DVDs de Santana e The Hollies

28/03/2012 0 Por Fernando de Oliveira

Os textos abaixo foram publicados originalmente na Coluna de Música do jornal O Fluminense (28 de março de 2012).

Santana Greatest Hits

Santana é daqueles artistas atemporais. Junto com sua banda, o guitarrista está na estrada desde o fim dos anos 60, com seu som que mistura rock com ritmos latinos. Dono de uma vasta discografia, Santana lança agora o DVD duplo Santana Greatest Hits – Live At Montreux 2011 (ST2), que compila suas canções mais conhecidas em versões com arranjos novos, mantendo o interesse até de quem já viu e ouviu várias apresentações do músico.

No DVD também há depoimentos do guitarrista e outros membros da banda, inclusive de Cindy Blackman, que, após se apresentar no Brasil, em 2010, acompanhando o animado T.M. Stevens, recebeu um pedido de casamento no palco durante um show em Chicago.

A apresentação é muito bem filmada e vai ganhar ainda mais quando for lançada a versão em Blu-ray. Já o som é, provavelmente, o melhor já ouvido em um vídeo do guitarrista.

A história dos Hollies

Aproveitando que Graham Nash se apresenta no Rio em maio, junto com David Crosby e Stephen Stills, os fãs podem relembrar o início da carreira do cantor e compositor, quando ainda fazia parte do The Hollies, um dos melhores grupos britânicos dos anos 60 e 70. O documentário Look Through Any Window 1963-1975 (ST2) conta a história do grupo, com imagens raras – e de ótima qualidade, além de depoimentos dos membros da banda (Allan Clarke, Tony Hicks, Bobby Elliott e, claro Graham Nash).

São 22 canções em quase 2 horas de uma narrativa coesa, recheada de músicas da melhor qualidade – há a opção de assistir só os números musicais sem os depoimentos. O grupo foi responsável por uma série de sucessos inesquecíveis como Bus Stop, On a Carousel, He Ain’t Heavy, He’s My Brother e The Air That I Breath, além de criar uma sonoridade única em relação aos seus contemporâneos. Aliás, segundo o próprio Nash, apesar dos vários sucessos de vendas, eles nunca rivalizaram com os Stones ou Beatles, exatamente porque eram ‘pessoas comuns’. Assim como os Fab Four, a maioria das suas canções foi gravada nos estúdios da EMI em Abbey Road e o clipe de On a Carousel é um exemplo de como eram feitas as gravações na época dos 4 canais.

Para quem já conhecia a banda e para os não iniciados, Look Through Any Window 1963-1975 é um trabalho muito bem produzido e com uma qualidade de som e imagem acima da média para os parcos registros de apresentações musicais produzidos nos anos 60.

O único senão do lançamento é a falta de legendas em português, o que prejudica o entendimento de quem não tem um inglês fluente.