A dor de cotovelo cantada segundo a música da bela Norah Jones

24/05/2012 0 Por Fernando de Oliveira

Cantora lança seu novo disco, ‘…Little Broken Hearts’, onde desencontros e desilusões são temas das canções, o que leva a cantora para um campo muito mais pop do que jazz

No melhor estilo Maysa, a eterna musa da dor de cotovelo, Norah Jones lança seu novo CD (…Little Broken Hearts), com uma coleção de canções falando sobre relacionamentos fracassados e corações partidos. O novo projeto, realizado em total parceria com o DJ, músico e produtor Danger Mouse, …Little Broken Hearts (EMI) é um disco que tira a filha do mentor musical do ex-beatle George Harrison (Ravi Shankar) da sua zona de conforto.

Inspirado nas experiências pessoais de Jones e Mouse, o disco é recheado de letras tristes e doloridas, com arranjos simples e eficientes, tendo como base a guitarra, o piano e a voz de Norah.

A dor de ser trocada por uma mulher mais jovem (She’s 22), a possibilidade de perdoar (4 Broken Hearts) e a necessidade de partir (Happy Pills) são temas inspirados que levam Norah Jones para um campo muito mais pop do que jazz.

Claro que há momentos que lembram os trabalhos anteriores de Jones, como a faixa de abertura (Good Morning), mas, no todo, …Little Broken Hearts é um trabalho corajoso, pessoal e diferente, com canções que vão tocar as almas de todos os que algum dia já sofreram por amor.

Lá fora, o disco alcançou os postos mais altos das paradas de sucessos em diversos países europeus e Estados Unidos, e tem tudo para repetir o bom desempenho de vendas também em terras tupiniquins.