Ivan Lins dá roupagem nova para velhos sucessos

28/08/2010 0 Por Fernando de Oliveira

Não é incomum que um artista resolva renovar o guarda roupa musical de seus grandes sucessos, depois de décadas cantando e tocando as mesmas canções, nota após nota. Ivan Lins, um dos mais produtivos e reconhecidos artistas da MPB, também seguiu por esse caminho em alguns momentos de sua carreira.

Para a sua nova coletânea – Perfil (Som Livre) – Ivan Lins decidiu regravar suas canções mais consagradas, com arranjos mais parecidos com os que usa nos shows. O resultado é interessante, devendo agradar aos novos fãs e àqueles que conhecem as versões originais, nota por nota.

As novas versões, todas gravadas entre março e abril deste ano, têm resultados distintos. Se algumas canções, como Lembra de Mim, Dinorah, Dinorah e A Noite – com a participação especial de Jorge Vercillo – , funcionaram muito bem com esse banho de loja, Somos Todos Iguais Esta Noite (É o Circo de Novo) e Desesperar Jamais parecem carecer de energia.

No fim das contas, nas 15 faixas do CD, encontra-se o clima atual dos shows de Ivan, com as passagens instrumentais, timbre vocal e harmonias que povoam suas apresentações nos dias de hoje.

Serviço

Perfil– Ivan Lins
Gravadora: Som Livre
Preço médio: R$ 19,90

Texto também publicado no Portal R7

Lembra de Mim
Vitor Martins / Ivan Lins

Lembra de mim!
Dos beijos que escrevi
Nos muros a giz
Os mais bonitos
Continuam por lá
Documentando
Que alguém foi feliz…

Lembra de mim!
Nós dois nas ruas
Provocando os casais
Amando mais
Do que o amor é capaz
Perto daqui
Há tempos atrás…

Lembra de mim!
A gente sempre
Se casava ao luar
Depois jogava
Os nossos corpos no mar
Tão naufragados
E exaustos de amar…

Lembra de mim!
Se existe um pouco
De prazer em sofrer
Querer te ver
Talvez eu fosse capaz
Perto daqui
Ou tarde demais…

Lembra de mim!…

Lembra de mim!
A gente sempre
Se casava ao luar
Depois jogava
Os nossos corpos no mar
Tão naufragados
E exaustos de amar…

Lembra de mim!
Se existe um pouco
De prazer em sofrer
Querer te ver
Talvez eu fosse capaz
Perto daqui
Ou tarde demais…

Lembra de mim!…