Blues na veia no Rio de Janeiro

10/06/2011 0 Por Fernando de Oliveira

Quem pensa que o Rio vive apenas de samba, chorinho e (argh) funk, se engana. Nesta quinta (9/06/11) tivemos a abertura do Rami – II Festival de Guitarras do Rio de Janeiro, na Sala Baden Powell, em Copacabana. O evento – que vai até o dia 19 desse mês – ainda conta com várias atrações de diferentes vertentes musicais. Para a abertura, tivemos o encontro de dois mestres do blues nacional: Big Joe Manfra e Big Gilson.

O show do Rami (nome tirado daquele som irritante que sai da guitarra quando está mal aterrada) foi um aperitivo para o que vai acontecer neste sábado no Rio Rock & Blues Club, na Lapa, neste sábado (11/06). Lá estarão reunidos Big Gilson (com Big Joe Manfra), Blues Etílicos e Blues Groovers. Toda a renda (R$ 35 o ingresso) será revertida para Ricardo Werther (ex-vocalista do Big Alambik).

Mas, voltando ao Rami, foi bom ver que a Sala Baden Powell – que antes foi um cinema- se transformou em um espaço aberto para música de todos os estilos e não mais uma farmácia ou igreja. O show, extremamente profissional, também teve toda a descontração de um encontro entre amigos. Até mesmo a (pouca) platéia era formada por rostos conhecidos do cenário do blues.

Jimmy Hendrix, T-Bone Walker e outros mestres foram reverenciados, além de músicas originais de Manfra – que oficialmente comandava a festa.

Para os que não tiveram coragem de enfrentar a chuva, o frio da noite carioca e pagar os (baratos) R$ 30 do ingresso, fica a certeza de que perdeu um grande show, mas também fica a chance de se redimir no sábado.