Velocidade média da internet brasileira ainda está abaixo da banda larga

Infelizmente, a nossa realidade é triste e lenta.

Internet around the WorldO Brasil ainda não conta com uma internet cuja velocidade média atinja os 4 Mbps mínimos para ser considerada banda larga. Aqui, a conexão gira em torno dos 3 Mbps.

Os dados constam no relatório trimestral State of Internet, elaborado pela Akamai. O estudo mostra que o Brasil cresceu 1,6% em relação ao trimestre anterior e 11% na comparação anual; mesmo assim, ainda está atrás de 88 países, em termos de velocidade – embora tenha melhorado, pois no trimestre passado estava em 90º lugar.

O pico de velocidade registrado por aqui foi de 21,9 Mbps, altas trimestral de 6,6% e anual de 7,2%.

Para efeito de comparação, a velocidade média global é de 4,5 Mbps, então, além de não atingir o a meta do que se considera banda larga, o Brasil também não consegue acompanhar a tendência mundial.

Na Coreia do Sul, que tem a melhor conexão, a velocidade média caiu 12% nos três meses analisados e mesmo assim está em 22,2 Mbps. O maior crescimento visto no período foi o do Nepal, de 78%, para 2,5 Mbps. Em termos anuais, quem mais evoluiu sua internet foi o Congo, com um salto de 146% (1,3 Mbps).

Quando o assunto é internet móvel, o Brasil apresentou uma média de 1,8 Mbps e pico de 14 Mbps. Na América do Sul, os maiores índices vieram da Venezuela, com 6,3 Mbps de média e 28,3 Mbps de pico.

Fonte: Olhar Digital

Anúncios

Uma consideração sobre “Velocidade média da internet brasileira ainda está abaixo da banda larga”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.