Nunca tem fim: um direto de esquerda do O Rappa

05/09/2013 0 Por Fernando de Oliveira

O Rappa Nunca Tem Fim...Nunca Tem Fim…, o primeiro disco de inéditas do grupo em cinco anos é um soco certeiro de esquerda, daqueles de nocautear o mais sólidos dos ouvintes. Já na capa do disco Marcelo Falcão, Xandão, Lauro Farias e Marcelo Lobato, aparecem com traços de super-heróis, deixando a dica de que a banda continua com toda a força.

Se o som é a mesma porrada sonora característica dos álbuns e shows anteriores, as letras estão muito menos reflexivas e complexas. Parece que essa é a principal consequência da ausência de Marcelo Yuka, responsável por grande parte das letras da banda, que agora recorreu a parceiros da antiga, como Marcos Lobato e Lula Queiroga.

As dez faixas, que não incluem o jingle Vem pra Rua, gravado para o comercial de uma montadora de automóveis e que acabaou virando tema das manifestações que explodiram pelo país em junho, seguem o passo firme da discografia da banda, de maneira até mais satisfatória do que o irregular 7 Vezes.

Destaque para O Horizonte É Logo Alí, Anjos (Pra Quem Tem Fé) e Um Dia Lindo (que conta com a participação de Edi Rock, dos Racionais MCs).

Anúncios