Quando as redes sociais são anti-sociais

02/03/2011 0 Por Fernando de Oliveira

Foram dois dias de almoços japoneses no simpaticíssimo Dombri Edo, em Ipanema. A comida ótima, o ambiente agradável, mas o destaque foram dois grupos de jovens que eventualmente comiam, riam e usavam seus telefones para conversar através das redes sociais. Os diálogos tradicionais quase não existiam. No máximo era um “gostei do seu comentário” e mais teclação.

Ok, nenhuma das meninas ou dos rapazes em questão eram daqueles com visual de parar o trânsito, mas espanta ver que preferem interações virtuais a papos olho no olho.

Sozinho, fiquei observando e lamentando. Lembrei daquele anúncio no qual dois caras comentam que uma mulher bonita é ruim de internet. As que vi, podem até ser boas de internet, mas não tem cara de que serão boas de cama algum dia.