Rotativo atingiu 25% dos usuários de cartão de crédito em 2018

Rotativo atingiu 25% dos usuários de cartão de crédito em 2018

20/02/2019 0 Por Fernando de Oliveira

Desemprego é uma das razões para a tomada de uma das modalidades de crédito mais caras do mundo

Apesar dos indicadores da economia brasileira darem sinais de que há uma (lenta) recuperação, o caminho para que o consumidor brasileiro deixe para trás todas as mazelas de anos de desgoverno no setor parece que ainda vai ser muito longo.

Segundo dados da CNDL/SPC Brasil, 22% dos consumidores brasileiros tiveram crédito negado em dezembro, 77% vivem no fio da navalha e, pior, 25% dos usuários de cartão de crédito não conseguiram pagar o valor integral da fatura, passando a entrar no crédito rotativo, a modalidade com os juros mais altos do mercado.

Ofertas de qualidade

Quer comprar produtos de qualidade com preços justos?  Vá até a loja do blog e veja os produtos que escolhemos para você e fuja do rotativo.

São utensílios, eletrônicos, bebidas e muito mais. Clique, conheça  e dê a sua opinião nos comentários.


O (ainda) altíssimo número de desempregados e as indefinições sobre os rumos políticos e econômicos do país em nada ajudam esses pobres brasileiros.

Cartão é mais usado para roupas e compras de supermercado

Ainda segundo o levantamento, a maioria das pessoas usou o cartão de crédito para pagar as despesas com vestuário e compras de supermercado.

Até aí, tudo bem. O que fica fora da curva é o valor médio desses gastos: R$ 752,85 (em 12/2018).

Pelo jeito, muita coisas ainda vai piorar antes de melhorar.

Baixe a pesquisa completa aqui.