Secret, Profane and Sugarcane – Elvis Costello country

27/07/2009 1 Por Fernando de Oliveira

Elvis Costello Secret
Enquanto se divide entre seu programa de entrevistas – Spectacle: Elvis Costello With…, na HBO Plus) – sua esposa (a cantora Diana Krall) e filhos, O ex-punk, ex-regravador de Standards da carreira de Burt Bacharach (Painted from Memory – 1998), Elvis Costello arrumou tempo para lançar um álbum voltado para a música country, reforçando a fama de camaleão.

Costello, que já andou sendo parceiro de gente boa como Paul McCartney e é reconhecido como um dos melhores letristas da sua geração, coloca sua peculiar voz em canções com arranjos que combinam com seu timbre. Para isso, se juntou novamente com o músico e produtor T Bone Burnett – com quem já trabalhou no sensacional Spike (1990) e requisitou uma penca de banjos, baixos acústicos, violinos e todos os instrumentos necessários para criar um bom disco. Conseguiram.

Elvis Costello SpikeDas 13 canções do disco, pelo menos 9 são de altíssimo nível. Sentimento, boas melodias, letras inteligentes e arranjos na medida. She Handed Me a Mirror Listen e I Dreamed of My Old Lover são exemplos de que Costello pode mesmo transitar por qualquer gênero.

Gravado em Nashville, Secret, Profane and Sugarcane é mais um trabalho onde a qualidade das canções originais de Costello (são 10 inéditas) faz a diferença.

Peço desculpas aos fãs do boss Bruce Springsteen – que se gabam da qualidade de seu último lançamento – mas Elvis Costello dá uma surra. Mais uma vez os britânicos vencem com sobras.

Secret, Profane and Sugarcane foi lançado lá fora pela Hear Music e aqui é distribuído pela Universal. Veja o clipe da música Sulphur to Sugarcane e reveja a excelente Veronica.

Veronica – Spike (1990)