Arquivo da tag: Stanley Jordan

Stanley Jordan se apresenta no Teatro Municipal de Niterói

Foto: Joe Mabel

Um dos músicos mais consagrados da música mundial, o guitarrista Stanley Jordan, vai se apresentar em um palco nobre: o Teatro Municipal de Niterói, na próxima sexta-feira (8/5). Dono de uma técnica virtuosa (tapping), Jordan é apaixonado pelo Brasil, sua música e seu público.

– Fico muito feliz toda vez que venho ao Brasil, país que tem uma musicalidade única e onde o público é aberto para todo tipo de ritmo e experimentações – disse o músico em 2010, durante uma de suas várias passagens pelo país.

São mais de 200 shows em palcos tupiniquins e, dessa vez, Jordan vem acompanhado de dois músicos de muito respeito: Ivan “Mamão” Conti, baterista do lendário grupo Azymuth, e Dudu Lima no baixo. O repertório inclui clássicos da carreira de Jordan, como releituras de músicas dos Beatles, Mozart e Led Zeppelin, além de canções da nossa MPB.

Com uma discografia rica – desde a estreia com Touch Sensitive (1982), até o mais recente Duets (2015) – Jordan construiu um repertório admirado tanto pelo público quanto pela crítica, passando por vários ritmos, como o jazz, rock e bossa nova.

Serviço

Stanley Jordan Jazz trio
Local: Teatro Municipal de Niterói – Rua XV de Novembro, 35, Centro – Tel.: 2620-1624
Data: 8 de junho (sexta-feira)
Hora: 20 horas
Censura: Livre
Ingresso: R$ 120,00 (inteira) e R$ 60,00 (estudantes, maiores de 60 anos, menores de 21 anos e pessoas com deficiência).

Uma versão deste texto foi publicada na Revista Ambrosia.

Anúncios

Rio das Ostras Jazz & Blues Festival – 3/6/10 (Parte II)

Mas o grande recheio de bolo da noite era mesmo a apresentação de Armandinho e Stanley Jordan. O baiano entrou primeiro no palco e colocou todos os muitos que estavam lá pouco depois de 1h, para dançar. Teve Aquarela do Brasil e tudo o que poderia animar um trio elétrico. Já bem na madrugada Stanley Jordan entrou no palco e dividiu uma bela versão de Eleanor Rigby com o baiano. Depois de desfilar sua técnica única, que faz com que toque guitarra como se fosse um piano, Jordan, já dono absoluto da platéia, trouxe novamente Armandinho para encerrar a noite com um belo tributo a Jimmy Hendrix, numa versão jazzbaiana de Little Wing. O duelo da guitarra do americano com o bandolim e a guitarra baiana de Armandinho hipnoitizaram. Difícil não soltar um sorriso ao ver boa música tocada por bons músicos. Melhor ainda poder ver a cumplicidade de olhares, mesmo quando há a barreira da língua.

O fim da noite de quinta aconteceu quando já era quase manhã de sexta. Todos (artistas, produção e jornalistas) deixaram o palco da Costa Azul cansados, mas com aquela vontade de que tudo começasse novamente logo. E a sexta já estava logo ali. Ron Carter, Russell Malone, Joey Calderazzo, Michael Stewart e Rio Jazz Big Band & Taryn.

Fotos: Jo Nunes, Jorge Ronald e Cezar Fernandes

Vídeos: Jo Nunes