Besouro Verde – uma besteira em 3D

12/02/2011 1 Por Fernando de Oliveira

A onda de refilmagens de clássicos do cinema e a recriação de heróis dos quadrinhos e dos desenhos animados não para. Em 2011, o primeiro herói a aparecer nas telas é o Besouro Verde (The Green Hornet, no original), com seu fiel escudeiro Kato. O filme é baseado no personagem criado para os quadrinhos nos anos 30 e que ganhou um seriado – que durou apenas uma temporada – nos anos 60.

A história se baseia em Britt Reid, playboy e dono de um jornal, que se transforma em um tipo de vigilante contra o crime, com a diferença que todos o consideram um bandido. Assim, ele é perseguido por policiais e criminosos da mesma forma. Era assim até mesmo com Batman, na sua série dos anos 60, que teve algumas participações do Besouro Verde.

Bem, mas como é a versão 2011 do personagem? Resposta: Uma grande besteira.

Escrito e produzido por Seth Rogen (Tá Rindo de Que? e Ligeiramente Grávidos) a nova aventura é muito mais uma comédia com aquele toque idiota juvenil americano do que qualquer outra coisa. Só mesmo com esse produtor e roteirista que Seth Rogen seria convocado para viver o papel principal. Nem mesmo a bela presença de Cameron Dias (como a secretária de Britt Reid) funciona. Falta química ao casal. Outro problema do roteiro é a total falta de conexão com qualquer pequeno traço de realidade. A linha do tempo parece estar sempre fora da ordem.

Surpreendentemente, o melhor do filme é a atuação de Jay Chou, como Kato. Infelizmente, quem viu Bruce Lee no papel, vai ficar com a sensação que nem mesmo com toda a tecnologia e efeitos especiais alguém poderá lutar parecido com ele. Mesmo assim, o ator é o menos fraco do filme.

Na verdade, a reprodução do Black Beauty (Beleza Negra), carro da dupla, consegue ser o astro da produção. Melhor que qualquer humano visto na telona.

Os efeitos 3D dão aquele tom de modernidade a produção, mas com um roteiro frouxo, um elenco que não se conecta e uma direção que se perde entre a comédia, a aventura e luta, não dá nem pra ter uma opinião definitiva sobre a qualidade do 3D.

Lá fora, o filme foi bem de bilheteria, mostrando a força dos heróis dos quadrinhos/TV, mas não espere nada demais dessa produção. Como disse lá no título, uma grande besteira.