O novo mapa do metrô de Nova York foi feito por brasileiros

O novo mapa do metrô de Nova York foi feito por brasileiros

03/11/2020 0 Por Fernando de Oliveira

E ele é uma mão na roda para turistas e até mesmo para os nova-iorquinos. Afinal, quem já foi lá sabe que esse metrô é uma coisa de doido

Para quem é brasileiro pode ser difícil imaginar um metrô que tenha 25 linhas e mais de 400 estações, com trens expressos e paradores indo e vindo por estações e plataformas de maneira aparentemente sem lógica (algumas vezes são mesmo).

Não importa se você acha que conhece as linhas e as estações, sempre vai haver alguma mudança de horário ou estação fechada para atrapalhar a sua viagem.

Como essas mudanças são constantes e o MTA (Metropolitan Transportation Authority), que administra os transportes em NY, é um órgão eficiente, o mapa está sendo sempre atualizado.

A última atualização foi feita (de graça) pela Work & Co, que tem escritórios em Portland, Belgrado, Copenhagen, Rio e São Paulo. No projeto trabalharam vários brasileiros como os programadores Pedro Putz, Maria Clara Santana e José Fernando Caneiro, além de Felipe Memoria, um dos sócios da empresa, Karina Sirqueira e Marcela Abbade.

Chamado de “Live Subway Map” ele permite que se tracem rotas para o destino desejado e se saibam os horários (em tempo real) dos trens de todas as linhas. Isso, claro, além dos avisos de manutenção e de outros problemas.

O mapa demorou um ano e meio para ser feito e ainda está em fase beta, mas acessível para todos os que usam o metrô.

Wi-fi grátis e muitos apps para usar

Enquanto o “Live Subway Map” está disponível para computadores e navegadores de smartphones, as opções para não se perder no metrô da Grande Maçã são muitas.

Com um (bom) wi-fi disponível de maneira gratuita aos usuários do metrô (é preciso fazer um rápido cadastro e usar quantas vezes quiser), há um grande número de aplicativos que impedem que mesmo o mais inexperiente viajante não se perca no emaranhado de linhas e plataformas.

O Citimapper é uma mão na roda

Com isso, além dos aplicativos oficiais de cada metrô do mundo, os usuários podem se munir de armas como o Citimapper, que permitem escolher a melhor maneira de ir de um ponto a outro das cidades, incluindo NY.

Cinco apps que devem ser levados na sua viagem

Todo metrô tem pegadinhas

Qualquer turista precisa ter em mente que todo o metrô (principalmente os maiores, como Londres, Paris e NY) escondem pegadinhas que podem fazer perder tempo e dinheiro. Nós estamos sempre atualizando as do metrô de Londres (veja as pegadinhas destacadas nas partes I, II e III da nossa série) e dando notícias sobre os das outras “capitais do mundo”.

Portanto, repetimos que, mesmo com toda a tecnologia disponível e uma “esperteza arrogante” que acomete grande parte dos que acham que podem viajar para lugares onde nunca estiveram e fugir de roubadas (embora algumas roubadas sejam educativas), a ajuda de um especialista não deve ser dispensada nunca.

BannerROTEIROS-blogdoferoli

Aproveite esta e muitas outras dicas de viagem com os nossos roteiros personalizados. Entre em contato e encomende o seu — basta clicar no banner!

Mais sobre o “Live Subway Map”

Voltando ao metrô de Nova York e ao “Live Subway Map”, ele possui filtros que permitem ao usuário ter informações que fazem toda a diferença na hora de chegar até uma estação e viajar.

É possível ter informações sobre linhas específicas e saber quais são as estações que possuem rampas ou elevadores (funcionando).

Esses dados podem ser muito importantes para quem tem alguma dificuldade de locomoção ou não quer ficar horas caminhando debaixo da terra nos quentes corredores entre as estações.

Outro ponto positivo são os avisos sobre os trens noturnos e quais estações são atendidas por eles (até os nomes das linhas mudam, além dos horários dos trens).

Portanto, assim que possamos voltar para Nova York, vale ir dando uma estudada no “Live Subway Map”.