Tom Cruise no Rio (e a vergonha de ser jornalista)

03/02/2009 7 Por Fernando de Oliveira

img256aO cara parece gente boa, não se atrasou, foi simpático e respondeu todas as perguntas com boa vontade e profissionalismo que nem sempre são encontrados nos grandes astros que passam pelo Brasil. Tom Cruise riu, falou (muito) de família e de como adorou fazer Operação Valquíria, que estréia nos ciemas do país dia 13.

Leia como foi a coletiva

Cumprindo a agenda estabelecida, o astro de Missão Impossível, O Último Samurai, etc, participou da coletiva de imprensa com louvor. Baixinho, magro e ainda branquelo, Tom em nada pareceu o galã que é (era) sonho de consumo de 10 entre 10 mulheres (tá, o cara é melhor que eu, mas isso não é vantagem!).

Agora, a pior parte do trabalho foi ver uma pessoa que se disse jornalista –  de um veículo da Região Serrana do Rio (me recuso a dar o crédito) – pegar o microfone para fazer uma pergunta e disparar:

– Tinha duas perguntas, mas vou fazer só uma ().  Tenho um sobrinho de 13 anos que é louco por Missão Impossível e eu prometi que tiraria uma foto com você. Você tiraria a foto comigo?

img250PQP!!! No MEIO da coletiva!! Fiquei e estou com vergonha de ter alguém com essa atitude se dizendo jornalista. Podia pedir no fim da entrevista e tal… Seria ridículo, mas não atrapalharia os outros. Claro que o mediador logo avisou que o tempo estava acabando, porque – claro, também –  Tom Cruise tirou a foto e mais uma outra com uma repórter que passou por todos só para isso. Lamentável!

Pior: provavelmente essa pessoa vai achar que marcou presença e fez algo diferente de todos (fez mesmo).  Ficou com uma foto e deveria ficar com a certeza de que ninguém que estava naquele salão do Copacabana Palace jamais irá contratá-lo para nada. Talvez para presidente de fã clube.

Nota: As fotos (ruins) da coletiva são de minha autoria. Na matéria há fotos de melhor qualidade.

Nota IIAmanhã escrevo uma crítica sobre o filme.

Atualização em 5/2: Link para a crítica do filme.