Dunga x imprensa na véspera da estréia

14/06/2010 0 Por Fernando de Oliveira

A Seleção Brasileira começa sua caminhada na Copa da África do Sul amanhã (terça, 15/6/10) com a vantagem de ver que das 22 seleções que já jogaram até agora, apenas Alemanha e, pelo talento individual, Argentina mostraram algo.

Na última entrevista coletiva antes da estréia Dunga voltou a mostrar um rancor que beira a insanidade em relação a imprensa. Embora nas poucas vezes que tive oportunidade de estar com ele e fazer alguma pergunta ele tenha se mostrado educado e até bem humorado, fica na lembrança o discurso raivoso do Futecom e de aproximadamente 99,47% das entrevistas que dá, mesmo quando não é provocado ou quando a pergunta não tem nenhuma correlação com esse embate com os profissionais de comunicação.

Um amigo que está na África do Sul cobrindo o torneio me confirmou o que já sabia: que a insistência em ser mal educado e em fechar a Seleção em demasia, impedindo até a gravação de imagens de momentos inofensivos dos treinos, fez com que nosso técnico seja a figura mais odiada entre os jornalistas.

Mesmo assim, a grande maioria dos josnalistas vão torcer pelo Brasil, claro. Porém, caso a zebra apareça e o Brasil não vença, já está pronto um fuzilamento com perguntas nada amistosas para o nosso anão zangado. Com certeza isso só vai servir para acirrar os ânimos, piorar ainda mais o convívio e deixar o instinto assassino dos repórteres saciado. A vingança é sempre boa!

Dunga, ganhe ou perca a Copa, vai conviver com vários fantasmas. Jamais será uma figura simpática ou procurada para algo. Nem mesmo sei se será respeitado e ainda vai ter que morrer tendo a certeza de que todos vão sempre preferir a Seleção de 1982. Muito, mas MUITO mais talentosa do que a campeã em 94.

Quero mesmo é ver a coletiva após o jogo. Vai ser divertida.