Boy George quer Sophie Turner para interpretá-lo na sua ‘biopic’

Boy George quer Sophie Turner para interpretá-lo na sua ‘biopic’

21/06/2019 0 Por Débora Thomé

O próprio Boy George cuidará da produção executiva do longa, ainda sem título, que terá roteiro e direção de Sacha Gervasi

Sim, vem aí mais uma cinebiografia sobre um músico icônico. Já está em desenvolvimento a biopic de Boy George, o cantor do grupo Culture Club, sucesso mundial nos anos 1980. O estúdio MGM produzirá o longa, que embora ainda não tenha título oficial, está bem adiantado na pré-produção.

O roteiro e a direção ficarão a cargo de Sacha Gervasi (Hitchcock), com produção assinada por Kevin Fing (Creed I e II) e Paul Kemsley.

O músico, que será produtor executivo junto com Jessica de Rothschild, já tem alguém em mente para retratá-lo na telona. Sophie Turner é uma das sugestões de elenco mais interessantes, na sua opinião.

. Bohemian Rhapsody – A apoteose da rainha
. Filme ‘The Doors’, de 1991, será relançado nos cinemas
. ‘Quem é Elton John?’ – ‘Rocketman’ está lançado. E é imperdível!

George revelou o desejo de ver a atriz interpretá-lo no cinema durante uma entrevista recente, no programa de rádio australiano Fitzy & Wippa. “Acho que isso vai incomodar as pessoas, o que eu realmente gosto”, disse.

Escolha pode gerar polêmica

O cantor britânico de 58 anos de idade também antecipou algumas das possíveis repercussões de tal lançamento: “‘Oh, ela não pode interpretar você, ela é uma mulher’, mas quando eu tinha 17 anos eu adoraria ter sido ela.”

Turner, 23 anos, não parece ter qualquer problema sobre aceitar o papel. “Estou tão deprimida”, escreveu a atriz — que está em cartaz com “Dark Phoenix”, e é mais conhecida pela interpretação de Samsa Stark em Game of Thrones — em seu perfil no Twitter.

Ao contrário do que possa parecer inicialmente, principalmente para as mentes menos criativas e mais tacanhas, a escolha de Turner para o papel de Boy George não seria uma decisão nada estranha.

Muitas mulheres já retrataram homens na telona no passado. Notadamente, Barbra Streisand (Yentl) e Julie Andrews (Vitor ou Vitória). Sem falar em Cate Blanchett, que interpretou Bob Dylan, em 2007, em “I’m Not There”.

Boy George muito além do Culture Club

Tudo indica que a cinebiografia de Boy George deva mostrar suas raízes humildes, em Londres, até chegar ao topo das paradas internacionais à frente da banda Culture Club, nos anos 1980.

Nascido em uma família irlandesa de classe trabalhadora, George nunca disfarçou quem ele era — um jovem destemido, impiedosamente honesto, com uma identidade aberta e que estava anos à frente de seu tempo.

O artista vencedor do Grammy já vendeu mais de 100 milhões de singles e mais de 50 milhões de álbuns como intérprete e compositor com o Culture Club, e também como artista solo. Além de suas realizações musicais, George é autor de duas autobiografias best-seller, e foi coprodutor, compositor e estrela no palco do premiado musical
“Taboo”, na Broadway e no London’s West End.

O filme centrado em Boy George é apenas o mais recente filme biográfico a receber a luz verde após o sucesso retumbante de “Bohemian Rhapsody” e “Rocketman”. A MGM, inclusive, vem tocando uma outra cinebio, sobre a rainha do soul Aretha Franklin — que será interpretada por Jennifer Hudson.

Anúncios