Arquivo da tag: TV

Confira a lista dos indicados ao Globo de Ouro 2019

Indicações ao Globo de Ouro aquece temporada de premiações de 2019

Uma das mais importantes premiações do cinema e da televisão dos estados unidos, o Golden Globe Awards divulgou a lista de indicados para 2019 nesta quarta-feira (6).

Um dos filmes mais badalados do ano, ‘Pantera Negra‘ quebra mais um tabu e é o primeiro filme de heróia a figurar entre os indicados à premiação. O longa de Ryan Coogler concorre em três categorias:

  • Melhor Filme de Drama
  • Melhor Trilha Original Filmes
  • Melhor Música Filmes

Outro campeão de bilheteria, ‘Bohemian Rhapsody‘ recebeu indicações nas categorias Melhor Filme Drama e Melhor ator Filme Drama.

globodeouro2019-blogdoferoli
Veja uma seleção de bons filmes. Clique, escolha e encomende o seu


Bohemian Rhapsody – A apoteose da rainha

Vice‘, com Christian Bale no papel do ex- vice-presidente americano Dick Cheney, é o campeão de indicações da edição. Concorrerá em seis categorias.

Nasce Uma Estrela‘, remake com Bradley Cooper e Lady Gaga, vem com cinco nomeações. Entre elas, Melhor Diretor e Melhor Canção Original.  ‘A favorita‘ e ‘Green Book: O Guia‘ também obtiveram cinco indicações.

The assassination of Gianni Versace‘ obteve quatro indicações e lidera na categoria TV.  Logo em seguida, ‘The marvelous Mrs. Maisel‘, ‘Killing Eve‘ e ‘Barry‘ aparecem entre as séries favoritas, com três indicações cada.

Realizada pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), a premiação geralmente aponta os favoritos para o Oscar. A cerimônia de entrega será realizada em 6 de janeiro, em Bervely Hills.

Os atores Andy Samberg (Brooklyn Nine-Nine) e Sandra Oh (Grey’s Anatomy) serão os apresentadores da festa de entrega dos troféus.

Confira a lista de indicados para 2019

CINEMA

Melhor Filme Drama
"Infliltrado na Klan"
"Pantera Negra"
"Bohemian Rhapsody"
"If Beale Street Could Talk"
"Nasce Uma Estrela"

Melhor Filme Musical ou Comédia
"Crazy Rich Asians"
"The Favourite"
"Green Book"
"Mary Poppins Returns"
"Vice"

Melhor Atriz Filme Drama
Glenn Close, "The Wife"
Lady Gaga, "Nasce uma estrela"
Nicole Kidman, "Destroyer"
Melissa McCarthy, "Can You Ever Forgive Me?"
Rosamund Pike, "A Private War"

Melhor Ator Filme Drama
Bradley Cooper, "Nasce uma estrela"
Willem Dafoe, "At Eternity's Gate"
Lucas Hedges, "Boy Erased"
Rami Malek, "Bohemian Rhapsody"
John David Washington, "Infiltrado na Klan"

Melhor Atriz Filme Musical ou Comédia
Emily Blunt, "O Retorno de Mary Poppins"
Olivia Colman, "A favorita"
Elsie Fisher, "Eighth Grade"
Charlize Theron, "Tully"
Constance Wu, "Podres de Ricos"

Melhor Ator Filme Musical ou Comédia
Christian Bale, "Vice"
Lin-Manuel Miranda, "O Retorno de Mary 
Poppins"
Viggo Mortensen, "Green Book: O Guia"
Robert Redford, "The Old Man and the Gun"
John C. Reilly, "Stan & Ollie"]

Melhor Diretor Filmes
Bradley Cooper, "Nasce uma estrela"
Alfonso Cuaron, "Roma"
Peter Farrelly, "Green Book: O Guia"
Spike Lee, "Infiltrado na Klan"
Adam McKay, "Vice"

Melhor Atriz Coadjuvante Filmes
Amy Adams, "Vice"
Claire Foy, "First Man"
Regina King, "If Beale Street Could Talk"
Emma Stone, "A Favorita"
Rachel Weisz, "A Favorita"

Melhor Ator Coadjuvante Filmes
Mahershala Ali, "Green Book: O Guia"
Timothee Chalamet, "Beautiful Boy"
Adam Driver, "Infiltrado na Klan"
Richard E. Grant, "Can You Ever Forgive Me?"
Sam Rockwell, "Vice"

Melhor Roteiro Filme
Barry Jenkins ("If Beale Street Could Talk")
Adam McKay ("Vice")
Alfonso Cuaron ("Roma")
Deborah Davis and Tony McNamara ("The 
Favourite")
Peter Farrelly, Nick Vallelonga, Brian 
Currie ("Green Book")

Melhor Filme em Língua Estrangeira
"Capernaum"
"Girl"
"Never Look Away"
"Roma"
"Shoplifters"

Melhor Animação
"Os Incríveis 2"
"Ilha dos Cachorros"
"Mirai"
"WiFi Ralph: Quebrando a Internet"
"Homem-Aranha no Aranhaverso"

Melhor Trilha Original Filmes
Marco Beltrami, "Um lugar silencioso"
Alexandre Desplat, "Ilha de cachorros"
Ludwig Göransson, "Pantera Negra"
Justin Hurwitz, "O primeiro homem"
Marc Shaiman, "O retorno de Mary Poppins"

Melhor Música Filmes
"All the Stars”, "Pantera Negra"
"Revelation”, Boy Erased
"Girl in the Movies”, "Dumplin"
"Shallow", "Nasce uma estrela"
"Requiem for a Private War", "A Private War"

TELEVISÃO

Melhor Série Drama
"The Americans"
"Bodyguard"
"Homecoming"
"Killing Eve"
"Pose"

Melhor Série Musical ou Comédia
"Barry"
"Kidding"
"The Good Place"
"The Kominsky Method"
"Marvelous Mrs. Maisel"

Melhor série limitada ou filme para TV
"The Alienist"
"The Assassination of Gianni Versace: 
American Crime Story"
"Escape at Dannemora"
"Sharp Objects"
"A Very Englisch Scandal"

Melhor Ator em Série Musical ou Comédia
Sascha Baron Cohen, "This is America"
Michael Douglas, "The Kominsky Method"
Donald Glover, "Atlanta"
Bill Hader, "Barry"

Melhor Atriz em Série Musical ou Comédia
Kristen Bell, "The Good Place"
Candice Bergen, "Murphy Brown"
Alison Brie, "Glow"
Rachel Broshnahan, "The Marvelous Mrs. 
Maisel"
Debra Messing, "Will & Grace"

Melhor Atriz Série Drama
Caitriona Balfe, "Outlander"
Elisabeth Moss, "The Handmaid's Tale"
Sandra Oh, "Killing Eve"
Julia Roberts, "Homecoming"
Keri Russell, "The Americans"

Melhor Ator Série Drama
Jason Bateman, "Ozark"
Stephan James, Homecoming"
Billy Porter, "Pose"
Richard Madden, "Bodyguard"
Matthew Rhys, "The Americans"

Melhor Ator Série Limitada ou Filme para TV
Antonio Banderas, "Genius: Picasso"
Daniel Bruhl, "The Alieniest"
Darren Criss, "The Assassination of Gianni 
Versace: American Crime Story"
Benedict CUmberbatch, "Patrick Melrose"
Hugh Grant, "A Very English Scandal"

Melhor Atriz Série Limitada ou Filme para TV
Amy Adams, "Sharp Objects"
Patricia Arquette, "Escape at Dannemora"
Connie Britton, "Dirty John"
Laura Dern, "The Tale"
Regina King, "Seven Seconds"

Melhor Ator Coadjuvante Série, Série 
Limitada ou Filme para TV
Alan Arkin, "Kominsky Method"
Kieran Culkin, "Succession"
Edgar Ramirez, "The Assassination of Gianni 
Versace: American Crime Story"
Ben Whishaw, "A Very English Scandal"
Henry Winkler, "Barry"

Melhor Atriz Coadjuvante Série, Série 
Limitada ou Filme para TV
Alex Bornstein, "The Marvelous Mrs.Maisel"
Patricia Clarkson, "Sharp Objects"
Penelope Cruz, "The Assassination of Gianni 
Versace: American Crime Story"
Thandie Newton, "Westworld"
Yvonne Strahovski, "O conto de Aia"
Anúncios

Televisão: Os apartamentos de Jorge Bispo

Fotógrafo estreia no Canal Brasil “502”,  programa que aborda a nudez masculina

Neste post, faço um mea culpa, conto uma historinha rápida e aproveito para jogar umanovidade no colo de vocês. Não necessariamente nessa ordem, é claro.

Outro dia mesmo estava na lavanderia e a moça que ocupava uma das máquinas puxou papo. Aquela espera tipo fila. Nem adiantou o fato de eu estar com a cara enfiada no meu livro.

Conversamos amenidades por dois minutos.

Voltei para a leitura, mas ela disparou:

— Quando você terminar de ler, tenho uma pergunta para fazer. Uma curiosidade…

O livro na minha mão, bojudo, nem tinha chegado à metade de suas páginas. Respirei fundo e prestei atenção na companheira de roupa suja. Ela queria saber, antes de mais nada, se eu assistia ao Canal Brasil. E aqui vem o mea culpa.

Parei e pensei. Não lembrava a última vez que sintonizei na emissora. Inclusive, preciso frisar que, tirando futebol, não ligo mais canal de TV aberta e, com a facilidade do streaming, abandonei até a TV a cabo, que me prende a horários. Respondi que não, não tinha o costume.

Foi aí que ela introduziu seu desconforto com um programa com o qual se deparou, um belo dia, zapeando. Era o “302”. Desde 2014, o fotógrafo Jorge Bispo trabalha seu projeto, concebido para a internet — o “Apartamento 302” —, como programa televisivo.

Já foram ao ar quatro temporadas. Nele, mulheres comuns se despem, no sentido mais amplo da palavra, para a lente de Bispo. E as câmeras do Canal Brasil. O questionamento da companheira de lavanderia:

— O que leva essas mulheres a fazer isso? E por que mulheres, e não homens?

O que acontece em 10 minutos no 302

Curiosa, fui conferir.

Cada episódio tem duração de cerca de 10 minutos. A convidada, uma mulher “comum”, conta sua própria história diante das câmeras. O tratamento é típico de documentário.

Mulheres reais em seus próprios ambientes onde, teoricamente, se sentem mais confortáveis. Elas narram suas histórias, conversam com um interlocutor que nunca aparece. Não interessa; ela está falando com você, espectador.

No início, a nudez é metafórica. O assunto abordado deve ter o máximo de honestidade possível. A câmera é sua terapia, naquele momento. Depois de enfrentar seus fantasmas, é preciso se reencontrar. E, segundo Bispo, nenhuma maneira é melhor de fazê-lo, a não ser totalmente despida.

No fim, uma foto. E, talvez para muitas mulheres, a paz interior.

Para minha melhor amiga da lavanderia, a satisfação de tentar entender, agora, o universo masculino.

Nudez masculina dois andares acima: 502

A partir de 28 de setembro, o fotógrafo trará novidades para as telas: o “502”, programa que explora a nudez masculina. A série será dirigida por Helena de Castro. Matheus VK assina a trilha original da abertura.

Assim como no “302”, a relação com corpo será um tema bastante presente no “502”. Mas assuntos como racismo, masculinidade, virilidade, sexualidade e, claro, tamanho do pênis, também entram em questão quando homens tiram a roupa.

O programa ainda contará com a participação de um personagem trans que deixa bem clara sua motivação para estar ali: se reconhecer e se afirmar como homem. Quanto ao ato de despir-se, Bispo afirmou que os caras o fazem de forma bastante semelhante às mulheres.

“Venho me surpreendendo com como não faz muita diferença. Mesmo com o tabu do tamanho do pênis, masculinidade e etc. Vi que existem homens com perfis variados assim como acontecia com as mulheres. Não consigo identificar uma característica própria dos homens nesse aspecto”

Jorge Bispo

Enquanto nas mulheres fotografadas para o  “302”, liberdade e autoconhecimento apareciam entre os principais motivos para embarcar  no projeto, para os homens os motivos são mais variados: o desafio, vaidade, afirmação perante a sociedade de sua sexualidade.

Bateu curiosidade? Zapeia!

502 
Estreia: Sexta, dia 28, à 0h
Quando: Sextas, meia-noite
Classificação: 14 anos
Direção: Helena de Castro

Programas de gastronomia tomam conta da TV brasileira

Tanto na TV aberta, quanto na TV por assinatura, canais e programas culinários invadem a grade de programação, incentivando os chefs amadores

Cozinhar é um hobby mundial que vem sendo incorporado pelos brasileiros. Os diversos Masterchefs, os vários sabores do Que Marravilha!, os game shows como The Taste Brasil, Que Seja Doce, Bizu, Cutthroat Kitchen (Mestres da Sabotagem) e Chopped, para citar alguns, fazem sucesso e estão se ampliando e reproduzindo.

Pesquisa feita pela assessoria Gfk mostra que 79% dos brasileiros cozinham por diversão e que 75% deles gostariam de saber um mais sobre culinária. Com isso, também está aumentando o número de escolas de gastronomia espalhadas pelo Brasil.

Como muitos desses brasileiros, eu também sou um entusiasta da cozinha e tendo a experimentar técnicas variadas, muitas vezes inspirado nesses programas de TV, mas sempre com o cuidado de adaptar as dicas e ingredientes para a realidade do dia a dia (e que você pode acompanhar nas receitas do blog).

Chefs bons (?)

A única coisa que me incomoda nessa onda de programas (principalmente os brasileiros) é a soberba de chefs que estão longe de serem uma Brastemp, mas agem como se fossem o real Supra Sumo da culinária nacional.

Uma coisa é ver gente do calibre de Gordon Ramsay sendo indelicado com alguém e outra é ver alguém que nem sequer fala direito o nosso idioma e tem um restaurante com vários pratos questionáveis, sendo grosso com alguém.

bizus que são imperdíveis, mas é engraçado quando algum amador mostra ter mais conhecimento que os supostos mestres.

Portanto, cuidado com o que vê e ouve nos programas de TV.

CNN prepara documentário sobre Anthony Bourdain

Pouco depois do suicídio do chef/celebridade, rede de TV trabalha na história definitiva do apresentador de No Reservations e Parts Unknown

Anthony Bourdain era o cara. Grande chefe, autor e empresário de sucesso, figuraça e dono de uma moral suficiente para convencer o (já ex) presidente Obama a sentar com ele em uma birosca do Vietnã, além de ter uma namorada linda. Entretanto, nada foi capaz de impedir que ele se suicidasse na bela França.

To me, life without veal stock, pork fat, sausage, organ meat, demi-glace, or even stinky cheese is a life not worth living

Sua morte — no dia 9 de junho, enforcado em um quarto do hotel Chambard, em Kaysersberg — chocou o mundo. Provavelmente nunca saberemos as verdadeiras razões para a sua atitude.

Uma desilusão amorosa? Frustração pelo fracasso do seu megaprojeto gastronômico em Nova York? Depressão? Não importa, ele sempre vai estar entre nós.

Tentando desvendar uma alma

Mesmo que sua morte permaneça um mistério até o fim dos tempos, a CNN — rede que, nos EUA, exibiu as duas séries de maior sucesso do chef/apresentador — informou que está produzindo “o documentário definitivo sobre Bourdain”.

Ainda sem título, o projeto deve estrear no início do próximo e será lançado nos cinemas antes de chegar na tela da CNN.

Enquanto isso, podemos continuar nos deliciando com as histórias, descobertas e comentários de Bourdain nos episódios que ele deixou gravados para a última temporada de Parts Unknown.

Tony, você faz falta!

Alguns momentos inesquecíveis

Ibope vai medir audiência de TV nos computadores em 2015

Durante um curtíssimo espaço de tempo – quando ainda morava no Andaraí e me correspondia com um tal Lennon – minha casa foi uma das que usaram aquele aparelhinho do Ibope para medir a audiência dos canais abertos de TV. Não sei como ele foi parar lá em casa e muito menos o porquê de ter sumido. Só sei que nunca mais conheci ninguém que faça parte desse “estudo de audiência”. Agora, é imaginar como o Ibope vai conseguir aferir a audiência da TV em outras plataformas.

Ibope TVs abertasO período de transição e a oportunidade que os usuários têm de consumir conteúdo quando e da forma que querem está mudando os negócios do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), que, a partir do ano que vem, vai começar a medir a audiência de TV nos computadores. Quem falou sobre o assunto foi o CMO da empresa, Antônio Wanderley. O executivo participou de painel da edição de 2014 do Congresso da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA).

Nos últimos anos, o Ibope passou a aferir a audiência de conteúdo on demand, de programas gravados pelo próprio usuário e assistidos posteriormente, e do consumo de TV Digital no celular. A demanda para lançar a novidade de auditoria de televisão nos PC’s é reflexo da mudança de mercado, ponto abordado durante a participação no painel “Full competition no ambiente das pesquisas”.

“A tendência é que o bom conteúdo seja cada vez mais valorizado. O consumidor vai encontrar o que é melhor, independentemente da plataforma. Para saciar a fome dos consumidores, é importante que os programas viajem por todas as ferramentas. Tem que entender a função da tela e o momento do conteúdo para saber em qual ele será inserido”.

Wanderley usou a Copa do Mundo como exemplo. Para ele, no momento em que o mundial estava acontecendo, era mais importante para o público o conteúdo do que a plataforma. “As pessoas queriam ver os jogos fossem na tela da TV ou do smartphone. Naquele momento, seria importante disponibilizar o conteúdo na tela menor, pois a pessoa poderia assistir de onde estiver, sem necessariamente precisar estar ao lado de um aparelho de TV”. Em sua visão, existem ainda outros desafios para enfrentar: aferição, qualificação e eficiência vão precisar ser trabalhados cada vez mais.

Fonte: Comunique-se

Transforme sua TV em uma Smart TV

Essa é de antes da Copa, mas guardei para um momento onde as atenções já não estivessem somente voltadas para o futebol da Seleção Brasileira.

Chromecast da Google chega ao Brasil vendido por R$ 199

Chromecast-GoogleLançado em julho de 2013 nos EUA, o Chromecast, aparelho da Google que permite carregar conteúdo da empresa e de apps terceiros em TVs, sem a necessidade de que elas sejam de modelos smart, começou a ser vendido nesta quarta-feira no Brasil. Encontrado por enquanto somente em lojas online de varejo, o dispositivo é vendido por R$ 199 — preço elevado se comparado com os US$ 35 (cerca de R$ 84) cobrados nos EUA, e que é resultado dos impostos brasileiros (o aparelho ainda não é fabricado aqui).

Semelhante a um pen drive robusto, o Chromecast deve ser conectado às portas HDMI e USB da TV do usuário para funcionar. Com ele, é possível que vídeos e músicas acessados em computadores, smartphones e tablets sejam visualizados diretamente na televisão, com o toque de apenas um botão, de maneira fácil e prática. Além dos serviços da própria Google — YouTube, a loja virtual Play Store e o navegador Chrome — o aparelho também é compatível com aplicativos de outras empresas, como o Netlifx, Crackle, Rdio e Vevo.

No site da plataforma em português é possível conferir a lista completa de serviço, que a Google promete que deve aumentar constantemente.

O que esperar do aparelho

Tendo como concorrente direto no país a Apple TV (vendida por aqui a R$ 399), o Chromecast tem na sua grande vantagem a facilidade de uso: após plugar o aparelho, basta conectá-lo à sua rede Wi-Fi e instalar o seu aplicativo nos dispositivos desejados para que a sincronização entre as diferentes plataformas seja feita automaticamente. O processo leva poucos minutos.

Como funciona em segundo plano, o Chromecast permite, por exemplo, que o usuário transmita um vídeo do Netflix para a TV a partir do seu tablet, sem que seja necessário ficar com o aplicativo do serviço aberto nele.

Além de usar o seu tablet ou smartphone como o controle remoto do aparelho, o usuário também pode transmitir suas coleções de fotos na TV diretamente deles, facilitando o trabalho na hora de mostrar as imagens de uma viagem para a família, por exemplo.

O único ponto negativo do Chromecast, ao menos no Brasil, ainda é a pouca quantidade de serviços de terceiros compatíveis com ele, principalmente se comparado com os EUA. O serviço HBO Go, do popular canal de filmes e séries, por exemplo, ainda não funciona no território brasileiro, ao contrário do que acontece no EUA. Mas a Google promete que isso deve mudar em breve: de acordo com a empresa, existem mais de 3 mil desenvolvedores criando novos usos e serviços para o produto, o que significa que o número de apps compatíveis deve aumentar rapidamente.

Fonte: O Globo

SBT adota revezamento entre Carlos Nascimento e Joseval Peixoto

bancadasbtbrasilA bancada do ‘SBT Brasil’ ganhou novidades na semana passada. O telespectador que acompanha o jornalístico pôde ver na apresentação de segunda-feira (9), terça-feira (10) e quarta-feira (11), o jornalista Joseval Peixoto. Quinta-feira (12) e sexta-feira (13), o comando esteve a cargo de Carlos Nascimento. De acordo com o canal de Silvio Santos, daqui para frente será assim: os dois irão revezar a função.

A decisão sobre o revezamento é da área artística da emissora, que, para melhor aproveitar os jornalistas, criou esse sistema. Por ora, não existem ordem e dia certo para que cada jornalista esteja na apresentação, somente ficou acertado que, a partir desta semana, Rachel Sheherazade dividirá a bancada com um dos âncoras em três dias da semana e com outro nos dois dias seguintes.

“É uma grande generosidade do SBT e principalmente do Joseval e da Rachel permitir que eu divida o jornal com eles. Tanto do ponto de vista pessoal, como profissional, é uma atitude que eu jamais esquecerei”, afirmou Nascimento.

Para o diretor de jornalismo do SBT, Marcelo Parada, quem ganha com a mudança é o telespectador, que terá dois “apresentadores de competência” ao longo da semana.

Nascimento estava afastado de suas funções desde setembro do ano passado, quando iniciou tratamento de câncer no intestino. O retorno dele aconteceu em maio passado e, na ocasião, o canal divulgou que ele iria comandar interinamente o ‘SBT Brasil’, sendo que ele apresentaria o programa durante as férias de Joseval Peixoto.

No ano passado, a previsão era que Nascimento retornasse em dois meses ao ‘Jornal do SBT’, exibição apresentada por ele, algo que não aconteceu. O jornalista Marcelo Torres o substituiu e segue até hoje no programa.

Fonte: Comunique-se

Briga de cachorro grande: Comcast compra Time Warner Cable

Operadora de TV paga líder nos EUA anuncia a aquisição da rival por US$ 45 bilhões

comcast_time_warner-100246017-largeFoi anunciado oficialmente na manhã desta quinta-feira, 13, a venda da Time Warner Cable para a Comcast, por US$ 45 bilhões. Como efeito, a operadora líder em TV paga nos Estados Unidos vai somar aos seus 22 milhões de assinantes outros 12 milhões de sua concorrente.

Uma venda ou fusão já eram aguardados desde que uma operadora menor, a Charter, ofereceu US$ 130 por ação da Time Warner Cable em meados de janeiro. O conselho da operadora considerou o valor inadequado e sugeriu US$ 160 – mais próximo dos US$ 158,82 por papel oferecidos agora pela Comcast.

Órgãos reguladores americanos ainda deverão arbitrar sobre a aquisição. É provável que a Time Warner Cable tenha de se desfazer de parte de sua base de assinantes para evitar monopólio do setor. Segundo sites e jornais financeiros americanos, a Comcast deverá negociar com a própria Charter a transferência de 3 milhões de usuários.

A DirecTV deverá manter sua segunda posição, embora mais afastada, com 20 milhões de assinantes. Ainda que o Brasil tenha números mais modestos – 17,9 milhões de domicílios assinantes segundo a Anatel – a compra da Time Warner pela Comcast equivaleria à Net adquirindo a Oi.

Há exatamente um ano, a Comcast concluiu a aquisição da NBCUniversal por US$ 16,7 bilhões, o que lhe garantiu o controle de uma série de programadoras, além dos serviços de internet e televisão. A empresa reúne hoje canais como Bravo TV, SyFy, Focus Features, MSNBC, E!, Telemundo e Weather Channel, entre outros, além de diversos investimentos em tecnologia e produtos on demand. Já a Time Warner Cable só possui canais regionais de notícias e esportes desde que se separou, em 2009, da Time Warner Inc., multinacional de conteúdo e entretenimento detentora de marcas como CNN, HBO e Warner Bros – esta, unidade internacional de conteúdo televisivo que ontem anunciou a aquisição da produtora holandesa Eyeworks.

Fonte: Meio & Mensagem

Thunderbirds voltam a voar em 2015

ThunderbirdsUma das melhores séries da minha infância vai voltar a ser produzida. Thunderbirds Are Go! (no Brasil, apenas Thunderbirds) já está sendo produzida e teve sua estreia confirmada para 2015, marcando os 50 anos da produção original.

Resta saber se a família Tracy, responsável pelo Resgate Internacional, ainda será representada por marionetes ou animações.

A produção está novamente a cargo da ITV Studios em parceria com as produtoras responsáveis pela trilogia de O Senhor dos Anéis. Os primeiros 26 episódios estão em fase de pré-produção.

Leia também:

Morre Gerry Anderson, o criador dos Thunderbirds

 

Multishow HD tem programação especial para o Dia do Rock 2012

Mais importante que uma mera sexta-feira 13, esse próximo 13 de julho é o dia onde comemoraremos o Dia do Rock. Assim como em 2011, os canais Multishow prepararam uma programação especial para os fãs do gênero.

Pode-se até questionar a qualidade de alguns shows, mas não se pode reclamar da quantidade.

Hoje é ia de Rock, bebê!

13 de julho – Dia do Rock

07h10    David Bowie – Ziggy Stardust
08h40    The Who At Kilburn 1977
09h50    Iggy and the Stooges – Escaped Maniacs
11h00    The Killers – Live at Royal Albert Hall
12h30    Arcade Fire – Live At Oxegen Festival
13h05    Lynyrd Skynyrd (SWU 2011)
14h25    Arctic Monkeys – Live At The Apollo
15h25    Eric Clapton- Sessions for Robert J.
17h05    U2 360 Live From Los Angeles
18h05    The Rolling Stones: Ladies & Gentlemen
19h30    Queen
20h30    Kaiser Chiefs – Live At Isle Of Wight
21h00    Especial Rock in Rio 2011
23h00    Beady Eye – Live At Isle Of Wight
23h30    Anthrax – Live At Sonisphere

Além disso:

Arquivo Musical (19h)

13/jul    sex    Queen
16/jul    seg    Metal – A Headbanger’s Journey
18/jul    qua    AC/DC
20/jul    sex    U2: From the Sky Down
23/jul    seg    Lemmy
25/jul    qua    Iron Maiden: Flight 666
27/jul    sex    Shine A Light
30/jul    seg    Pearl Jam Twenty

Continua a briga Sky x Fox Sports

O que parecia uma simples operação de troca de canais (a Fox comprou a BandSport), está se transformando em uma queda de braço que pode beirar o ridículo. Operadora e canal não se entendem e, por enquanto, Libertadores só mesmo pela Globo.


Sky pede para assinantes pressionarem o Fox Sports

Depois de a Fox Sports divulgar em seu site os números de telefone das operadoras de TV que não acertaram a transmissão do canal, a Sky se pronunciou. Em declaração no perfil que mantém no Twitter, a empresa sugeriu para os assinantes entrarem em contato com a nova emissora de esportes, com o intuito de ver os jogos da Libertadores em outro veículo.

Com sinal no País desde o início do mês, o Fox Sports é o único responsável pela transmissão da competição sul-americana na TV fechada. A Sky, que ainda não acertou contrato com a nova emissora, garante que está negociando. A operadora também informa que está empenhada em favorecer todos os clientes. A mensagem foi enviada à própria Fox.

Porém, a Sky deu a entender que está fazendo o possível para disponibilizar o sinal do Fox Sports, mas que não aceitará nenhuma exigência considerada absurda. “Nós não vamos aceitar ofertas inadequadas que impactem em um alto custo na assinatura. A programadora é também responsável pelo Speed e FX, que estão no seu pacote, solicite a eles que transmitam os jogos da Libertadores nestes canais”, afirmou.

Ao citar que a direção do grupo que mantém o Fox Sports pode transmitir a Libertadores em outros canais, a Sky divulgou ter o compromisso de zelar pelos assinantes e que, por isso, continua negociando para transmitir a nova emissora de esportes da TV por assinatura do Brasil.

Fonte: Comunique-se

TV Pirata faz sucesso no canal Viva

Quando o humor era bom mesmo. Esse é um tempo onde existia O Planeta Diário, onde o Saturday Night Live tinha o John Belushi e quando o besteirol arrebentava.

Além das atuais reprises das novelas Vale Tudo e O Clone no Canal Viva, da Globosat, agora é o humor bem anos 80 de uma safra muito especial de humoristas que faz sucesso no canal. Na medição da TV por assinatura que o Ibope Mídia – Workstation faz em oito mercados (Grande São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Distrito Federal, Porto Alegre, Florianópolis e Curitiba), em um mês a atração captou a audiência de 1,2 milhão de telespectadores.

Em pouco mais de um ano de seu lançamento, o canal Viva passou a ser um dos mais assistidos da TV paga nacional. Em 2010, durante seu discurso na abertura da feira e Congresso da ABTA, evento dedicado ao setor, Roberto Irineu Marinho, presidente das Organizações Globo, destacou o desempenho do canal.

O sucesso do Viva mostra que a TV Globo, com seu imenso e exclusivo acervo, está encontrando modelos de negócio de rentabilizá-lo sem canibalizar seu produto principal – a própria TV Globo, o que foi no passado um grande conflito da emissora. A venda de programas já exibidos pelo selo Globo Marcas (DVD e mais recentemente, também venda online) tem demonstrado também outra vertente deste caminho.

O horário principal de exibição do TV Pirata é meia-noite de sexta, com outra apresentação às 16h de sábado. Marco Nanini, Louise Cardoso, Ney Latorraca, Cláudia Raia, Guilherme Karan, Regina Casé, entre outros, integra o programa.

Fonte: Meio & Mensagem

SporTV não terá Pan de Guadalajara

Com o fim das tratativas da Globosat com a Record, que não chegaram a um acordo sobre o repasse dos direitos do Pan de Guadalajara para o SporTV, o que se aventa é que a emissora aberta jogou muito para o alto os valores, porque pretende repetir a estratégia adotada com os Jogos de Inverno de Vancouver. Ou seja: exibir apenas algumas provas principais do Pan pela Rede Record, deixando as demais transmissões ocuparem a grade da Record News.

O canal de notícias tem sinal aberto apenas onde a Record tem concessão de um segundo canal, como ocorre em São Paulo, por exemplo, onde a Record News é transmitida em UHF. Em outras praças, o canal entra em operadoras de TV por assinatura.

Band Sports e ESPN Brasil também se interessaram pelos direitos, mas o alto valor – superior a R$ 15 milhões – e o pouco prazo para venda de pacotes de patrocínio inviabilizaram as negociações.

Em outra esfera de negociações, o Comitê Olímpico Internacional acabou de liberar de forma gratuita os direitos da Olimpíada de Londres 2012 para a rede estatal de Cuba. Pelos mesmos, a Record desembolsou nada menos que US$ 60 milhões pela exclusividade para o Brasil em todas as mídias.

As informações são do Meio & Mensagem

House’n’Blues – Hugh Laurie vai lançar CD de Blues

Não bastasse destilar seu mal-humor nos episódios de House, Hugh Laurie, que vez e outra mostra seus dotes musicais na série e em uma banda montada apenas om astros de seriados da TV, resolveu que vai se dedicar também ao cenário musical.

Aproveitando a fama (e um pouco do seu talento) Hugh assinou com a Warner para gravar um CD de blues! O disco, que ainda não tem título, mas deve ser lançado ainda este ano, promete. Nele, Hugh Laurie vai tocar guitarra, violão e piano.

– Estou excitado com essa oportunidade. Sei que muitos atores que entraram no meio musical se deram mal, mas prometo que no meu caso ninguém sairá ferido. Estou emocionado de trabalhar com o produtor Joe Henry, que produziu alguns de meus discos favoritos.

Recentemente, Laurie participou, tocando piano, do álbum Hang Cool Teddy Bear, do roqueiro americano Meat Loaf, lançado em maio.

Com informações da Reuters, Warner e R7.

Agora vai! House reaparece em forma

house s06e03Depois de dois episódios atípicos e, na minha opinião, abaixo do padrão (embora Hugh Laurie deva ganhar um Emmy pelo que foi exibido no início da temporada) House parece que começa mesmo após o terceiro episódio, que contou com a luxuosa participação de James “Darth Vader” Earl “This is CNN” Jones.

O veterano ator, conhecidíssimo por sua voz, interpreta um ditador africano e me fez imaginar como seria fácil ele ganhar um Oscar como Idi Amim Dada. Afinal, até mesmo o bem menos talentoso Forest Whitaker ganhou um.

Bem, como este será o último texto falando de episódios na sua cronologia, conto, com muita alegria, que a velha irreverência, a criancice e sarcasmo voltaram. Tudo com uma certa relutância, com vontade de mudar e com algumas boas reviravoltas na história.

Pelo jeito House tem fôlego para mais umas boas 3 ou 4 temporadas.

Não vou contar a história, mas deixo logo a informação de que mudanças acontecem não só com House como com sua equipe.

Veja como foram a estréia e o segundo episódio da 6ª temporada.

Dia 21 é dia de House

House sexta temporadaTudo bem que 22 de setembro é o dia mais importante do ano, mas a véspera também será de arrasar, pois nesta data querida começa a sexta temporada de House. Fã como sou do sarcástico doutor, tenho expectativas altas sobre a série em 2009/2010 e espero poder baixar e ver o primeiro episódio (com duas horas de duração) ainda no dia 21.

Para matar a minha curiosidade (e a de muitos fãs..meus, claro) coloco abaixo uma coleção de clipes e teasers do episódio de estréia.

Espero que gostem dos aperitivos e torço para que o Universal Channel não demore muito para trazer os episódios para o Brasil.

Para ler mais sobre a série clique na tag House , no fim do post.

House começa a dar as caras: Nova temporada em setembro

Setembro vai ser mesmo um mês infernal. Duas caixas com a coleção dos Beatles e mais a estréia da nova temporada de House, que promete aprontar na Casa de Repouso onde foi parar o fim da temporada passada.

Abaixo um aperitivo do que está por vir na série mais assistida do mundo.

House internado

house and cuddyAcabou a temporada e a ida para cama de House e Cuddy foi apenas imaginação dou médico louco (agora louco mesmo?)!

Nem sei quando esses episódios irão passar no Brasil, mas já estou catando novidades sobre a nova temporada.

Mantenho todos informados.

Obama rouba médico de House

Pelo jeito o mundo de Barack Obama vai mesmo ser outro. O primeiro presidente negro da história dos Estados Unidos vai mostrando coragem na montagem de sua equipe. A última aquisição surpreendeu todos os fãs do seriado House (exibido aqui pelo Universal Channel). Kal Penn, que encarnava o doutor Lawrence Kutner, um dos mais interessantes personagens do programa, pediu para deixar a produção para se dedicar ao convite que recebeu para trabalhar na Casa Branca. Penn vai trabalhar no escritório que cuida do contato com o público (uma espécie de relações públicas).

A morte de Kutner foi ao ar no episódio 20 da temporada – ainda inédito no Brasil – causou espanto nos fãs e, aparentemente, terá impacto grande em vários personagens, incluindo o próprio House. Para não estragar totalmente a surpresa, não conto como ele vai morrer (pesquisem).

Segundo os produtores da série – David Shore e Katie Jacobs – nenhum outro personagem irá substituir Kutner, nem mesmo os velhos membros da equipe de House, Chase e Cameron. Aliás, parece que o casal vai voltar a ter uma presença mais constante na trama. Há rumores de que House pode finalmente chegar junto de Cuddy e formar um casal. Será?

De um jeito ou de outro, o que parece uma grande baixa, foi bem superada no episódio 21 (que também já foi ao ar lá fora). O maior peso do casal Chase/Cameron e uma recuperação total de Wilson (o oncologista e único amigo de House) prometem manter o altíssimo nível da série do médico mais politicamente incorreto de todos os tempos.

É aguardar passar no Brasil.

Sábado de Alta Fidelidade

Um sábado com clima louco e um dente que precisa ser operado. Cenário perfeito para um dia aborrecido. Ligo a TV e me deparo com um dos meus filmes preferidos e que tem como personagem principal alguém que muitos aspectos (e até eu concordo) parece muito comigo (não no visual, claro): Alta Fidelidade (High Fidelity), lançado em 2000 e estrelado por John Cusack, Iben Hjejle, Black Jack e participações de Tim Robins, Joan Cusack e Catherine Zeta-Jones, entre outros.

Ganhei esse DVD de uma ex-namorada (que não era ex ainda), o que já coloca por terra a tese dos que dizem que é um filme para dor-de-cotovelo. Baseado em um livro do escritor inglês Nick Hornby – que também é o autor do ótimo Febre de Bola (Pitch Fever), que também virou filme.

Alta Fidelidade é um daqueles raros casos nos quais o livro não é melhor que o filme. Como no livro a história acontece na Inglaterra e o roteiro do filme foi transposto para os Estados Unidos, muitas referências foram modificadas, tornando as duas obras similares, mas impedindo comparações. O meu preferido? Acho que dá empate.

Rob Fleming (no livro) ou Rob Gordon (no filme) é dono de uma loja de discos (basicamente em vinil), viciado em listas, músicas e em depressão. O diretor Stephen Frears conseguiu tirar ótimas atuações do elenco, até mesmo dos difíceis Jack Black e Tim Robins.

Entre as muitas características comuns entre Rob e eu, estão: a apurada técnica e a enorme quantidade de regras para criar fitas (hoje CDs) de música, a eterna arrumação de sua coleção, o número enorme de listas criadas sobre tudo e a mania de ranquear as coisas.

“What came first, the music or the misery? People worry about kids playing with guns, or watching violent videos, that some sort of culture of violence will take them over. Nobody worries about kids listening to thousands, literally thousands of songs about heartbreak, rejection, pain, misery and loss. Did I listen to pop music because I was miserable? Or was I miserable because I listened to pop music?”

Talvez Rob tenha algumas atitudes muito civilizadas para o meu gosto, mas nisso não impede de admira-lo.

Apesar de ser musicalmente superficial (com discussões que não levam ninguém a lugar nenhum), Alta Fidelidade tem uma trilha sonora fenomenal, impulsionada pela variedade de gostos dos personagens. Engraçado que uma das músicas citadas (e criticadas) no filme (e que aparece nos créditos – I Believe (When I Fall In Love It Will Be Forever)) é uma das minhas favoritas. Até mesmo seus intérpretes (Steve Wonder, que também é o autor), Art Garfunkel (que faz a minha versão favorita) e Peter Frampton, são colocados como decadentes ou simplesmente desprezíveis.

John Cusack emendou uma série de filmes que me agradam: Being John Malcovich, High Fidelity, America’s Sweethearts e Serendipity. Atualmente anda escolhendo maus roteiros (minha opinião), mas continua um ótimo ator e vale a pena assistir Grosse Pointe Blank (Matador em Conflito), de 1997.

“It would be nice to think that since I was 14, times have changed. Relationships have become more sophisticated. Females less cruel. Skins thicker. Instincts more developed”.

Ótimo me ver na tela da TV.

Em tempo: Quais as cinco melhores músicas para um sábado de Alta Fidelidade?

Clique na imagem e ouça as músicas que acompanham bem um dia de Alta Fidelidade

play-musicasdavida-playlist

Todo Mundo Mente

A segunda frase que escolhi para falar aqui é uma que vem de dois dos meus seriados preferidos: House e CSI. Guardadas as devidas proporções e dando um desconto para alguns momentos nos quais a psicologia de botequim impera, nada mais verdadeiro que isso: TODO MUNDO MENTE.

As pessoas mentem, as evidências não. Pode ser uma mentirinha inofensiva ou apenas negar que fez sexo com um desconhecido no elevador do trabalho ou no banheiro do avião. Não importa, o que interessa é que as pessoas nunca falam a verdade (muitas vezes nem mesmo para si).

Não é difícil ver alguém alegre que esteja chorando por dentro, alguém que ri de tudo para disfarçar o desespero (dá-lhe Frejat); alguém que distribui o que não interessa, para manter para si o que realmente importa.

As verdades nunca estão na nossa frente e quem não acredita pode perder algum tempo assistindo House (Universal Channel e Record). O médico kanalha e que fala as verdades de maneira crua pode acabar revelando muito de você.