Poesia tecnológica

26/09/2008 0 Por Fernando de Oliveira

Há pessoas que se sobressaem pelo talento.  André ‘Barba’ Machado é desses, que mesmo escrevendo sobre tecnologia (assunto que não dominava anos atrás) e se dividindo na gravação de seu segundo CD (de rock, claro), pode sair com um texto desses (roubado do Cadafalso II).

Quero ser assim quando crescer.

Clico em
“Desligar o amor”.
Aparece a famigerada
caixa de diálogo:
o que você deseja fazer?
“Em espera”
“Desativar”
“Reiniciar”

Faltou o botão
“Destruir para todo o sempre”.