Arquivo da categoria: Informática

SimCity em nova versão ‘turbinada’

Seria um sinal (sei lá de que) que o primeiro game desa volta seja um dos primeiros que joguei na minha vida?

simcity4_ss4Um dos maiores sucessos de todos os tempos volta em uma versão remodelada e revista. SimCity, o simulador onde você se torna o prefeito de uma cidade e precisa fazê-la crescer, prosperar e até mesmo superar ondas de crimes e desastres naturais, muitas vezes controlados pelo próprio jogador.

As novas versões – Edição Digital de Luxo (R$ 139,90) e a Edição Limitada (R$ 99,90) – lançadas pela Maxis e Eletronic Arts, prometem mais interatividade, jogos multiplay e a possibilidade de salvar suas cidades na nuvem, permitindo que sejam carregadas e jogadas em qualquer lugar.

O único porém é que para rodar o novo SimCity é preciso – como quase todos os games – uma máquina “parruda”, com, no mínimo, um processador AMD Athlon 64 X2 Dual-Core 4000+ ou Intel Core 2 Duo 2.0 GHz, Windows XP / Vista / 7, 2GB de RAM , 10 GB de espaço livre em disco e uma placa de vídeo ATI Radeon HD 2×00 ou superior.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense

Anúncios

Cantinho wi-fi do Rio

Bar Urca por do solO Rio de Janeiro é uma cidade maravilhosa. Belíssima! Quem mora na cidade e não tem medo de explorar, sabe que da Zona Norte até a Zona Sul, passando até mesmo pela região chamada Barra da Tijuca, há vários cantinhos que merecem nossa reverência.

Quem já parou para reparar na beleza das calçadas musicais de Vila Isabel, na atmosfera de pequena vila européia de Santa Teresa ou na vista incomparável do Cristo Redentor, sabe que é muito difícil resistir aos encantos dessa cidade.

Bar Urca muro ICada carioca tem seus cantinhos preferidos. Alguns dos meus são a Pista Cláudio Coutinho e o Bar Urca e a sua mureta. Um dos melhores restaurante do Rio, um dos mais belos pôr-do-sol do mundo e algumas das cervejas mais geladas do país juntos no mesmo lugar. Só o balé dos garçons atravessando a rua com bandejas, garrafas e petiscos (servidos na mureta da..praia) já vale a ida.

Segundo um release recebido recentemente: quem desejar, entre uma cerveja gelada e um petisco, navegar pela rede mundial de computadores enquanto aproveita a brisa e a vista à margem da Baía de Guanabara. Basta pedir uma senha de acesso, gratuita, no balcão do bar e ligar seu notebook.

Não sei se a pedida é boa ou não. Acho que continuarei apenas na cervejinha.

As pessoas não sabem o que querem até você mostrar a elas

Foram anos apostando no fim da Apple – a dos computadores e não a dos Beatles. Era um tempo quando apenas diagramadores e afins usavam seus computadores (caros e com pouco apelo, apesar de mais confiáveis). Mas, tudo mudou e hoje não é possível pensar no mundo sem ela.

A empresa mudou seus rumos após uma série de bons lançamentos, que culminaram no iPod e sua entrada no mundo da música (que rendeu mais uns bons dólares para a Apple original, a dos Beatles). A virada é mais uma prova de que seu mentor, o ex-sócio de Bill ‘Microsoft’ Gates, Steve Jobs é, no mínimo, um homem de muita visão.

Este texto era para falar da ótima frase do título desde post, mas depois de ver um documentário sobre a Pixar (produtora de filmes como Toy Sory e Monstros & Cia) fica difícil falar sobre uma frase de alguém tão genial quanto Jobs sem falar do próprio. O cara é um dos poucos que admito que chamem de guru ou visionário.

As pessoas não sabem o que querem até você mostrar a elas é uma daquelas frases que podem mudar vidas. Na verdade, mudou a vida de milhões de pessoas no planeta. Para mudar basta estar aberto e ter humildade para aceitar idéias de gente mais competente que você.

Em tempo: não uso Macs, não tenho iPhone ou iPod e nem tenho o que mostrar para ninguém. Isso faz muito mal para a minha conta bancária.

Mais uma da série ‘Enganadores sem Noção’

twitter.fedupOutro dia comentei no Twitter que a quantidade de pessoas burras que cita pseudos gurus da informática e redes sociais para parecerem entendidaa, mas não consegue formular três pensamentos sobre as coisas que cita, é incrível. 

Se há uma coisa que você aprende escrevendo e trabalhando com tecnologia é exatamente que o que importa é o hoje e que ninguém sabe demais sobre algo. Mas, quem geralmente sabe muito pouco, costuma endeusar muitos, especialmente de fora do país e sempre dando um jeito de não precisar se aprofundar nos assuntos. Normalmente fazem perguntas para que os outros possam responder suas duvidas. 

Cerca de seis anos atrás um executivo (sim, vamos chamá-lo assim) chegou a apresentar um plano que iria revolucionar e viabilizar um grande site, apesar das experiências mal sucedidas de algumas outras empresas em um passado, então, recente. Para encurtar o papo, o tal programa só foi implantado cinco anos depois de sua apresentação e o tal executivo nem estava mais na empresa. Conheço gente que ainda elogia a sua percepção de futuro. Eu o considero um idiota que chupou dinheiro e fez a empresa perder cinco anos em reformulações que nunca funcionaram. 

Algo parecido acontece com as tais redes sociais. Há muitos visionários, que sempre perguntam “Você sabe como tirar proveito das redes sociais? Sabe o que é Web 2.0?”

Fuja desse tipo de gente. Normalmente são inseguros e não aceitam que se mostre algum tipo de superioridade sobre eles (o que é quase impossível de não fazer). Faça de tudo para esconder a total falta de respeito, mas não se deixe nunca enganar ou cair na mediocridade. 

Ia terminar esse texto quando Gustavo de Almeida solta a pérola abaixo no Twitter. Irresistível. 

Tal e qual Nelson Rodrigues, eu sinto inveja do caráter eterno da burrice. E não me canso de espantar com sua capacidade de permanecer.

Brigando com a tecnologia

homem-x-computadorForam três dias de um embate feroz e desigual. Homem x máquina, cérebro artificial x neurônios. Claro que a máquina venceu as batalhas, mas está prestes a perder a guerra. Computador novo é assim: Deixa a gente sem Internet, sem processador de textos, sem música e sem paciência.

É buscar drivers, configurar periféricos, reinstalar softwares e resgatar arquivos. Tudo com um tempo do qual não dispomos mais.

Bem, foram dias sem atualizar este blog e a minha vida. Agora é ligar o turbo e ir em frente. Me aturem!

Netbooks: Os notebooks ‘mirins’

Depois que a minha mais assídua leitora pediu, reproduzo a matéria sobre o teste que fiz com dois mininoteboks (sei lá como ficou a grafia disso), em novembro de 2008 no Dia Online.

Positivo Mobo 1080 e Asus Eee 701 aliam portabilidade e desempenho

Fernando de Oliveira

mobo1Rio – Enquanto os desktops crescem, os notebooks parecem seguir caminho oposto.  Equipamentos com configurações robustas e dimensões pequenas vêm ganhando terreno. Positivo e a Asus lançaram modelos que possuem bom poder de processamento e são fáceis de transportar.Com apenas 26 cm de largura, 18 cm de comprimento e 3,2 cm de altura, o Mobo M1080 (Positivo) tem quase tudo o que um usuário comum precisa (falta um drive de CD/DVD, que custa aproximadamente uns R$ 200). O portátil já vem com Windows XP, webcam, leitor de cartões e microfone, e está pronto para acessar redes sem fi o, além de contar com seus 120MB de HD e 1 GB de memória RAM.

A tela (10 polegadas) garante boa leitura e visualização de imagens e o teclado é confortável. A bateria dura mais de quatro horas e seu tempo de recarga é curto (menos de uma hora).

Em todos os testes o Mobo se saiu muito bem, mostrando estar pronto para downloads pesados, reprodução de vídeos, tratamento de fotos. Ligado a um provedor de banda larga (a Vivo oferece modem 3G sem custos e com planos promocionais), o laptop não criou problemas e deixou boa impressão.

asus1O EeePC 701 da Asus é ainda menor. Por uma parceria entre Asus e TIM, o já sai da loja com minimodem USB e acesso sem fio à web. Além disso, o pequenino da Asus também conta com câmera de vídeo e microfone embutidos. Assim como o modelo da Asus, nada de drive de CD ou DVD.

A tela de 7” é suficiente. O acesso a internet funcionou perfeitamente, mas é preciso tomar alguns cuidados. Lembre-se de que é preciso checar a cobertura da TIM. Não é raro uma rua ou casa ter pontos de sombra. Também não esqueça de que um pacote ilimitado de acesso (1 MB) sai por R$ 99, o que pode não ser interessante para quem já tem banda larga e não pretende viajar com o mini-notebook. Para evitar problemas, é melhor optar pela compra pela Internet, que permite que o comprador possa testar o produto por até 7
dias e devolvê-lo.

asus2Pontos positivos do mini-notebook (ou netbook) da Asus são as dimensões, seu teclado (que apesar do tamanho é confortável) e a facilidade de já vir com acesso a internet por um preço convidativo. Pesando menos de 1 kg, o EeePC 701 tem HD de 4GB, memória de 1GB e vem com o XP instalado. Sua bateria dura pouco mais de 3h, demorando quase esse tempo para recarregar.

BOM

– Chip Atom, HD de 120GB e teclado confortável.
– O Eee vendido pela TIM por R$ 955 tem boa relação custo e benefício

FRACO
– O preço de cerca de R$ 1.600 equivale a um notebook
– Bateria do Eee dura cerca de 3 horas e demora a carregar

Pensando em tecnologia e Internet

pcnovoEntre todas as minhas atividades, a única que sempre fiz questão de deixar de fora desse blog é a informática. Como esse espaço nunca foi pensado como um local para falar sobre as coisas que acontecem na minha vidinha mais ou menos (título roubado de um outro blog), mantive esse tópico longe, mas, após um dia no qual compro um computador novo, termino um texto sobre o teste de um notebook e tenho uma conversa sobre redes sociais, o assunto se torna obrigatório.

Fui perguntado se estou em alguma das redes sociais e respondi que achava que estava em todas. Na verdade, twitter1quase todas. Apesar de ter login no Twitter, Orkut, Unyk, hi5, Plaxo e outros, falta o My Space, que julgo ser melhor utilizado por artistas e músicos. Na verdade, são muitas opções, muitos objetivos e pouca criatividade na utilização.

Também fui perguntado sobre meu sonho de consumo. Na verdade, são vários. Hoje acho que seria trabalhar em algo que gosto (e gosto do que faço, assim como gosto de outras funções), ganhando o que acho que mereço e recebendo o reconhecimento devido. Nada muito difícil :p

Informática é uma doença, Internet um vício e trabalhar com o que gosta, imprescindível.