Amigos: esses bichos estranhos

Amigos: esses bichos estranhos

19/10/2008 17 Por Fernando de Oliveira

Dizem que melhor que fazer novos amigos é manter os antigos. Pode ser verdade, mas o que sei é que amigos são bichos estranhos. Tentam proteger você, mesmo quando não há proteção possível; evitam tomar posição, mesmo quando sabem que isso vai ser preciso e cobrado (em algum momento); e tentam mostrar coisas que nem sempre quem deveria fazê-lo tem coragem.

Amigos são sempre os primeiros a falar as verdades óbvias (que nem sempre vemos) e sempre dão um jeitinho de esconder as verdades cruéis. São aqueles que te procuram nos momentos ruins e podem deixar você quieto nos momentos felizes.

Antiguidade

Pode ser que amigos novos possibilitem novos aprendizados, novos horizontes, mas são os amigos antigos quem procuramos nos momentos de dor. Nessas horas, antiguidade é posto, sim! Antiguidade que pode levar a escolhas difíceis, rupturas, constrangimentos.

Amigos são aqueles que não somem na mesma velocidade que aparecem na sua vida, mesmo quando precisam acreditar em alguma verdade distorcida contada por um outro amigo mais antigo.

Há sempre aquele amigo mau-caráter ou nada confiável, que é seu amigo apenas porque é. Sem uma explicação lógica. Há aqueles que você precisa compreender e há os que são seus amigos sem que eles saibam.

Ainda bem que há pessoas que não são nem nunca serão suas amigas, para você gostar. Sem elas, ninguém saberia a importância desses bichos estranhos.

Amigos são poucos e são conhecidos no olhar. Alguns são encontrados ao acaso, outros perdidos pelo caminho, mas a amizade verdadeira é contagiosa e muito difícil de curar. Amizade não vê defeitos, virtudes, raça ou cor. É a perfeição do amor platônico.

Um abraço para vocês, meus amigos.
Saudades, sempre.

“Perguntei a um sábio,
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele me disse essa verdade…
O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segura.
O Amor nos dá asas,
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho,
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado,
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem com um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do seu coração”.


William Shakespeare