Rio das Ostras volta a sediar festival de jazz e blues

Festival volta ao calendário da cidade após um ano de ausência e ganha edição carioca, em setembro

Depois de um ano de ausência por conta da crise econômica que se abateu sobre o estado do Rio e seus municípios, o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival chega a sua 15ª edição, entre os dias 31 de maio e 3 de junho, no feriado de Corpus Christi. Esse ano, apesar do cenário ainda pouco favorável, o evento traz grandes nomes (nacionais e internacionais) na sua escalação de shows, inteiramente grátis.

– Ano passado não tivemos como realizar o festival, mas esse ano, mesmo com uma verba menor e quase sem nenhum patrocínio, conseguimos montar uma estrutura que faz jus ao padrão do festival. Teremos nomes como o Stanley Jordan (que se apresenta ao lado de Armandinho), a Banda Black Rio, Rosa Marya Colin, Azymuth, Big Gilson, Amaro Freitas e Leon Beal Jr., só para citar alguns – explica Stenio Mattos, criador e produtor do festival.

Grandes nomes

Desde a sua primeira edição (2003) o festival trouxe nomes de peso ao país, se consolidando como um dos principais eventos do mundo. Logo na estreia o naipe de artistas que se apresentaram nos palcos do evento (hoje, são três) trazia Nuno Mindelis, Blues Etílicos, Baseado em Blues, Yamandú Costa e Kenny Brown, só para citar alguns.

– Durante todos esses anos conseguimos trazer gente do calibre do Stanley Clark, Ron Carter, Coco Montoya, John Mayall & the Bluesbreakers, T.M. Stevens e Al Jarreau, que foi um gentleman e fez questão de vir tocar no festival, fazendo uma de suas últimas apresentações – lembra Mattos.

Além da volta do festival em Rio das Ostras, uma outra boa notícia é que o evento vai ganhar uma edição carioca, entre os dias 7 e 9 de setembro, como parte do projeto Reage Rio, embora os detalhes ainda não tenham sido divulgados.

Jovens talentos

Se grande parte do público é atraído pelos nomes conhecidos e consagrados, o Festival também é palco para que jovens talentos mostrem o seu trabalho e conquistem novos fãs. Este ano, uma das grandes apostas é o pianista Amaro Freitas. Vencedor do Prêmio MIMO Instrumental de 2016, o pernambucano promete um show autoral, baseado no seu álbum de estreia, Sangue Negro (2016), mas com algumas novidades.

 

– Pretendo mostrar canções que vão entrar no meu próximo disco, que ainda não tem data para ser lançado, mas que pode acontecer ainda este ano – revela Amaro.

Com uma técnica apurada e improvisos com toques regionais, Amaro (de apenas 26 anos) considera a apresentação na Região dos Lagos uma experiência diferente.

– Normalmente toco mais em pubs e teatros. Grandes festivais como o de Rio das Ostras permitem estar em contato direto com a massa. É um desafio, assim como é um desafio viver somente de música no Brasil – conta o músico.

Amaro se apresenta no palco principal no dia 1 de junho.

 

Confira a programação completa da 15ª edição do Rio das Ostras Jazz & Blues Festival.

Uma versão deste texto foi publicado na Revista Ambrosia.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.