Sarcasmo é o refúgio de uma mente vazia

13/02/2009 7 Por Fernando de Oliveira

burromanA frase é, provavelmente, uma variação da famosa Sarcasmo é o refúgio dos fracos, de Jean Paul Sartre, o que me dá a certeza de que até os muito inteligentes podem ser induzidos a falar e escrever bobagens. Sarcasmo e ironia são duas artes sobre as quais (acho) já escrevi aqui no F(r)ases. É preciso raciocínio rápido, timing e uma boa dose de cultura geral para conseguir utilizá-las, o que nem todo mundo tem.

Claro que podem ser irritantes e, na maioria das vezes, são mesmo usadas com esse objetivo. São usadas para criticar, cutucar e medir a inteligência alheia. Pode parecer pedante – talvez seja – mas normalmente as pessoas demoram demais a entender um comentário desse gênero.

Os ingleses, mestres na ironia e sarcasmo, nos dão alguns dos melhores exemplos de como ser blasé, metidos e engraçados. Quase todas as comédias britânicas tem algum momento onde a ironia e o sarcasmo são protagonistas.

Se sarcasmo for mesmo o refúgio de uma mente vazia, a minha vive no vácuo. Geralmente vários balões – daqueles que se vêem nas histórias em quadrinhos – pipocam na minha mente, normalmente com repostas irônicas e nem sempre politicamente corretas ou muito polidas. Isso nem sempre me Cara de Paisagemdeixa em uma situação cômoda, mas dá um certo prazer quando encontramos alguém que consiga seguir o seu raciocínio. Serve também fazer aquela Cara de Paisagem, quando alguém fala algo que não concordamos ou simplesmente uma grande idiotice.

Sarcasmo e ironia também servem para tornar um pouco mais civilizada uma situação onde a vontade e mandar alguém para aquele lugar ou simplesmente dizer a verdade (você é um idiota!). Portanto, repito, não concordo de que sejam o refúgio de uma mente vazia ou dos fracos.

Bom saber que até Sartre errava 😉