Táxis voadores serão testados a partir de 2021 em Paris

Táxis voadores serão testados a partir de 2021 em Paris

01/11/2020 0 Por Fernando de Oliveira

Franceses seguem a tendência dos carros voadores para desafogar o trânsito nas cidades. Japoneses esperam ter carros viajando pelos céus em 2030

O céu parece mesmo a solução para o trânsito caótico de várias grandes cidades do mundo. Depois dos japoneses anunciarem que deverão ter carros voadores nos céus do país, é a vez dos franceses receberem uma notícia similar.

A alemã Volocopter, especializada em mobilidade urbana, vai testar, já no ano que vem, táxis aéreos elétricos nas proximidades de Paris.

Os veículos da empresa, que estão sendo desenvolvidos faz uma década, fazem pousos e decolagens de forma vertical e se parecem com um grande drone.

Táxis aéreos em até 3 anos

Os planos são ambiciosos. Eles pretendem abrir rotas de táxi em, no máximo, 3 anos, já pensando nas Olimpíadas de 2024.

— Abriremos nossas primeiras rotas de táxi aéreo comercial nos próximos 2-3 anos e estamos entusiasmados por ter um parceiro de lançamento potencial aqui na Europa. O crescimento desta indústria contribuirá para o desenvolvimento de soluções industriais ecológicas e oferecerá à região de Paris uma combinação única de sistemas de transporte multimodal urbano — disse a empresa em um comunicado para a imprensa.



Japoneses se inspiram nos Jetsons e fazem carros voadores

Ainda um pouco distante

Mas não fiquem preocupados em estarem andando por Paris e ver um carro voando (pelo menos por enquanto). Os testes estão sendo feitos no campo de aviação de Pontoise, que fica localizado a cerca de 35 quilômetros de distância de Paris.

Assim como no Japão (e no Brasil!), além dos testes, é preciso regulamentar muita coisa e preparar a infraestrutura para que esse tipo de transporte possa ser implementado (áreas de pouso e decolagem, reabastecimento, etc).


Enquanto os carros aéreos não chegam, que tal experimentar um drone?

Ah, e nada se fala sobre o precinho das viagens.

Se você se assustou com a citação do Brasil, fique sabendo que a Embraer está desenvolvendo um projeto similar com a Uber. Mas, isso, fica para outra oportunidade.