Um irregular truibuto a obra de Caetano Veloso

22/08/2012 0 Por Fernando de Oliveira

Um dos vários setentões do ano, Caetano Veloso talvez seja aquele que esteja recebendo menos ‘presentes’, muito por conta de sua própria atitude um tanto quanto low profile. A Tribute to Caetano Veloso (Universal) é um dos poucos projetos realizados para celebrar a obra do baiano.

Idealizado pelo produtor Paul Ralphes, o CD reúne uma série de nomes (nacionais e estrangeiros) interpretando algumas das canções mais emblemáticas da obra de Caetano. O resultado soa desigual e nem mesmo com a intenção de se ter um disco ‘globalizado’ consegue disfarçar o resultado desigual, culpa principalmente dos artistas brasileiros.

Se o Magic Numbers consegue passar simpatia até mesmo na hora de tentar cantar em português a parte da letra de You Don’t Know Me ou se a voz de Chrissie Hynde enche de vigor e sensualidade The Empty Boat, o mesmo não acontece com Céu na sua insossa versão de Eclipse Oculto ou com De Manhã, revista por Marcelo Camelo.

Alguns dos 16 números ficam no meio do caminho, como a London, London dos Mutantes, que mesmo com a produção pseudamente psicodélica não conseguiu recriar o clima ácido de meados da década de 60.

Na escassez de homenagens, A Tribute to Caetano Veloso traz alguns momentos que podem valer a compra, mas fica distante da qualidade da obra de Caetano.

Esse texto também foi publicado no jornal O Fluminense