk"
Emma Stone, "A Favorita"
Rachel Weisz, "A Favorita"

Melhor Ator Coadjuvante Filmes
Mahershala Ali, "Green Book: O Guia"
Timothee Chalamet, "Beautiful Boy"
Adam Driver, "Infiltrado na Klan"
Richard E. Grant, "Can You Ever Forgive Me?"
Sam Rockwell, "Vice"

Melhor Roteiro Filme
Barry Jenkins ("If Beale Street Could Talk")
Adam McKay ("Vice")
Alfonso Cuaron ("Roma")
Deborah Davis and Tony McNamara ("The 
Favourite")
Peter Farrelly, Nick Vallelonga, Brian 
Currie ("Green Book")

Melhor Filme em Língua Estrangeira
"Capernaum"
"Girl"
"Never Look Away"
"Roma"
"Shoplifters"

Melhor Animação
"Os Incríveis 2"
"Ilha dos Cachorros"
"Mirai"
"WiFi Ralph: Quebrando a Internet"
"Homem-Aranha no Aranhaverso"

Melhor Trilha Original Filmes
Marco Beltrami, "Um lugar silencioso"
Alexandre Desplat, "Ilha de cachorros"
Ludwig Göransson, "Pantera Negra"
Justin Hurwitz, "O primeiro homem"
Marc Shaiman, "O retorno de Mary Poppins"

Melhor Música Filmes
"All the Stars”, "Pantera Negra"
"Revelation”, Boy Erased
"Girl in the Movies”, "Dumplin"
"Shallow", "Nasce uma estrela"
"Requiem for a Private War", "A Private War"

TELEVISÃO

Melhor Série Drama
"The Americans"
"Bodyguard"
"Homecoming"
"Killing Eve"
"Pose"

Melhor Série Musical ou Comédia
"Barry"
"Kidding"
"The Good Place"
"The Kominsky Method"
"Marvelous Mrs. Maisel"

Melhor série limitada ou filme para TV
"The Alienist"
"The Assassination of Gianni Versace: 
American Crime Story"
"Escape at Dannemora"
"Sharp Objects"
"A Very Englisch Scandal"

Melhor Ator em Série Musical ou Comédia
Sascha Baron Cohen, "This is America"
Michael Douglas, "The Kominsky Method"
Donald Glover, "Atlanta"
Bill Hader, "Barry"

Melhor Atriz em Série Musical ou Comédia
Kristen Bell, "The Good Place"
Candice Bergen, "Murphy Brown"
Alison Brie, "Glow"
Rachel Broshnahan, "The Marvelous Mrs. 
Maisel"
Debra Messing, "Will & Grace"

Melhor Atriz Série Drama
Caitriona Balfe, "Outlander"
Elisabeth Moss, "The Handmaid's Tale"
Sandra Oh, "Killing Eve"
Julia Roberts, "Homecoming"
Keri Russell, "The Americans"

Melhor Ator Série Drama
Jason Bateman, "Ozark"
Stephan James, Homecoming"
Billy Porter, "Pose"
Richard Madden, "Bodyguard"
Matthew Rhys, "The Americans"

Melhor Ator Série Limitada ou Filme para TV
Antonio Banderas, "Genius: Picasso"
Daniel Bruhl, "The Alieniest"
Darren Criss, "The Assassination of Gianni 
Versace: American Crime Story"
Benedict CUmberbatch, "Patrick Melrose"
Hugh Grant, "A Very English Scandal"

Melhor Atriz Série Limitada ou Filme para TV
Amy Adams, "Sharp Objects"
Patricia Arquette, "Escape at Dannemora"
Connie Britton, "Dirty John"
Laura Dern, "The Tale"
Regina King, "Seven Seconds"

Melhor Ator Coadjuvante Série, Série 
Limitada ou Filme para TV
Alan Arkin, "Kominsky Method"
Kieran Culkin, "Succession"
Edgar Ramirez, "The Assassination of Gianni 
Versace: American Crime Story"
Ben Whishaw, "A Very English Scandal"
Henry Winkler, "Barry"

Melhor Atriz Coadjuvante Série, Série 
Limitada ou Filme para TV
Alex Bornstein, "The Marvelous Mrs.Maisel"
Patricia Clarkson, "Sharp Objects"
Penelope Cruz, "The Assassination of Gianni 
Versace: American Crime Story"
Thandie Newton, "Westworld"
Yvonne Strahovski, "O conto de Aia"

Grande parte dos internautas compra por impulso

Segundo pesquisa da CNDL/SPC Brasil, 41% dos gastos são feitos sem pesquisa prévia

Que o consumidor brasileiro está cada vez mais maduro e utiliza a internet para checar preços e a reputação dos vendedores, ninguém duvida, mas surpreende saber que 41% dos internautas ainda gastam por impulso, sem nenhuma pesquisa prévia.

A boa notícia é que 47% das compras em lojas físicas só acontecem depois que o internauta pesquisa na internet para conferir se vale a pena. A maioria pesquisa sobre as características do produto e preço, claro.

Ainda há muita resistência para compra de produtos como calçados, por exemplo, mas essas resistências tendem a desaparecer, principalmente por causa do bom atendimento das lojas online e das facilidades para devoluções e trocas.

Mesmo assim, 25% dos internautas visitam loja física antes de comprar na internet e 83%, acreditam que as lojas online praticam preços mais baratos. compras on-line. No geral, 91% dos internautas dizem se preocupar com fraudes na internet.

A pesquisa completa pode ser encontrada no link https://www.spcbrasil.org.br/pesquisas