Cuidados ao planejar uma viagem para o hemisfério Norte no verão

Cuidados ao planejar uma viagem para o hemisfério Norte no verão

25/06/2019 0 Por Fernando de Oliveira

Mesmo que você esteja acostumado com o calor, saiba que as mudanças climáticas podem tornar a sua viagem de verão em um inferno

A notícia de que uma onda de calor pode tomar a Europa neste verão (deles) e causar temperaturas de mais de 40⁰C com sensação térmica de 47⁰C, assusta.

Mesmo que você seja um carioca e esteja acostumado com essas temperaturas, cuidado. No hemisfério Norte, as dificuldades para suportar esse calor são diferentes (e grandes).

Cuidados básicos no verão

Pode parecer óbvio, mas viajar para algum lugar onde seja verão exige alguns cuidados que poderiam ser indicados para um dia na praia. Boa hidratação (beber muito líquido) e protetor solar são as principais dicas.

Porém, antes de se aventurar em algum passeio é muito aconselhável pesquisar a previsão do tempo e checar as condições de conforto do local onde deseja ir.

Verão no Central Park

Falta de ar condicionado

A falta de locais com ar condicionado é um problema grave na Europa (e um pouco menos grave nos Estados Unidos).

Mesmo que as mudanças climáticas já estejam ocorrendo faz tempo, muitos europeus — ingleses, franceses e alemães, por exemplo — ainda não se acostumaram com a nova realidade.

Não é difícil encontrar lugares nas cidades consideradas destinos turísticos (lojas e até hotéis) sem ar condicionado. Isso sem falar em muitas atrações (igrejas), onde o turista fica desprotegido das altas temperaturas.

Embora tenha dito que esse é um problema menos comum nos Estados Unidos, há exceções. Andar no metrô de Nova York em um dia onde a temperatura ultrapassa os 30⁰C pode ser uma tortura. A temperatura pode ser até 7⁰C acima da registrada na superfície.

E, acredite, essas temperaturas são bastante comuns. Em 2017 passei 15 dias em um verão carioca na Grande Maçã. Minha mulher e um sobrinho dela voltaram de lá com a cor de quem tinha visitado uma praia no Caribe, mesmo com o uso constante de chapéus.

Verão em NY 2017

Ice problem

Outro grande problema pode ser a dificuldade em encontrar cubos de gelo. Cidades como Paris podem ser um desafio para os viciados em gelo (como eu). O “problema do gelo”, parafraseando o Homem de Ferro, pode realmente ser um problema.

Em 2013, sofri para conseguir um refrigerante com gelo. A maioria dos bares e restaurantes guardavam as preciosas pedras de gelo para uísques ou drinks. Resolvi apelar para um McDonald’s. Mas, acreditem, a máquina de gelo não tinha gelo!!

O mais alarmante é que no último verão a situação se repetiu com vários amigos que visitaram a capital francesa. Ou seja, cinco anos se passaram, e as dificuldades para conseguir gelo continuam.

Depois desse perrengue em 2013, nunca mais fiquei em algum hotel sem frigobar ou cozinha aberta 24 horas. Gelo salva vidas!

Verão, sol e falta de gelo em Paris

Cuidado com a hospedagem no verão

Voltando aos cuidados básicos, escolha bem onde vai se hospedar. Há hotéis sem aparelhos de ar condicionado nos quartos, mas sempre há a possibilidade de encontrar um outro com essa comodidade.

A maior preocupação deve ser na hora de encontrar uma casa ou apartamento (em plataformas como o Airbnb). Muitos, mas muitos mesmo, dos imóveis oferecidos não tem ar condicionado e alguns deles nem mesmo possuem ventiladores.

Como, na maioria das vezes, a maior preocupação é o frio e o sistema de calefação, a oferta do ar condicionado passa despercebida por proprietários e inquilinos.

BannerROTEIROS-5-blogdoferoli

Aproveite esta e outras dicas de viagens nos nossos roteiros personalizados. Não são caros, vão facilitar muito a sua vida e tornar a sua viagem em uma experiência inesquecível. Entre em contato e peça o seu. É só clicar no banner

Portanto, se pensa em viajar para a Europa (ou Estados Unidos) neste verão (deles), tome as precauções necessárias para não sofrer com o (incomum) calor senegalesco prometido para 2019.

Caso queira afastar um pouco do calor, uma sugestão é um passeio/jantar em um barco pelo rio Sena, em Paris. O passeio (e o jantar) duram duas horas e meia, e o preço é bastante razoável (€69). Veja o vídeo abaixo, e depois clique neste link para reservar o seu jantar.