I, Me, Mine

25/01/2009 1 Por Fernando de Oliveira

imemineNão conheço ninguém que goste de uma pessoa e sinta prazer em ressaltar os defeitos dessa pessoa. Quem gosta faz de tudo para relevar, minimizar, ignorar as falhas da pessoa amada. Só mesmo quando essas imperfeições pulam na sua cara, ficam escritas em neon na testa, é que se acaba fazendo alguma referência a elas.

Amores e comédias românticas são assuntos recorrentes nesse espaço. A vida é um emaranhado de relações complicadas e saber detectar esses defeitos pode acabar sendo um fardo, um problema para quem não sabe receber críticas ou não tem nenhuma noção sobre sua própria personalidade.

Adivinhem o que significam as definições abaixo (conheço várias pessoas que parecem ser seguidores desses mantras).

Dedicação excessiva que uma pessoa tem por si própria, esquecendo-se de considerar as necessidades e o bem dos outros.

Exclusivismo de quem toma a si próprio como referência para tudo

Tendência presente nos seres humanos de levar em conta exclusivamente os próprios interesses em detrimento do cumprimento dos deveres morais para com os outros.

Gente, um pouco de humildade faz bem. Errar é humano (mesmo).