Já tem sua ecobag? ‘Lei da sacola’ completa uma semana no RJ

Já tem sua ecobag? ‘Lei da sacola’ completa uma semana no RJ

03/07/2019 Off Por Débora Thomé

Quem vai enfrentar a fase de ‘transição’ só agora, pode comprar sua ecobag na nossa loja online. Basta clicar no banner que está no meio da matéria!

Há exatamente uma semana, entrou em vigor a Lei Estadual nº 8.006/18, de 25 de junho de 2018, que obriga os supermercados do Rio de Janeiro a oferecer sacolas confeccionadas com materiais recicláveis ou biodegradáveis aos clientes.

O projeto de lei nº 69/19, de autoria do deputado Carlos Minc, prevê o recolhimento das sacolas descartáveis dos estabelecimentos comerciais, na proporção de 40% no prazo de um ano.

A determinação passou a valer no último dia 26 de junho para grandes empresas. As pequenas e micro terão seis meses para se adaptar.

A substituição será pelas sacolas compostas por pelo menos 51% de material de fonte renovável, como o bioplástico produzido de cana-de-açúcar ou milho.

Mas o ideal é adotar uma bolsa para ir ao supermercado. As chamadas ecobags, feitas de lona ou de ráfia, ainda são a melhor e mais segura solução para realizar suas compras a partir de agora.

Banner - Ecobag

O melhor é ter uma ecobag para chamar de sua

O Estado do Rio de Janeiro consome 4 bilhões de sacolas plásticas por ano.

Para ajudar na conscientização sobre o malefício que as sacolas plásticas trazem para o meio ambiente e incentivar a mudança de hábito no consumidor, a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj) lançou a
campanha “Desplastifique Já!”.

Uma das medidas é ajudar os consumidores nessa fase de transição. Os supermercados oferecerão, gratuitamente, nos primeiros seis meses de vigor da Lei, duas sacolas feitas do material reciclável.

O presidente da Asserj, Fábio Queiróz, disse que a maioria dos supermercados vai cobrar pela sacola biodegradável “como forma de desincentivar o consumo”. Ainda segundo ele, a lei não determina a gratuidade.

As sacolas plásticas brancas convencionais foram substituídas por sacolas compostas por, no mínimo, 51% de recursos renováveis, como a cana-de-açúcar. Os distribuidores afirmam que a resistência é para 4kg, 7kg ou 10kg, de 20 a 50 idas ao supermercado.

Anúncios