Compras virtuais lideraram queixas em 2011

11/03/2012 0 Por Fernando de Oliveira

Compras na Internet foram o que mais levaram os associados da PROTESTE – Associação de Consumidores a buscar ajuda da entidade em 2011, com 8.760 queixas. O principal problema foi o descumprimento de oferta (produto não entregue). As empresas mais reclamadas nesta área foram Compra Fácil com 1.011 queixas e Americanas, com 989 registros.

Mas a má prestação de serviços e o descaso com que trata parcela dos 67 milhões de clientes mantiveram a Oi como campeã de reclamações, pelo segundo ano consecutivo, em todas as áreas, entre os associados da PROTESTE. Foram feitas 1.342 reclamações, principalmente em relação aos serviços de Internet banda larga fixa e 3G da Velox.

Instabilidade no serviço, velocidade baixa, além da dificuldade para reinstalação do serviço em caso de mudança de endereço estão entre os problemas apontados. E o Serviço de Atendimento ao Ciente (SAC) tem se mostrado incompetente para atender as demandas, descumprindo o decreto 6.523 (Lei dos SACs) que estabeleceu regras para atendimento mais ágil e eficaz.

Os problemas com a má prestação de serviços de Internet, como falta de disponibilidade do serviço ou velocidade diversa da contratada geraram 1.271 mil queixas em 2011 entre as diversas empresas.

Os cartões de crédito geraram 2.335 queixas, principalmente em relação a cobranças. Os elevados juros, encargos e taxas dos cartões de crédito no País fazem com que a dívida se torne impagável para muitos consumidores que usam o crédito rotativo. É o terceiro item mais reclamado perdendo apenas para vício do produto e compras na Internet.

Problemas financeiros em geral somaram 5.435 queixas envolvendo além do cartão, renegociação de dívida  leasing e financiamento. Entre as dez empresas campeãs no ranking se reclamações estão quatro bancos: Itaú (que só perdeu para a Oi, com 1.168 queixas), Banco do Brasil, Santander e Bradesco

Problemas relacionados a financiamentos envolvendo cobranças indevidas e a dificuldade de renegociar o débito quando o cliente não consegue manter o pagamento em dia , estão entre os principais enfrentados pelo consumidor, quando o assunto são as instituições financeiras.

A exemplo das instituições financeiras as empresas de telecomunicações também ocupam quatro posições no ranking de reclamações. Na telefonia móvel os principais problemas são a dificuldade de cancelamento e portabilidade.

Fonte: Site Adrenaline