Good Evening New York City – Paul McCartney ao vivo

24/11/2009 0 Por Fernando de Oliveira

Qualquer fã dos Beatles que se preza ou conhecedor de um pouco da história do rock sabe da importância do Shea Stadium. Lá, no campo de basebol do New York Mets, os Beatles fizeram um show histórico em 1965, levando mais de 40 mil pessoas para um concerto onde não podiam ouvir a banda que estava no palco, naquele que é considerado o primeiro grande show de rock da história. O estádio foi demolido em 2008 e o último concerto aconteceu em 18 de julho daquele ano. Billy Joel fez três noites de shows, sendo que em delas recebeu Paul McCartney como convidado.

Agora é a vez do Citi Field, o novo estádio dos Mets e, para a inauguração, nada melhor do que as velhas canções dos Beatles. Pensando assim, a administração convidou Paul McCartney para uma série de três concertos em julho deste ano. Os shows foram filmados e gravados e lançados (CD e DVD) como Good Envening New York City.

Nos últimos anos, além dos álbuns de estúdio, Sir Paul vem inundando o mercado com CDs e DVDs ao vivo, a maioria deles recheados de canções dos Beatles que vêm se repetindo desde a mega turnê iniciada em 1989 e que passou pelo Maracanã em abril de 1990. Good Evening New York City não é diferente. Das 33 canções do CD, apenas sete podem ser consideradas novidades. As outras já apareceram, de uma maneira ou outra, em algum lançamento do velho Macca.

Mas isso não quer dizer que o pacote seja ruim. O DVD tem uma qualidade de imagem e som absurdos e as canções novas dão um certo frescor as 2037 versões de Jet, Let it Be ou The Long and Winding Road, que encontramos nos seus discos. Canções como Mrs. Vandebilt, Highway e Sing The Changes (ambas lançadas no seu projeto paralelo chamado Firemen), além do medley A Day In The Life / Give Peace A Chance, valem o (pequeno) investimento.

Parece que Sir Paul se tocou que poderia dar um refresco para o bolso de seus fãs. A edição normal (2 CDs e 1 DVD) está sendo vendida por US$ 14 e a versão de luxo (2 CDs e 2 DVDs – com o show feito na marquise do Ed Sullivan Theater) sai por meros US$ 35.

A voz já não é a mesma, claro, mas Paul continua cantando suas canções no mesmo tom que gravou e, inteligentemente, adaptou algumas interpretações as limitações vocais de um senhor de 67 anos. No novo lançamento a mixagem não deixou muito espaço para erros e não deixa de ser interessante vê-lo cantar Helter Skelter e I’ve Got a Feeling, duas das canções mais gritadas do seu repertório, no mesmo show, em 2009.

Good Evening New York City é um daqueles lançamentos que vão agradar muito mais aos fãs ocasionais do que aos que sempre comprar (e continuarão comprando) os lançamentos de Paul McCartney.

Nota: 8,5