Lennon e eu

Um dia falo sobre o fascínio que o grupo de Liverpool tem sobre a maioria do planeta (falo sobre isso outro dia). Hoje vou só contar uma historinha. Em outubro de 1979, Paul McCartney e o então secretário geral da ONU (Kurt Waldheim) resolveram organizar um concerto para angariar fundos para o povo do Cambodja (Concerts for Kampuchea) e corriam rumores de que Paul havia convidado John Lennon para participar da maratona de shows (que duraram quatro noites e incluíram artistas como The Who, Queen, The Clash e Pretenders) e que ele teria recusado.

Uma revista brasileira fez um apelo para que os fãs escrevessem para Lennon pedindo que ele mudasse de idéia e um jovem de 14 anos, morador do Andaraí e que não falava nada de inglês resolveu escrever, enviando um cartão postal e um envelope endereçado ara a resposta do ex-Beatle. Por três meses três cartas foram enviadas e três respostas recebidas (as respostas chegaram em novembro e dezembro de 79 e abril de 1980). Depois disso, foram anos até que tivesse certeza de que havia sido mesmo Lennon o autor das respostas. Só mesmo quando Lizzie Bravo (que cantou com os Beatles na música Across the Universe) confirmou que a letra era dele e anos mais tarde quando Yoko deu uma entrevista dizendo que John adorava responder cartas de locais exóticos como o Brasil!!

Esses cartões me fizeram pagar micos homéricos, como participar do Fantástico e de especiais do GNT, e até nutrir a inveja de muitos colecionadores e pseudo entendidos em Beatles, além de sair em revistas (sobre Beatles, claro) de vários locais do mundo. Nada mal para quem recebeu o primeiro cartão quando jogava bola na frente de casa.

O mais legal é que o destino ajudou mesmo. Um dos cartões simplesmente não foi selado ou passou por qualquer máquina do Correio americano e viajou de NY ao Brasil assim mesmo. Clique nas imagens e confira.

Explicando os cartões

No primeiro, Lennon escreveu: Buenos Dias Fernando, por cima do que havia escrito (errado) em inglês. No segundo, desejou Feliz Natal na sua linguagem típica. No terceiro eu havia pedido ‘algumas letras‘ e ele me mandou o alfabeto (bela sacaneada).

Abaixo o vídeo com Paul e a Rockestra (grupinho formado por Denny Laine, Laurence Juber, David Gilmour, Hank Marvin, Pete Townshend (guitaras), Steve Holly, John Bonham, Kenney Jones (bateria), Paul McCartney, John Paul Jones (pianos), Ronnie Lane, Bruce Thomas (baixo), Gary Brooker, Linda McCartney, Tony Ashton (teclados), Speedy Acquaye, Tony Carr, Ray Cooper, Morris Pert (percussão), Howie Casey, Tony Dorsey, Steve Howard, Thaddeus Richard e Robert Plant, entre outros).

Detalhe: Na noite anterior ao show Pete Townshend perguntou se podia ir com Paul para o Hammersmith Odeon(local do show). Paul concordou e falou para Pete aparecer na sua casa (ou hotel) por volta de 7 horas. Pete apareceu, 7 da MANHÃ e ficaram bebendo até a hora do show. Reparem no estado do rapaz.

PS: Sempre fui (sou e serei) muito mais fã do Paul.

Anúncios

18 comentários em “Lennon e eu”

  1. Meu Deus! Feroli é como futebol: uma caixinha de surpresas (e que bela surpresa essa, hein?). História sensacional. Adorei.

    Beijooooo

    Curtir

  2. Putz, e como é que você tem “escondido” isso por todo esse tempo? Depois vou te pedir um autógrafo (seu mesmo, não do Lennon). Abs

    Curtir

  3. Emocionante é a palavra que me ocorre…
    Lizzie me mandou o link e foi o primeiro e-mail que abri hoje.
    Tenho certeza de que vai ser um dia bonito.
    Parabéns!!!
    Fica impossível dizer que o sonho acabou, não é?
    Abraços,
    Mick

    Curtir

  4. sempre achei essa tua história simplesmente o máximo, e nunca vou esquecer do dia que você apareceu lá em casa no começo dos anos 80 com seu amigo, esses cartões envoltos em plástico – estáva chovendo! – e a leilane e eu ficamos de queixo caido ao ver a letra do john. acho que você ainda não acreditava muito que eram de verdade, certo? é muita sorte mesmo!

    Curtir

  5. Vc e a fama, sempre, andaram juntos!
    Sucess!
    Adorei as ‘letras’, isto te impulsionou ao jornalismo.
    Na vida tudo se explica…
    Beijos, Feroli

    Curtir

  6. Parabéns, você mereceu. E olha você não pagou mico ao aparecer nos programas de TV, você mostrou a muita gente que não precisa “querer ser”, nem ter inveja, pois pela sua simplicidade e amor no seu ato de enviar os postais, você teve a resposta merecida. E isso ai, meu amigo, boa sorte e mais uma vez parabéns.

    Curtir

  7. E pensar que eu vim parar nesse blog por causa de uma receita de cebola recheada. Que história fantástica!!! Suas postagens no meu Spam valem mais que meus emails na caixa de entrada,rs. Aguardo mais histórias de Um Ogro em Paris.

    Curtir

  8. Olá Fernando,

    Já havia lido sobre a sua historia no livro de Hunter Davies, mas não sabia quem era você.
    Estavas no grupo “We Love the Beatles Forever” há tanto tempo e eu nem sabia que era você essa pessoa de sorte… ehehe
    Parabéns!
    Muito prazer em conhecê-lo! 😉

    Curtir

  9. Republicou isso em WE LOVE THE BEATLES FOREVERe comentado:
    “Uma revista brasileira fez um apelo para que os fãs escrevessem para Lennon pedindo que ele mudasse de idéia e um jovem de 14 anos, morador do Andaraí e que não falava nada de inglês resolveu escrever, enviando um cartão postal e um envelope endereçado ara a resposta do ex-Beatle. Por três meses três cartas foram enviadas e três respostas recebidas (as respostas chegaram em novembro e dezembro de 79 e abril de 1980). Depois disso, foram anos até que tivesse certeza de que havia sido mesmo Lennon o autor das respostas. Só mesmo quando Lizzie Bravo (que cantou com os Beatles na música Across the Universe) confirmou que a letra era dele e anos mais tarde quando Yoko deu uma entrevista dizendo que John adorava responder cartas de locais exóticos como o Brasil!!”

    Esta pessoa que escreveu para John Lennon e recebeu os três cartões em resposta é Fernando de Oliveira, membro do grupo no Facebook, “We Love the Beatles Forever”, e que eu acabo de conhecer…

    Curtir

  10. Bem legal como já disse antes, Fernando…. Vc acha q se John não tivesse morrido vcs estariam trocando cartões até hoje???
    Um grande abraço! Edison

    PS: Vc lembra da pergunta q fez a Paul na coletiva?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.