Como diretor, Hugh Laurie é um ótimo House

24/04/2010 0 Por Fernando de Oliveira

A fórmula é sempre a mesma. Um seriado de sucesso, um ator premiado no papel principal e, uma hora ou outra, colocam o ator para dirigir um episódio. Na 6ª temporada de House, óbvio, os produtores da série deram esta chance para o inglês Hugh Laurie.

O episódio – chamado Lockdown, o 17º da temporada, e que não tenho idéia de quando será exibido no Brasil – pareceu escrito na medida para um diretor iniciante. A história gira em torno do hospital sendo fechado por conta do sumiço de um bebê. Os personagens se dividem em duplas e acabam desenvolvendo histórias paralelas e algumas relações que podem (ou não) evoluir durante o ano. Tudo em ambientes estáticos e quase sem nenhuma movimentação.

Infelizmente, não houve nenhum mistério médico, o que transformou Lockdown em uma enorme seqüência de diálogos. Muito blá-blá-blá e poucas novidades ou surpresas. Um momento menor em uma temporada cheia de altos e baixos. A maior novidade foi o reaparecimento de Cameron (aqui, mantenho o suspense).

Que House M.D. dure muitos anos, mas que Hugh Laurie continue com o ótimo trabalho de ator, nada mais além disso.