Conheça os países que aceitam a entrada de brasileiros

Conheça os países que aceitam a entrada de brasileiros

02/08/2020 1 Por Fernando de Oliveira

No meio de uma enxurrada de notícias ruins para os turistas brasileiros, resolvemos fazer um apanhado de destinos onde é possível entrar (com ou sem restrições)

Dia dos país para brasileiros

Um parceria do Blog do Feroli com o Magazine Luiza

Pode parecer mentira, mas nem só de más notícias vive o turista brasileiro. Se estamos barrados na maioria dos destinos mais populares, há uma lista de países que permitem a nossa entrada, mesmo com as condições de combate a COVID-19 estando fora de qualquer nível de confiabilidade.

Verdade que dificilmente algum países pode ser considerado como “o destino dos sonhos”. Há uma ou outra exceção, mas o importante é que a entrada está liberada.

Lembre-se de nem pensar em viajar caso tenha algum sintoma da doença!

Países sem restrições (em ordem alfabética)

Seguros Promo

Aproveite a parceria entre o Blog do Feroli e a Passagenspromo e encontre o seu voo com o menor preço

Albânia

Desde 1 de julho que todas as restrições para a entrada de brasileiros estão suspensas. Albânia é um daqueles países onde nem visto é exigido. A única regra é usar máscaras em locais públicos.

Cuba

Países onde os brasileiros não são barrados: Cuba

Viajantes assintomáticos (seja lá de onde vierem) não precisam fazer quarentena ou apresentar qualquer tipo de teste para a COVID-19 (o governo oferece testes na chegada dos turistas). O problema é que o país reabriu apenas algumas localidades para a visitação. Melhor checar onde quer (e pode) ir.

Jamaica

Países onde os brasileiros não são barrados: Jamaica

Desde meados de julho que os brasileiros podem ouvir um reggae na Jamaica. Os turistas são submetidos a testes de temperatura na chegada ao país. Alguns podem até ser submetidos a teste para a detecção do novo coronavírus, mas esse teste é feito por amostragem.

O país está com bares, restaurantes e hotéis abertos e sem restrições, mas ainda há um toque de recolher noturno vigente no país.

Kosovo

O Kosovo é um caso peculiar. Apesar de não fazer qualquer exigência para a entrada de brasileiros, eles “recomendam” que se apresente um teste negativo para a COVID-19 emitido até quatro dias antes do desembarque.

Travel Mobile - chip para telefonia móvel no exterior

Compre o seu chip, ganhe um desconto com o nosso parceiro e não fique sem internet durante a sua viagem

Macedônia do Norte

A antiga Macedônia — país do Leste europeu — só exige o uso de máscaras em locais públicos e proíbe grupos com mais de duas pessoas em espaços fechados (com exceção de menores de 14 anos acompanhados dos pais).

Maldivas

Outro destino onde apenas o uso de máscaras é obrigatório. Nada de testes, taxas, quarentena ou visto. A partir de 1 de agosto, todas as ilhas do arquipélago estão liberadas.

México

O México está investindo muito na volta do Turismo. O país até criou uma promoção — #VenAlCaribeMexicanoX2 — que oferece descontos e vantagens aos visitantes que decidirem ir até lá após o fim da pandemia. Esses descontos incluem destinos como Cancún, Cozumel e Riveira Maya.

Não é preciso nem visto, mas os viajantes precisam preencher um formulário com algumas informações médicas. Ah, o uso de máscaras também é exigido.

República Dominicana

Se você gosta de praias, saiba que a República Dominicana, onde ficam as praias de Punta Cana, está liberada. Os turistas têm a temperatura checada e fazem um teste para a COVID-19 na chegada. Além disso, precisam preencher um formulário de Declaração de Saúde do Viajante. Caso tudo vá bem, é só aproveitar.

Sérvia

Outro destino onde não há exigência de testes, vistos ou quarentena. Porém, não há como fugir do uso obrigatório de máscaras em locais públicos.icos.

BannerROTEIROS-blogdoferoli

Aproveite esta e muitas outras dicas de viagem com os nossos roteiros personalizados. Entre em contato e encomende o seu — basta clicar no banner!

Tanzânia

Na Tanzânia o novo coronavírus parece não existir. Além da não exigência de testes ou quarentena, não há nem mesmo a obrigatoriedade do uso de máscaras ou de distanciamento social. Só é preciso o visto (que é bem fácil de obter) e preencher (no avião) um formulário de vigilância sanitária.

Turcas e Caicos

O território britânico das ilhas Turcas e Caicos permite a entrada de brasileiros, embora só estejam em operação voos vindos do Canadá, EUA e Europa. Há um toque de recolher noturno e a exigência do uso de máscaras. Porém, é bom ficar de olho se seu voo tem conexão em algum país onde os brasileiros estão barrados.

Turquia

Países onde os brasileiros não são barrados: Turquia

Desde junho que, oficialmente, o país está aberto para visitantes de todos as nacionalidades. Para os brasileiros não há necessidade de vistos. Os turistas têm a temperatura checada na chegada.

Países com ”exigências leves” (em ordem alfabética)

 

Antígua e Barbuda

O país, composto pelas duas ilhas e que está situado no encontro entre o Atlântico e o Mar do Caribe, tem as suas fronteiras liberadas desde junho. Porém, para permitir a entrada dos turistas brasileiros, é preciso que seja apresentado um teste negativo para coronavírus, emitido até 48 horas antes da chegada e o uso de máscaras.

Quem se recusar a fazer o teste (ou pagar por um) será colocado em uma quarentena de 14 dias em um hotel. teste por lá ou concordar com a quarentena em hotel por 14 dias.

Bahamas

Países onde os brasileiros não são barrados: Bahamas

Para visitar a ilha é preciso ter em mãos um teste negativo para Covid-19 que precisa ter sido emitido 10 dias antes da chegada, além de preencher o formulário Bahamas Health Visa Card.

Detalhe: brasileiros são bem-vindos, americanos, não.

Barbados

A ilha de Barbados tem o banho de praia liberado entre 5h e 18h30. Parques, restaurantes, lojas e shoppings também estão funcionando. Para visitantes oriundos de países onde o número de casos (e mortes) é grande, como o Brasil, é exigido teste negativo para Covid-19 feito 72 horas antes da partida ao país.

Assim como nas Bahamas, quem não apresentar o teste será obrigado a fazer um e ainda ficará em quarentena em um hotel até a divulgação do resultado.

Aproveite para emitir hoje sua passahem a partir de 4.000 milhas o trecho.

Belize

As exigências para entrar em Belize são praticamente as mesmas de Barbados e Bahamas — apresentação de teste negativo para a COVID-19. Quem não apresentar o teste será obrigado a fazer um. A diferença é que é preciso baixar o aplicativo Belize Health App antes de embarcar. Na chegada a temperatura será checada.

Croácia

Desde o início de julho a Croácia está recebendo turistas de todas as nacionalidades. Só é preciso apresentar uma “razão válida” para a visita. Dentre essas razões está o turismo.

Porém, quem escolher essa opção vai precisar apresentar um comprovante da reserva de hotel onde ficará hospedado e o preenchimento de um formulário oficial chamado EnterCroatia

O problema é que a Croácia faz parte da União Europeia, que não está aceitando passageiros vindos do Brasil, o que torna a situação bem complicada. Nosso conselho: não se arrisque em tentar ir para lá agora. Mas, caso seja necessário, se informe com a companhia aérea pela qual pretende voar.

Dominica

Outro território que, a partir de 7 de agosto, vai exigir apenas um teste negativo para Covid-19 emitido entre 24h a 72h antes do embarque.

Oferta do Hotel Urbano

Dubai (Emirados Árabes Unidos)

Dubai é um dos destinos mais populares entre os brasileiros e suas fronteiras estão abertas. Só é preciso apresentar o teste negativo para a COVID-19 (feito com menos de 96 horas de antecedência da chegada) e um seguro saúde de viagem (um item que deveria ser obrigatório).

Seguros Promo

Clicando no banner você ainda consegue um desconto exclusivo do Blog do Feroli

Egito

Outro destino “popular”, o Egito não exige um teste negativo para o novo coronavírus, mas pede um seguro de viagem e o preenchimento do “Cartão de Saúde Pública” (um formulário básico) ao chegar ao país.

Países onde os brasileiros não são barrados: Egito

 

Líbano

Para ir até o Líbano só é preciso o visto e o quase sempre presente teste negativo para a COVID-19 (emitido até 72h antes do embarque). Caso não apresente o teste, será feito um no aeroporto (com os custos pagos pelo viajante).

Polinésia Francesa

Você pode não estar ligando o nome do país com as suas maiores atrações (Taiti e Bora Bora), mas a Polinésia Francesa é bastante procurada pelos turistas.,

As exigências para a entrada são o teste negativo e o seguro de viagem que cubra despesas médicas. Todos os turistas estarão sujeitos a testagem aleatório quatro dias após o desembarque.

Santa Lúcia

O país caribenho e suas praias vulcânicas é um dos territórios onde os brasileiros não encontram problemas para entrar. É só apresentar um teste negativo para o novo coronavírus realizado até 48h antes do embarque e usar máscara. A temperatura será checada no desembarque.

Países com ”exigências rigorosas” (em ordem alfabética)

 

Bermudas

Países onde os brasileiros não são barrados: Bermudas

As Bermudas permitem a entrada de brasileiros, mas é preciso apresentar um teste negativo para a COVID-19 (feito até 5 dias antes da viagem), preencher um formulário de viagem, pagar uma taxa (US$ 75) e ter a temperatura checada na chegada. Além disso, há a possibilidade das autoridades decidirem por uma quarentena. Mas não é só isso, também é exigido que os turistas meçam a temperatura e informem duas vezes por dia através da internet.

Camboja

Esse é um destino que você precisa querer muito ir para aceitar as condições. Além do teste e de uma quarentena de 14 dias, é preciso fazer um depósito de US$ 3 mil e pagar uma série de taxas, que nem são tão caras, mas acabam pesando quando juntadas ao depósito.

O Camboja voltou a receber turistas estrangeiros, embora os novos requisitos de entrada exijam testes obrigatórios, quarentena, depósito de 3 mil dólares, taxas extras e outros procedimentos não muito claros, dificultando bastante a viagem.

O teste precisa ser feito até 72h antes do embarque e o seguro saúde de virgem precisa ter uma cobertura de pelo menos US$ 50 mil. Caso alguém do seu voo seja diagnosticado com a COVID-19, você será obrigado a fazer a quarentena de 14 dias.

Equador

Nosso vizinho da América do Sul é outro que pede teste negativo e impõe uma quarentena de 14 dias para todos os brasileiros.

Irlanda

Países onde os brasileiros não são barrados: Irlanda

Outro país que quarentena (os testes não são obrigatórios). Mas, assim como vários países europeus, é complicado chegar lá, já que a entrada de brasileiros não é fácil no continente.

Reino Unido

Na teoria os brasileiros poderiam entrar no Reino Unido, se passarem por uma quarentena obrigatória de 14 dias. Mas, não é bem assim. Há muitas restrições e, na prática, poucos conseguirão entrar em algum dos países do bloco.

Mas, se for muito necessário, é melhor entrar em contato com o consulado antes de comprar sua passagem.

São Vicente e Granadinas

São Vicente e Granadinas é um país caribenho composto por uma ilha principal (São Vicente) e várias outras de menor porte, sendo um dos principais destinos para os amantes da vela.

A obrigatoriedade dos testes é um pouco mais rígida. É preciso apresentar um teste negativo para o vírus realizado nas 48h antes do voo, ou um teste de anticorpos realizado nos últimos 5 dias. Quem não apresentar algum desses comprovantes, terá o teste feito na chegada ao país e ficará em quarentena até o resultado estar pronto (24h).

Ucrânia

A Ucrânia classifica o Brasil como um país com alto risco de contágio. Por isso, mesmo com um bom seguro de viagem, é preciso cumprir os 14 dias de quarentena.