O som cearense de Lúcia Menezes

04/07/2012 0 Por Fernando de Oliveira

Sucesso desde a década de 80 na cena cearense, Lúcia Menezes volta ao mercado com um novo CD – Lucinha (Timbre), onde mistura canções inéditas com sucessos que passam pelo samba, forró, baião e baladas.

Com uma voz bastante peculiar, Lúcia recebeu as bênçãos do jornalista e pesquisador Sérgio Cabral – que escreve o release do disco. Os elogios são mesmo merecidos. Nas 14 faixas de Lucinha, a cantora mostra um vigor e qualidade que um dia já habitaram trabalhos de gente como Elba Ramalho, por exemplo.

O leque de compositores é de arrepiar: João Lyra, Joana Lyra, Tom Zé, Chico César, Luiz Gonzaga, Zé Dantas, Chico Buarque e Ednardo, entre outros. E os pontos altos são muitos. Talvez o maior deles seja mesmo a interpretação da balada O Amor é Velho e Menina, de um surpreendente Tom Zé.

Recomendado para quem já conhece e para os que apreciam a boa música com sotaque nordestino.

Texto publicado originalmente no jornal O Fluminense