Crazy Diamond – Syd Barrett e o surgimento do Pink Floyd

09/01/2014 0 Por Fernando de Oliveira

crazydiamondsydbarrettLançado no Brasil no fim do ano passo pela editora Sonora (especializada em publicações musicais) o livro Crazy Diamond – Syd Barrett e o surgimento do Pink Floyd, dos jornalistas Mike Watkinson e Pete Anderson, traça um perfil do integrante mais obscuro e cultuado do grupo, que fez fama após a sua saída.

Morto em 2006, Barrett se transformou de um jovem brilhante em uma alma atormentada e uma mente alterada pelo uso excessivo de drogas, principalmente o LSD. O legado musical de Barrett, que gravou apenas dois discos de estúdio – The Madcap laughs e Barrett (os dois de 1970) e teve uma coletânea com registros raros, Opel, lançada em 1988. Os três álbuns foram relançados em uma caixa nos anos 90 e a leitura do livro faz crescer em muito a vontade de ouvi-los.

Mas, voltando ao livro, a sua leitura é obrigatória (e um prazer) para todos os fãs da banda e os que se interessam por rock. A tradução é das melhores e o preço (por volta de R$ 28) é uma pechincha.

Peço desculpas por só escrever essa crítica agora em janeiro, mas não consegui começá-la antes de terminar de ler o livro até a última linha.

Já na lista dos melhores do ano (mesmo sendo um lançamento de 2013).

Ouça algumas músicas de Barrett na playlist do F(r)ases, no menu lateral.

Anúncios