Arquivo da tag: Séries de TV

Morre Gerry Anderson, o criador dos Thunderbirds

Thunderbird II Já postei aqui que a série de TV Thunderbirds é uma das minhas mais fortes memórias de infância. Hoje, fui surpreendido com a morte do seu criador – e de vários outros programas produzidos com o sistema Supermarionation, como Capitão Escarlate, Joe 90 e Stingray, todas exibidas pela extinta TV Tupi.

Thunderbirds tinha uma história original e um tema musical de primeira qualidade. Apesar de ter sido exibida por apenas dois anos (1965 e 1966) a equipe do Resgate Internacional marcou época e fez com que Gerry se tornasse consultor de efeitos especiais em várias aventuras do mais famoso agente britânico de todos os tempos: James Bond, o 007.

Por sua criatividade, Anderson chegou a ser condecorado pela rainha com uma medalha de MBE (Membro do Império Britânico), honraria concedida também aos Beatles nos anos 60.

Fechando um ano que ceifou várias personalidades e talentos, 2012 termina com mais um grande nome nos deixando.

R.I.P. Gerry Anderson.


Anúncios

R.I.P. Major Anthony Nelson, aka Larry Hagman, aka J.R. Ewing

O cara não era novo (81 anos) e passou de um astronauta trapalhão com sua gênia deliciosa para um grande vilão. Larry Hagman teve uma vida atribulada e lutava contra um câncer e uma cirrose. Pode até ser que os mais novos lembrem dele na nova versão de Dallas, mas foi ao lado de Barbara Eden e Bill Daily que ele se eternizou, nos fazendo rir com as confusões de Jeannie é um Gênio!

R.I.P.

 

 

 

Paul McCartney fazendo comédia

Quem já viu algum dos filmes dos Beatles ou o longa Give My Regards to Broad Street, sabe que se há uma coisa que Paul McCartney não sabe fazer é atuar. Suas aparições no programa Saturday Night Live são sempre um tanto constrangedoras, mas ele continua tentando. Tenta tanto, que no dia 27 de abril fez uma rápida e inesperada aparição na gravação da série 30 Rock e, pasmem, mandou bem.

Vejam como foi.

House é cancelado

É, vai acabar. O seriado que nos trouxe o médico mais brilhante, rabugento e mal-humorado de todos os tempos acaba ao fim desta oitava temporada. Parece que, ao contrário do que aconteceu com CSI, os produtores e roteiristas de House não conseguiram encontrar uma saída para as mudanças necessárias após muitas temporadas. O romance de House e Cuddy e a saída da personagem do seriado foram mortais para a sua audiência (que ainda é muito boa, mas já está longe de ser o líder absoluto que já foi).

Há a promessa de que vai haver um fim coerente para a história e é uma pena que provavelmente não tenhamos a volta de alguns personagens que foram importantes para o sucesso do show.

O F(r)ases da Vida fica um pouco órfão, já que várias frases do médico foram usadas por aqui, mas fará o possível para que o seu legado jamais seja esquecido.

Foi difícil acreditar e digerir a notícia, o que provavelmente fará esse post ter pouquíssimos acessos, mas…. é bom poder escrever sobre o que queremos, não é mesmo?

A estreia da nova temporada de Two and a Half Men sem Charlie Sheen: Faltou roteiro e química

A estreia da nova temporada do seriado Two and a Half Men, na noite desta segunda-feira, 19/09, (nos EUA), bateu todos os recordes de audiência do programa em suas oito temporadas anteriores – foram 27,7 milhões de espectadores no país -, mas revelou problemas que produtores e roteiristas precisarão consertar para garantir algum futuro ao show.

Para quem não lembra, o astro da série, Charlie Sheen, foi demitido após ofender produtores e o autor do programa. Com isso, a nona temporada foi adiada até que Ashton Kutcher fosse contratado como seu substituto. Porém, havia a dúvida de como os roteiristas tratariam o fim de Charlie Harper.

 Só leia se quiser saber como foi o episódio de estreia

O episódio de estreia começa com o funeral de Charlie, onde está sua família, Berta e várias de suas namoradas ao longo da trama. Infelizmente, a necessidade de explicar a morte de Charlie – que morreu atropelado por um trem do metrô de Paris, onde estava com Rose (sua vizinha louca) -, as piadas sobre sua personalidade promíscua e algumas críticas veladas de produtores e roteiristas acabaram se perdendo na obrigação de colocar todos esses elementos nos 30 minutos do programa.

A aparição de Kutcher, a pouca química entre o novato e os velhos personagens e a improvável solução encontrada para fazer com que ele entre para a família Harper, não ajudaram e tudo ficou parecendo mais raso e pueril do que na época de Sheen.

Imaginar que Allan (interpretado pelo ótimo Jon Cryer) iria convidar alguém para beber algo e pegar mulheres em um bar é indecente. Primeiro porque ele é pão-duro, segundo porque ele não tem charme. Além disso, a decisão de dizer que a casa de Malibu onde vivem terá que ser vendida por causa das dívidas de Charlie, também soou pouco criativa.

O episódio, que ainda vai ter uma segunda parte, termina com o personagem de Kutcher (Walden Schmidt), que apareceu do nada após uma tentativa de suicídio, dorme com duas mulheres e, nu, diz que gostou da casa e vai comprá-la.

Produtores aguardam agora como será a reação do público após a estreia. Por enquanto tudo continua um mistério.

Assista um trecho do episódio de estreia da nona temporada.

 

Veja a nova abertura e os trailers da temporada 9 de Two and a Half Men

Charlie Sheen anuncia nova série

A morte de Charlie Harper em Two and a Half Men

Começaram a surgir informações mais concretas de como deve ser a morte de Charlie Harper (personagem de Charlie Sheen) em Two and a Half Men. Pelo jeito o beberrão vai morrer atropelado por um trem do metrô de Paris, após se casar com a louca Rose.

Ainda circulam outras versões, mas esta parece ser a mais verossímil (no universo da série, claro). As cenas do funeral de Charlie foram gravadas no último dia 5 de agosto. A estreia acontece em setembro!

Leia mais em  Charlie Sheen anuncia nova série e Charlie Sheen é demitido e Two and a Half Men deve mesmo acabar


Charlie Sheen anuncia nova série

Tudo bem que ainda falta um canal para transmitir o novo programa, mas Charlie Sheen parece estar apostando na popularidade do seu xará Charlie Harper. Leia abaixo a notícia do O Globo e também outras notícias sobre Two and a Half Men nos links abaixo.

Charlie Sheen é demitido e Two and a Half Men deve mesmo acabar
Charlie Sheen é vaiado em estreia de teatro nos EUA
Ashton Kutcher substituirá Charlie Sheen em Two and A Half Men

Charlie Sheen anuncia nova série

Depois de muita especulação e polêmicas, Charlie Sheen finalmente anunciou como será sua nova série, nesta segunda-feira. O programa, que ainda não foi comprado por nenhuma emissora, vai ser uma comédia com base no filme “Tratamento de choque” (“Anger management”), de 2003. Sheen interpretará o papel que era de Jack Nicholson, um psiquiatra com problemas temperamentais, responsável por liderar um grupo que busca uma maneira de “lidar com a raiva”.

“Eu escolhi a série porque será um desafio interpretar um homem com sérios problemas para controlar sua raiva. Acho que é um grande tema. Além disso, terei autonomia no programa para ter ideias e é uma chance de voltar ao mercado com um dos meus produtores de filme favorito, Joe Roth”, disse o ator.

Mas a proposta não foi aceita por acaso e beneficia o ex-Charlie Harper em muitos quesitos.

“Analisamos muitas ofertas para Charlie desde que ele saiu de ‘Two and a half men’, mas nenhuma foi tão criativa e rentável quanto essa”, disse o empresário do ator.

É a quinta vez que acontece uma parceria entre Sheen e Roth, que já fizeram juntos “Major league”, “Os jovens pistoleiros” e “Os três mosqueteiros”.

“Não existe ninguém melhor que Charlie Sheen para estar em ‘Tratamento de choque’. Com o talento inacreditável de Charlie e sua habilidade para comédia, ele segue como o principal personagem de sitcoms. Estou ansioso para voltar a colaborar com ele”, disse Roth.

Pelo jeito, Charlie Sheen não volta mesmo para Two and a Half Men

A CBS – produtora do seriado Two and a Half Men – parece que vai mesmo fechar as portas para uma possível volta de Charlie Sheen no papel de Charlie Harper. O primeiro script analisado pelos produtores começa com o anúncio de que o personagem teria morrido em um acidente de carro.

A explicação para a continuidade dos outros personagens seria o testamento de Charlie, no qual ele colocaria a casa de praia a venda com a condição de que o comprador mantivesse seu irmão, o sobrinho e Berta – a empregada – em seus lugares.

Ashton Kutcher deve mesmo ser o novo dono da casa e protagonista do programa. Se vai dar certo, ninguém sabe.

Vale lembrar que todas essas informações são extra-oficiais e quem os criadores nem os membros do elenco deram declarações sobre os futuros roteiros.

R.I.P. Peter Falk – O Columbo

Morreu esta semana o intérprete de um dos personagens mais marcantes da TV em todos os tempos: Peter Falk – o detetive Columbo. Columbo era aquele investigador pentelho, que se fazia de bobo e enchia o saco do suspeito até que esse se entregasse. O seriado é uma obra prime e Falk nunca conseguiu se livrar do personagem, embora tenha tido uma longa carreira no cinema e TV.

Uma grande perda para o mundo do entretenimento. Abaixo, a nota publicada no jornal O Globo.

O ator Peter Falk, o detetive da série de TV “Columbo”, morreu na noite desta quinta-feira em Beverly Hills, aos 83 anos. Segundo sua filha Catherine Falk, ele sofria de mal de Alzheimer desde 2008.

“Columbo” estreou na televisão em 1971, na sessão de filmes de mistério aos domingos do canal NBC “Sunday Mystery Movie”. Seu personagem se tornou tão popular, que ofuscou os dois concorrentes ao programa: “McCloud” e “McMillan and wife”.

Falk ainda fez produções, como “O espanta tubarões”, “The Alfred Hitchcock Hour” e “Um casamento de alto risco”.

Ashton Kutcher substituirá Charlie Sheen em Two and A Half Men

Pelo jeito a CBS enlouqueceu de vez. Pode até ser que funcione (eu duvido), mas, depois de demitir Charlie Sheen a rede de TV contratou Ashton Kutcher para substituílo em Two and a Half Men (leia mais aqui).

Quem aposta no sucesso da nova série? As grevações da nova temporada começam ainda este ano.

Mais boatos sobre Two and a Half Men: Charlie Sheen negocia sua volta

Como não podria deixar de ser, não são poucos os boatos envolvento o possível fim de Two and a Half Men. Conforme já postei aqui, Charlie Sheen acabou sendo demitido e o futuro da serie parecia mesmo ser o fim definitivo. Porém, o jornalista Jeff Rossen, da NBC, afirma que o astro estaria negociando seu retorno. Muito por conta do pequeno salário de quase US$ 2 milhões por episódio, muito por conta da possibilidade de Charlie estrelar um talk show em outro canal – o que teria deixado os executivos da CBS nervosos.

Por enquanto são apenas boatos, mas eles vêm vindo fortes.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

House perde Cuddy e volta às drogas?

A 7ª temporada de House está estranha. Muito romance, House feliz, Cuddy feliz, Wilson em segundo plano, casos menos interessantes e uma nova mulher na equipe que, pelo menos a mim, não cativou.

Agora, que o fim da temporada se aproxima, uma reviravolta pode salvar os rumos da trama, que parecia meio perdida. Cuddy termina com House, que volta às drogas. O episódio Get Happy – o 15º desse 7º ano – foi uma viagem lisérgica pelos medos dos dois personagens principais. No fim, Cuddy termina o romance com House, que volta ao vício.

O que vai acontecer no próximo capítulo, não sei. Imagino que os roteiristas tentem nos surpreender novamente e trazer de volta o velho rabugento que amamos.

Tomara!

Hugh Laurie e seu disco de blues – o 1º single

Como já havia informado aqui no blog, Hugh Laurie, o House da TV, vai lançar um CD de blues. O assunto andava meio esquecido e até mesmo a série andava estranha. Agora, parece que a coisa vai. O dublê de ator e músico divulgou 30 segundos do que deve ser o seu 1º single: You Don’t Know My Mind.

Ouça e tire suas conclusões sobre os dotes musicais do médico cínico e sarcástico.

PS: O disco, que se chama Let Them Talk,  sai em maio.

Charlie Sheen é demitido e Two and a Half Men deve mesmo acabar

Atualização em 13/09/2011 – Veja a nova abertura e os trailers da temporada 9 de Two and a Half Men

Atualização em 19/07/2011 – Charlie Sheen anuncia nova série

Quem acompanhou os tweets de Charlie Sheen (que em poucos dias ultrapassou a marca de 2 milhões de seguidores) já esperava por essa notícia: A Warner Bros demitiu ontem o ator, astro da série Two and a Half Men, que deve mesmo acabar.

Sheen, famoso por suas noitadas regadas a drogas, álcool, rock’n’roll e vídeos de luta livre, já apresentava sinais de deterioração nos últimos episódios da série. Voz rouca, olhar meio perdido, entradas de calvície e pouca mobilidade.

Nem mesmo as várias visitas a centros de desintoxicação parecem ter feito efeito. Charlie vinha xingando produtores e diretores do seriado e da Warner, num comportamento totalmente egocêntrico. Tudo bem que o seu salário estava em US$ 1,7 milhão por episódio e ele até podia se sentir um pouco Deus, mas seus colegas de elenco devem estar querendo a sua cabeça em um prato ensanguentado, assim como muitos fãs da série.

O comunicado da demissão dizia:

– Depois de muita reflexão, a Warner Bros dispensou imediatamente os serviços de Charlie Sheen no seriado Two and a Half Men.

R.I.P. Two and a Half Men

Update: Leia os novos boatos sobre Two and a Half Men

https://frasesdavida.wordpress.com/2011/09/13/esta-chegando-a-hora-do-novo-two-and-half-men/

Two and a Half Men sobe no telhado e pode acabar

Pelo jeito os problemas com álcool e drogas de Charlie Sheen – o Charlie de Two and a Half Men – colocam em risco não apenas a vida do ator, como a vida de uma das melhores séries da TV. Segundo o site TMZ, a CBS e a Warner Bros decidiram não manter a produção para este ano, depois de que Charlie disse que o produtor Chuck Lorre era um palhaço e que poderia “beber sua urina para comprovar que ele não é viciado em álcool“.

Ainda não está definido se essa suspensão é definitiva ou temporária, mas a coisa não anda boa.

Sony Entertainment Television exibe seriados na web

O canal Sony abriu no seu portal os primeiros episódios da atual temporada de suas séries do horário nobre, numa iniciativa denominada “Primetime all the time” – ou horário nobre toda hora. Assim, 9 episódios da última temporada de Grey’s Anatomy, Desperate Housewives (8 episódios), Cougar Town, Private Practice, além das novas séries No Ordinary Family e Call Me Fitz, poderão ser assistidas na internet, com o mesmo formato da TV, ou seja, com legendas.

A partir de fevereiro, começam no canal de TV por assinatura as novas temporadas de cada seriado. A iniciativa tem a ver com a nova gestão do canal no Brasil. Desde o final de 2010, Alberto Niccoli Jr. é vice-presidente sênior e gerente geral da Sony Pictures Television no Brasil.

As informações são do Meio & Mensagem

House – 7ª Temporada – Episódio 3

A nova temporada de House segue no clima do romance entre o médico rabugento e Cuddy. Já estamos no terceiro episódio e tudo corre bem. As histórias continuam boas e a substituta de 13 deve aparecer na próxima semana.

Por enquanto o casal tenta descobrir algo em comum e acaba percebendo que não ter nada em comum pode ser muito bom!

Ainda dá para melhorar, mas a temporada parece que vai ter menos altos e baixos que a passada. Keep tune to this station!

E House começa em clima de romance (Temporada 7)

Ao contrário das últimas temporadas de House, a 7a temporada começou sem um grande drama ou um episódio grandioso. Now What?, que foi ao ar nos Estados Unidos na última segunda-feira (20 de setembro de 2010), teve um clima muito mais romântico que qualquer outro momento da série. Tivemos House e Cuddy fazendo sexo (mais de uma vez), demonstrações de carinho explícito e doses bem menores de humor e mistérios médicos.

Na verdade, Now What? Foi um pequeno nariz de cera para o que realmente deverá ser o início da temporada, que acontecerá quando todos souberem do romance entre o médico louco e a administradora do hospital. A próxima segunda promete.

Muitos fãs se mostraram preocupados que esse romance possa significar o início do fim do programa. Não creio. House é daquelas séries que ainda demonstra fôlego para mais algumas temporadas. Não creio que deixemos de ver House e sua equipe após essa ou a próxima temporadas.

Mas, como tudo tem seu lado ruim, houve a saída de 13 – que está filmando um longa e deve aparecer apenas em alguns episódios desta temporada. A jovem e bela médica fará falta ao elenco, apesar dos vários rumores sobre novos acréscimos ao cast durante o ano.

Quem ainda não viu o episódio que abriu a nova fase de House e não tem paciência para esperar que o Universal comece a transmitir os novos programas, pode procurar na rede por algum torrent. É fácil de achar e totalmente indolor.

House’n’Blues – Hugh Laurie vai lançar CD de Blues

Não bastasse destilar seu mal-humor nos episódios de House, Hugh Laurie, que vez e outra mostra seus dotes musicais na série e em uma banda montada apenas om astros de seriados da TV, resolveu que vai se dedicar também ao cenário musical.

Aproveitando a fama (e um pouco do seu talento) Hugh assinou com a Warner para gravar um CD de blues! O disco, que ainda não tem título, mas deve ser lançado ainda este ano, promete. Nele, Hugh Laurie vai tocar guitarra, violão e piano.

– Estou excitado com essa oportunidade. Sei que muitos atores que entraram no meio musical se deram mal, mas prometo que no meu caso ninguém sairá ferido. Estou emocionado de trabalhar com o produtor Joe Henry, que produziu alguns de meus discos favoritos.

Recentemente, Laurie participou, tocando piano, do álbum Hang Cool Teddy Bear, do roqueiro americano Meat Loaf, lançado em maio.

Com informações da Reuters, Warner e R7.

O Fim da 6ª Temporada de House


Ainda não sei como foram os índices de audiência do episódio final da 6ª temporada de House (chamado Help Me), apenas que a Fox confirmou mais uma temporada do programa. Este 6º ano foi estranho. Começou com um House internado e histórias que ficaram abaixo do padrão do show. Depois, engrenou e deu espaço para que Cuddy e Wilson tivessem seus momentos de brilho como protagonistas. Um desempenho irregular dos roteiros, que contou até mesmo com um deles escrito para que Hugh Laurie pudesse fazer seu debut na direção.

Help Me foi brilhante. Com certeza o House mais humano, arrasado e frágil de todos os shows que foram ao ar até hoje. Lidando com situações difíceis, declarações dolorosas feitas na sua cara, ficando enclausurado e com uma solidão que nunca antes pareceu incomodar tanto. Não, não vou contar muito sobre o episódio, até porque nem sei quando será exibido no Brasil, mas garanto, é imperdível.

Provavelmente o 7º ano vai ser de arrepiar e (espero) não seja o início do fim das histórias do Dr. Mau-Humor. Uma nova vida está começando e muita coisa boa deve acontecer com ele, 13 e o resto da equipe.

Se o ano foi de histórias irregulares, só esse final já vale a compra da caixa da 6ª temporada. Aproveitem o spoiler.