Brasil assina acordo para acabar com cobrança de roaming no Mercosul

Brasil assina acordo para acabar com cobrança de roaming no Mercosul

17/07/2019 0 Por Débora Thomé

Grande vilã para alguns usuário, a cobrança de roaming internacional entre países pertencentes ao Mercosul poderá estar com os dias contados

Parece que, em breve, ficará mais fácil e barato se conectar à internet pelo celular em viagens ao exterior. Pelo menos nos países vizinhos, pertencentes ao cone sul.

Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai assinaram nesta quarta-feira, 17 de julho, um acordo que prevê o fim da cobrança de roaming internacional no bloco do Mercosul.

A intenção já havia sido anunciada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), e foi confirmado durante a Cúpula do bloco econômico, que acontece em Santa Fé, na Argentina.

A medida ainda precisa ser aprovada pelo parlamento de cada país para entrar em vigor.

Congresso precisará aprovar roaming do Mercosul

A medida segue as normas da União Europeia (UE), que acabou com a cobrança de roaming internacional em junho de 2017. Na prática, o usuário paga os mesmos preços adotados pela operadora de origem, independentemente de onde estiver. Ficam incluídos os serviços de internet móvel, torpedo SMS e ligações telefônicas.

. Dicas de Viagem: Fazer roaming ou comprar um chip para viagem internacional?

Segundo o jornal argentino La Nación, a ideia inicial era fazer com que a cobrança fosse encerrada gradualmente. Mas acabou decidido pôr fim à cobrança de uma só vez. A mudança teria sido acordada com as empresas de telecomunicações.

Brasil e Chile já firmaram este acordo no ano passado, mas a mudança ainda não entrou em prática. Se aprovado, não se sabe quando o fim da cobrança de roaming começará, efetivamente, a valer.

O que é roaming internacional?

O roaming internacional é o serviço prestado pelas operadoras de telefonias móveis quando o cliente está fora do seu país de origem. Resumindo, é o envio e recebimento desses dados via redes fora do serviço de área coberta por sua operadora.

Ao viajar para outro país, sua operadora “pega emprestado” o sinal da operadora local. Isso permite que seu celular funcione como se estivesse em sua própria rede. Mas ele utiliza a área de serviço da empresa telefônica local.

Essa troca de dados é possível devido a um acordo de roaming assinado entre as operadoras, onde cada uma define condições e estruturas que seus clientes usarão.

roaming-no-mercosul-blogdoferoli

Embora o serviço seja instantâneo, permitindo conectar-se a outras redes de forma automática, é necessário ter cuidado com sua utilização. Existem custos referentes ao uso, variando de acordo com o plano de dados que sua operadora definiu.

E, geralmente, esses custos são bem altos.

Alguns pacotes até oferecem o serviço de graça. Por isso, antes de embarcar para o exterior, é preciso se informar direitinho sobre seu seu plano de dados junto à sua operadora. Ou, simplesmente, contratar os serviços do Travel Mobile. Quem comprar chip pelo nosso parceiro ganha US$ 5 de crédito na primeira compra. Basta clicar no banner aqui embaixo.

Travel Mobile - chip para telefonia móvel no exterior