Computadores brasileiros estão mais protegidos do que americanos

08/06/2012 0 Por Fernando de Oliveira

Pesquisa realizada pela McAfee com computadores do mundo todo mostrou que 17% das máquinas analisadas não possui antivírus instalado. Os Estados Unidos ficou com uma das piores posições, com 19% de computadores desprotegidos.

Já o Brasil conseguiu um resultado melhor e se manteve abaixo da média, com quase 15% dos equipamentos sem antivírus – a empresa afirma que quase 85% dos computadores do país foram examinados.O estudo classificou como computadores ‘sem-proteção’ aqueles que não possuíam antivírus instalado, ou cujas assinaturas estavam vencidas. Nos Estados Unidos, 12% dos computadores não possuíam qualquer programa antivírus e 7% tinham o software expirado.

A McAfee realizou a pesquisa com dados de verificações de computadores de 27 milhões de pessoas em 24 países. De acordo com a companhia, o estudo foi o primeiro a examinar diretamente os computadores ao invés de aplicar pesquisas em usuários. Segundo o diretor de marketing global de produtos de consumo da MacAfee, Gary Davis, pesquisas com usuários geralmente apontam que apenas 6% dos computadores não estão protegidos. “As pessoas sabem que é politicamente correto ter um antivírus”, explicou Davis. Em alguns casos, os usuários chegam a acreditar que a assinatura de seu software ainda está funcionando, quando, na verdade, está vencida.”

A pesquisa também mostrou que computadores da Finlândia, Itália, Nova Zelândia, Alemanha e Dinamarca são os mais propensos a estarem protegidos. Já os de Singapura, Espanha, México, Japão e Estados Unidos têm menor probabilidade de terem uma proteção antivírus válida. “Acreditávamos que os computadores do Japão e dos Estados Unidos seriam aqueles que estariam no topo dos computadores com proteção, mas eles de fato estão lá embaixo”, disse Davis.

Espanha teve a maior porcentagem (16%) de computadores sem qualquer proteção instalada. Singapura teve o maior percentual se usuários com proteção inválida (12%).

Davis acredita que educar os usuários talvez ajude a reduzir o número de máquinas desprotegidas. Atualizar o sistema para o Windows 8 – que necessita um antivírus válido instalado – também pode ajudar.

Fonte: IDG Now!