Notre-Dame vai ser restaurada como era antes do incêndio

Notre-Dame vai ser restaurada como era antes do incêndio

16/07/2020 0 Por Fernando de Oliveira

A catedral, que pegou fogo em abril de 2019, não corre o risco de ser “modernizada”. Governo francês decidiu que Notre-Dame não sofrerá modificações em seu projeto

O incêndio da catedral de Notre-Dame, em 15 de abril de 2019, chocou o mundo. A construção em estilo gótico foi praticamente destruída e havia muitas dúvidas sobre a possibilidade da sua reconstrução.

Na semana passada, o presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou que a reconstrução da catedral — que deve recomeçar em 2021 e tem prazo de término em 2024 — seguirá o padrão original do prédio de 850 anos.

Até esse anúncio, houve muita especulação sobre se a Notre-Dame deveria ou não ser “modernizada”, principalmente o seu teto, feito em madeira.

Outra “preocupação” era tentar fazer a catedral mais “amigável” com o meio ambiente. Algo que nem deveria ser cogitado na reconstrução de um prédio do século XII.

BannerROTEIROS-blogdoferoli

Aproveite esta e muitas outras dicas de viagem com os nossos roteiros personalizados. Entre em contato e encomende o seu — basta clicar no banner!

Estrutura ainda muito instável

Infelizmente, segundo os engenheiros que trabalham na obra, a estrutura do prédio ainda está bastante instável e o ritmo dos trabalhos teve de ser diminuído, mesmo antes da pandemia do novo coronavírus.

Os trabalhadores ainda estão na fase da retirada de escombros e das estruturas que faziam parte de uma reforma que estava sendo feita na época da tragédia.

Uma obra de bilhões de dólares

Macron diz que não vai medir esforços para que a catedral esteja pronta para receber turistas e fiéis quando as Olimpíadas de Paris (em 2024) acontecerem.

É um prazo audacioso (ainda mais levando em conta a COVID-19), mas o orçamento (falam em US$ 8 bilhões) que será gasto pode torná-lo viável, apesar do ceticismo de muitos especialistas em restauração.

É muito dinheiro, mas precisamos lembrar que, logo após o incêndio, mais de US$ 1 bilhão foram doados por indivíduos e empresas privadas como a Disney e a Apple. Além disso, algumas das mais proeminentes famílias e empresas da França doaram €300 milhões.


Para os especialistas, a necessidade de utilizar técnicas da época da construção da catedral vai exigir a contratação de trabalhadores especializados (carpinteiros e entalhadores, por exemplo) e isso não será uma tarefa fácil.

Há quem diga que a obra pode demorar décadas!

Mesmo que a obra não fique pronta totalmente, é bastante provável que os visitantes possam entrar no santuário, mesmo que com algumas restrições, assim que a estrutura seja considerada segura.

Quem já foi não esquece da sua beleza (e filas) e quem não foi já deve ir planejando a sua visita.