Com anúncio na TV, Chrome poderá ultrapassar o Firefox antes do Natal

05/10/2011 0 Por Fernando de Oliveira

Pelo jeito não é só o péssimo IE quem está perdendo terreno. Até mesmo o ótimo Firefox está ameaçado pelo Google e o seu Chrome. A reportagem abaixo é uma esperança de que as pessoas realmente usem bons programas para navegar.

Desde janeiro, fatia de mercado do browser da Google tem crescido um ponto porcentual por mês, enquanto Firefox e IE perdem usuários.

Desde janeiro, a fatia de mercado do navegador Chrome tem crescido um ponto porcentual por mês, enquanto a do Firefox cai 0,4 ponto, indicam dados da empresa de métricas web StatCounter. A participação atual de mercado do Chrome é de 23,16% e a do Firefox, 27,49%.

Quando analisadas em conjunto, a taxa de crescimento do Chrome e a de declínio do Firefox sugerem que o navegador da Google deverá roubar o segundo lugar da Mozilla no ranking até dezembro. O Internet Explorer, da Microsoft, ainda é o líder, com participação de 41,89%, mas essa vantagem também tem diminuído.

As descobertas da StatCounter coincidem com as de outras empresas que medem a utilização de browsers. A NetApplications, por exemplo, dá ao Firefox uma vantagem ainda maior em relação ao Chrome (22,57% ante 15,51%). Mesmo assim, o Chrome iria ocupar o segundo lugar no ranking em meados de 2012.

Na TV

A Google tem divulgado o Chrome de forma agressiva, com anúncios de TV de apelo sentimental, até mesmo no Brasil – um deles mostra um pai usando o YouTube, o Gmail e outros serviços da Google para criar uma versão digital de cápsula do tempo a ser aberta no futuro por sua filha. Nos Estados Unidos, os anúncios começaram a ser veiculados em maio e, nos dois meses seguintes, o Chrome teve sua maior ascensão no ano.

Enquanto isso, o Firefox tem recebido críticas por um cronograma mais rápido de lançamento de versões. O ciclo de seis semanas tem a vantagem de trazer novos recursos ao navegador em períodos regulares, mas também causa problemas com a exterminação de bugs e incompatibilidades com alguns add-ons.

O Chrome também tem roubado mercado do Internet Explorer. Isso pode ocorrer em parte por causa da decisão da Microsoft de matar o Internet Explorer 6. Tanto a Microsoft como seus parceiros encorajam empresas a abandonar o velho navegador e, embora o IE como um todo venha perdendo mercado, o Internet Explorer 9 tem ganhado participação de forma rápida, especialmente em PCs com Windows 7.

Nenhuma dessas métricas leva em conta smartphones, tablets e outros aparelhos móveis, mas o mercado móvel é dominado pelo navegador que estiver pré-carregado no aparelho. O Safari 5.0, da Apple, para iOS é o grande líder, com 46,15% de penetração, seguido do browser Android 4.0, com 15,15%. O Firefox tem apenas 0,03% do mercado móvel.

Fonte: IDG Now!

Anúncios