If on a Winter’s Night – Um Sting de inverno

06/11/2009 0 Por Fernando de Oliveira

sting - If on a Winter's NightDepois da bem sucedida turnê de volta do The Police, que passou pelo Brasil e ganhou um DVD gravado em Buenos Aires, Gordon Matthew Thomas Sumner, também conhecido como Sting, volta ao mercado com mais um disco solo. If on a Winter’s Night é baseado em canções tradicionais sobre o inverno, com apenas três composições próprias de Sting.

Pode ser que o calor infernal dos últimos dias no Rio de Janeiro não tenha ajudado na primeira audição do disco, mas a verdade é que Sting parece ter procurado mostrar que não faz mesmo mais questão de ter alguma ligação com aquele jovem dos tempos do The Police. Em If on a Winter’s Night ele volta ao som mais jazzístico iniciado com o brilhante The Dream of the Blue Turtles (1985). Infelizmente, Mr. Sumner escolheu uma banda e instrumentos que tornam o disco ainda mais sombrio, frio e linear (no mau sentido).

Cheio de citações nórdicas (que alguns podem, erroneamente, confundir com folk), o disco não empolga, nem nas canções antigas, nem nas novas composições. A voz grave e rouca do uma-vez-roqueiro não passa a emoção que imagino estivesse nos planos do artista, tornando If on a Winter’s Night um dos discos menos inspirados do autor de Russians e English Man in New York.

Pode ser que mesmo que os 40ºC estejam influenciando meu julgamento, pois fica difícil imaginar que um disco que reúne gente como Dominic Miller (guitarra), Kathryn Tickell (rabeca e gaita-de-fole), Julian Sutton (melodian) e Mary MacMaster (harpa com cordas de metal escocesa) e até o brasileiro Cyro Baptista (percussão), possa ser ruim, mas é, no mínimo, pouco um trabalho pouco inspirado.

Nota: 5