Pop de qualidade

02/09/2008 6 Por Fernando de Oliveira

Sou fã de música pop, de refrões fáceis, de melodias que grudam, de guitarras e talento. Na última sexta-feira tive a oportunidade de entrevistar Frejat, guitarra e alma do Barão Vermelho, personagem que sempre evocou mais sentimentos e simpatia do que qualquer Legião Urbana da vida. Falta de presunção e boas doses de simpatia ajudam quem já tem um talento acima da média.

Frejat está lançando CD novo (Intimidade Entre Estranhos) e quem quiser ler um pouco da entrevista ou minha opinião sobre o novo disco, pode clicar nos links a seguir: entrevistacrítica

Frejat é daqueles que fazem música para que o público cante. Algumas letras bem sacadas (sem saudades de Cazuza, disse ele, em trecho da entrevista que preferi não divulgar), arranjos bem feitos, clipes bonitos e shows competentes.

Quem for ler a crítica do novo disco pode assistir ao clipe de Dois Lados. Meu trecho de letra favorito vem da canção Nada Além:
Fique com seus bonsais, seus haikais, sua paz
Suas flores, seus jardins de inverno
Se isso é céu, eu prefiro o meu inferno

Abaixo o clipe de Segredos (uma bela animação que quem não viu precisa ver) e a fantástica letra de Homem não Chora.

Podem me chamar de setorista de Paula Toller e Frejat. Isso só mostra meu bom gosto.

Homem não chora

Homem não chora
Nem por dor
Nem por amor
E antes que eu me esqueça
Nunca me passou pela cabeça
Lhe pedir perdão
E só porque eu estou aqui
Ajoelhado no chão
Com o coração na mão
Não quer dizer
Que tudo mudou
Que o tempo parou
Que você ganhou

Meu rosto vermelho e molhado
É só dos olhos pra fora
Todo mundo sabe
Que homem não chora
Esse meu rosto vermelho e molhado
É só dos olhos pra fora
Todo mundo sabe
Que homem não chora

Homem não chora
Nem por ter
Nem por perder
Lágrimas são água
Caem do meu queixo
E secam sem tocar o chão
E só porque você me viu
Cair em contradição
Dormindo em sua mão
Não vai fazer
A chuva passar
O mundo ficar
No mesmo lugar

Anúncios