Chile: um país inteiro para ver o eclipse solar de 2 de julho

Chile: um país inteiro para ver o eclipse solar de 2 de julho

28/06/2019 0 Por Débora Thomé

O Chile será o melhor lugar no mundo para observar o eclipse solar total do próximo dia 2 de julho, que tem previsão de durar quase três minutos

Quem estiver no Chile em 2 de julho deste ano poderá acompanhar um dos mais raros e belos espetáculos da astrologia. Às 16h39 nessa data, acontecerá um eclipse solar.

A região de Coquimbo, ao norte de Santiago, será o epicentro mundial do fenômeno. Nessa hora exata, a lua cobrirá totalmente o sol, transformando o dia em noite durante quase três minutos — mais especificamente, dois minutos e 36
segundos.

A boa notícia é que não são apenas os sortudos que estiverem em Coquimbo que poderão se deparar com o acontecimento. A região será a melhor para observá-lo, pois lá o eclipse será total, ocultando 100% dos raios solares que iluminam a Terra. Mas no restante do Chile o fenômeno também será observável como um eclipse solar parcial.

BannerROTEIROS-5-blogdoferoli

Aproveite esta e outras dicas de viagens nos nossos roteiros personalizados. Não são caros, vão facilitar muito a sua vida e tornar a sua viagem em uma experiência inesquecível. Entre em contato e peça o seu. É só clicar no banner

O Chile prevê a chegada de mais de 350 mil turistas ao país no período em busca de acompanhar e se maravilhar com o eclipse solar.

O que é um eclipse solar híbrido?

Poder observar a lua escondendo o sol em praticamente todo Chile é possível por se tratar de um Eclipse Solar Híbrido. O evento é tão único e raro que ocorreu pela última vez na mesma região, há 427 anos. O fenômeno se repetirá apenas daqui 146 anos, em 2165. Ou seja, é basicamente um ‘agora ou nunca’ para quem quer
apreciar o eclipse.

O termo ‘híbrido’ significa que o eclipse será visto de diferentes maneiras, total ou parcial, dependendo de onde se estiver acompanhando o fenômeno.

eclipse-solar-chile-gif-blogdoferoli

É importante ressaltar que a maioria dos eclipses solares observados da Terra são parciais. Isto é,  a sombra criada pela lua cobre apenas uma parte da luz do sol. Já o eclipse total acontece quando nosso satélite natural esconde completamente as luzes do sol.

Onde ver o eclipse solar total?

No eclipse de 2 de julho, uma faixa de 200 km de norte a sul no Chile permanecerá 100% no escuro. Particularmente, o local ideal para observação será nos vales onde nasce o Deserto do Atacama. Desde a cidade de Domeyko, no norte, até a cidade de Guanaqueros, no sul.

Observatório ALMA-Atacama-blogdoferoli

Observatório ALMA, no Deserto do Atacama (Foto: Divulgação)

Dentro desta zona, parte é da região do Atacama, mas a maioria se encontra em Coquimbo. Destacam-se duas cidades: La Higuera e Río Hurtado, ambas também em Coquimbo. Mais especificamente, as localidades e cidades onde o eclipse solar total será melhor visto são: Freirina, Vallenar e Alto del Carmen, no Atacama; e Andacollo, La Serena, Vicuña e Paihuano, no Vale do Elqui, na região de Coquimbo.

Já em Arica, no extremo norte, o eclipse ocultará 65% da luz solar, enquanto no extremo sul será de 46%. Até mesmo na Ilha de Páscoa, onde vive o povo Rapa Nui, o sol será parcialmente coberto pela lua.

Precauções para observar o eclipse

Para desfrutar do evento astronômico mais importante do ano, é necessário tomar algumas precauções mínimas para proteger sua visão. Exceto durante os breves minutos em que o sol estará 100% coberto pela lua, não é seguro olhar
diretamente para o sol.

O Vale de Elqui está localizado bem no centro da faixa de 200km. É o melhor destino para quem deseja usufruir do fenômeno. O destino conta com um dos céus mais limpos do mundo. Graças a condições específicas como altitude, clima seco e poucas partículas de poeira no ar.

Cerro Tololo-Vale del Elqui-blogdoferoli

O observatório Cerro Tololo, no Vale del Elqui (Foto: Divulgação)

Não por coincidência, nesse vale se encontram os observatórios astronômicos Gemini e o Cerro Tololo. O que pode ser uma oportunidade para os curiosos descobrirem um pouco sobre os astros durante a viagem na região.

Além de ser o palco principal do esperado fenômeno, há outras vantagens na região.  O Vale de Elqui conta com ótima infraestrutura para astroturismo. E também com excelentes opções gastronômicas com plantações de pisco e vinícolas.