Muita coisa, pouco tempo

01/04/2009 0 Por Fernando de Oliveira

trabalhadorAlguns dias são pequenos. Muito trabalho, muitas filas, muita aporrinhação. Outros são recheados de planos decisões e pensamentos. Os dias antes das férias se encaixam no segundo grupo. É pesquisar locais para viagens, decidir a melhor maneira de ficar incomunicável com a chateação e totalmente disponível para aos amigos e os bons programas.

Dias que antecedem as férias são pródigos em pensamentos profundos.Quem deve ser lembrado e quem deve ser esquecido, enterrado. Onde insistir e onde deixar a coisa rolar.  Como agradar quem merece e como desagradar os que nem deveriam existir.

Enquanto o dia da liberdade não chega, vamos levando, aturando a violência diária, a burrice de pseudoativistas, a falta de noção de quem dirige coisas tão queridas quanto o futebol (por exemplo) e falta de dinheiro, típica do período anterior ao dia 5.

Gente, tudo novo após fevereiro. Tudo MUITO mais novo após abril.