Arquivo da tag: Waze

Waze recebe acesso a dados de criminalidade

Foi uma tragédia, mas é um absurdo colocar a culpa da morte de uma mulher que foi alvejada por uma rajada de balas em uma rua de Niterói no aplicativo Waze. As vítimas cometeram um erro bobo – trocaram avenida por rua – e o GPS os levou para o endereço pedido, que fica no meio de uma favela (comunidade é muito politicamente correto), onde bandidos armados atiram em qualquer um que passe por lá.

Isso é um problema de segurança pública!!

As manchetes falando sobre o Waze foram um exemplo de mau jornalismo e as matérias mostrando os perigos dos aplicativos com GPS foram exemplos de desinformação e falta de apuração. Agora, autoridades do Rio resolvem dar ao Waze informações sobre criminalidade. Não seria melhor dar ao cidadão segurança para andar pelo estado ou acabar com os nomes de ruas e avenidas duplicados?

Waze IIExecutivos do Waze se encontraram nessa semana com autoridades da prefeitura e do estado do Rio de Janeiro dias após o assassinato de Regina Múrmura – ela estava no carro com o marido Francisco quando o aplicativo recomendou um caminho que passava pela comunidade do Caramujo, em Niterói. Alvejados por bala, eles fugiram do local, mas Regina foi atingida e morreu no hospital.

Di-Ann Eisnor, COO global do Waze, recebeu das autoridades uma base de dados pública com estatísticas de crimes, bem como mapas de comunidades da cidade do Rio de Janeiro e imediações. A partir das informações, a ideia é que o aplicativo seja aperfeiçoado – não se sabe, ainda, como.

Di-Ann marcou presença nesta semana no Maximídia. Durante sua apresentação, se demonstrou triste e chocada pelo que aconteceu, e afirmou que o Waze se reuniria com comunidade e autoridades para uma resposta à questão. “O Brasil nos ajudou a entender novos caminhos para o aplicativo no passado e está sendo o mesmo agora”, afirmou – referindo-se, por exemplo, ao mecanismo que evita que carros circulem por zonas de rodízio. Di-Ann argumentou também que muitas pessoas moram em comunidades e o aplicativo não pode deixar de falar sobre os caminhos aos quais elas precisam ir.

Fonte: Meio & Mensagem

Anúncios

Waze poderá vir pré-instalado em dispositivos móveis

Waze IIO Waze, aplicativo focado em informações sobre o trânsito e navegação social, passa a integrar o Google Mobile Service, permitindo que as operadoras pré-instalem o app em seus aparelhos. O objetivo da operação é fazer com que mais pessoas tenham acesso as informações disponibilizadas pelo aplicativo, assim como ampliar a quantidade de dados compartilhados na plataforma.

O aplicativo permite o compartilhamento de dados em tempo real. Em 2013, o Waze lançou o programa Cidades Conectadas, que liga os departamentos de transporte, coordenação de trânsito aos usuários, em mais de 20 cidades diferentes.

Fonte: ProXXIma

Spotify e Waze são apps essenciais para latino-americanos

Spotify IINão tenho informações suficientes para afirmar que os latino-americanos são diferentes dos moradores do hemisfério Norte, mas posso dizer que fico muito feliz que nós aqui do Sul estejamos mais ligados em música e em colaborar para que todos possam fugir das armadilhas do trânsito que aparecem no nosso dia-a-dia. Waze e Spotify são dois ótimos exemplos dessa evolução da população das grandes cidades.

O Spotify diminui em muito a quantidade de pirataria e permite que os artistas continuem ganhando dinheiro por suas criações, além de colocar ao alcance de qualquer um canções que não necessariamente seriam de fácil acesso. Já o Waze – como alguns outros apps – tratam de ajudar a população a fugir de engarrafamentos causados pelo excesso de veículos, acidentes, ou ações caça-níqueis de algum agente governamental.

Caso não tenha algum desses programas, corra e instale-os onde puder (PC, tablete, smartphone).

Waze IINove entre cada 10 latino-americanos têm ou usam com frequência um smartphone ou tablet. É o que aponta a primeira edição da pesquisa IMS Mobile en LatAm, realizada pela comScore em parceria com a Internet Media Services (IMS).

O estudo, realizado na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Peru e México, afirma que 99% dos entrevistados possuem apps instalados em seus devices. O levantamento tem o objetivo de mapear o comportamento mobile da população da América Latina e suas relações com aplicativos móveis populares, como Waze, Foursquare, Twitter, Netflix, Spotify, LinkedIn, Crackle e Swarm.

Os participantes da pesquisa afirmam que têm, em média, 18 aplicativos baixados em seus smartphones. Mais da metade (60%) das pessoas citam Twitter, LinkedIn, Spotify e Waze como apps essenciais para o dia a dia.

Fonte: ProXXIma