I feel good doing right, but I feel much better doing wrong

16/02/2009 1 Por Fernando de Oliveira

bluesmen1Blues não é só tristeza, coração partido e bebedeira. Blues é sensualidade, maldade, pornografia. Tudo de bom!

Que a natureza humana não é boa, acho que já disse em alguns posts, mas admitir que gosta de fazer aquilo que não é correto é uma qualidade que apenas poucos corajosos têm.

Bluseiros não se preocupam (ainda bem) com nada que a sociedade considere ser correto. Eram (são) negões que faziam colheita de algodão, com mãos enormes, almas sofridas, corações de pedra, pouca educação, uma habilidade com a guitarra difícil de imitar e muitas história envolvendo o diabo. howlin-wolfVendo mais um documentário sobre o estilo, acabei descobrindo uma canção na qual a frase do título do post se destaca. No caso, a letra fala sobre bebedeiras, sexo sujo, fumo e brigas. Algo que comprova que o rock veio mesmo do blues.

Não acredito que canções, jogos ou multidões incitem a violência ou hábitos ruins. Na verdade, qualquer coisa pode se transformar em um gatilho para disparar bestialidades. A anonimidade de um grupo apenas potencializa a covardia. Música, ajuda a desarmar espíritos, arrumar amores, companhias e quartos.

Gostam de repetir que vingança faz mal, inveja atrasa a vida ou que fazer o bem faz bem. Feliz os que reconhecem que também se sentem bem quando vão na contra-mão da multidão.

Ouça as canções do blog

play-musicasdavida-playlist